O que você procura?

Às vezes me pego pensando que eu devo ser muito abençoada. Mas abençoada mesmo, coisa assim acima do normal. Conheço pessoas que, com a minha idade, nunca amaram, e devo dizer (ou não devo, mas vou dizer mesmo assim) que é visível o papel que isso tem na vida, nas escolhas, interfere até mesmo na personalidade. Para alguns, não amar é uma escolha, optaram por não se entregar à ninguém; para outros é apenas a vida, caminhos que ainda não se cruzaram.

Eu sei lá o que acontece, mas o mundo está cheio de gente que não gosta muito de perceber o amor. Acha brega um casal que se abraça em público, acha piegas uma declaração aos quatro cantos, torce o nariz quando um casal de amigos agora não se larga, pois estão apaixonados e vivendo as delícias de um namoro recente, que acabou de começar. Preferem a seriedade e a sobriedade de um mundo sem expressões de carinho, sem toque, sem a espontaneidade e a leveza do amor.

Fato é que de coisas de amor só entende quem ama. Quem se ofende com o amor dos outros nada mais é do que carente de amor. Não dá pra explicar o gosto de um chocolate para quem nunca o comeu, bem como não dá pra explicar a sensação de ver o mar para quem nunca o viu, o ouviu, o sentiu. Você até descreve, a pessoa até entende, mas não sente, não sabe e, até experimentar, não vai saber nunca. É preciso viver, é preciso provar, é preciso se permitir amar.

MAIS: AMO SEU SOL E SUAS NUVENS
MAIS: TE DESEJO UM AMOR GOSTOSO

Que delícia é ter alguém ao lado para dividir os sonhos, os projetos, a rotina, a chatice, a TPM, os devaneios sobre a vida, um arroz com feijão gostoso, aquele show em DVD pela 187º vez, a pedalada até a praia num dia lindo de sol, aquele sorvete com gosto de culpa e de molecagem, o cheesecake que só a gente sabe onde encontrar. Que bom é ter alguém pra dividir as contas, as responsabilidades, o mau humor de uma manhã de segunda-feira, a empolgação antes de uma viagem esperada, as lembranças de um passado que não volta mais, as histórias de família que só são engraçadas para você. Que delícia é ter alguém pra te mimar, pra sentir ciúmes, pra reconhecer o cheiro, pra fazer carinho até pegar no sono, pra dormir ouvindo aquele “eu te amo” baixinho ao pé do ouvido, pra te esperar no aeroporto, pra te buscar no trabalho num dia de chuva, pra te esperar em casa com um jantar fresquinho, pra sentir saudades enlouquecedoras depois de uma viagem a trabalho (mesmo que seja apenas por uma semana), pra tomar café na cama, pra brigar, pra fazer as pazes, pra fazer amor no meio da tarde.

Que gostoso ajustar minha vida para fazer caber na sua, planejar nosso futuro, te ver mergulhar nos meus delírios mais insanos, te ouvir gargalhar com mais um episódio do meu (agora nosso) seriado favorito, te convencer a se jogar no mundo comigo, entender que a gente tem os mesmos valores e que sim, a gente se encaixa.

Obrigada, meu Deus, por me permitir viver um amor assim. E que todas as pessoas possam viver algo assim um dia. Que ninguém passe por essa vida sem dizer um “Eu te amo”, sem ouvir um “Eu te amo”.

Eu amo. Eu sou amada. Eu sou grata!

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Amor

PARTICIPE: Sobre sentimentos e pensamentos
PARTICIPE: Ele vai mudar de cidade

Imagem: pinterest.com/superelaoficial


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤