Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Há quem diga que psicólogo é coisa de louco, de quem tem problema, de quem não consegue resolver seus problemas sozinho e tantas outras ladainhas. Mas não, terapia é um ato de coragem e um dos maiores cuidados que você pode ter com você mesma.

Você vai ao médico, dentista, academia, cuida muito bem do seu corpo e saúde, mas e a mente? Quem cuida dela? A novela das 21h? A vodca? A balada? O livro de autoajuda? Google? Não. As pessoas estão se esquecendo de cuidar da mente pelo simples medo de serem vistas como loucas ou fracas, ficar frente a frente com suas questões e com o “pré-conceito” presente na nossa sociedade.

O termo psicologia significa Psyche (mente e também o nome da Deusa “Psiquê, que na mitologia grega era espora de Eros, o cupido) + logia (estudo), ou seja estudo da mente e dos processos mentais.

O objetivo maior da terapia é o autoconhecimento e sim, é lá que você chega, não importa o caminho que você use, ou o questionamento que você tenha para procurar por terapia, você aprende a olhar para si mesma. É um exercício constante – que ultrapassa o tempo da sessão – em que você olha para si, para seus sentimentos, pensamentos, atitudes e desejos, em que você se observa e se descobre e em que você percebe que não sabe nada, nadica de nada, sobre si mesma.

MAIS: AUMENTANDO SUA AUTOESTIMA EM 3 ETAPAS
MAIS: PORQUE TODA MULHER DEVERIA ESCREVER!

E aí, descobertas incríveis acontecem, coisas até então desconexas começam a fazer uma conexão incrível e você começa a conhecer lugares dentro de si que nunca achou que pudessem existir. A partir da mudança de como você se olha, muda também o modo como você olha para o mundo e como o mundo olha para você. A vida começa a criar outras formas, ter outras cores, como um quebra cabeça que começa a ser montado.

Parece lindo né? Mas é um pouco mais complicado do que parece, porque, para tudo isso acontecer, você precisa tocar em assuntos que causam incomodo, que não gosta de falar, prefere esquecer, deixar de canto e viver a vida porque, afinal, “tudo se ajeita”. É difícil, você não tem para onde fugir, e é aí que você percebe que é um dos maiores atos de coragem com você mesma, enfrentar esses assuntos é quase que uma guerra. Mas pensar em desistir passa a não fazer parte dos seus planos, porque você tem um autoconhecimento todo para descobrir. Você percebe que tem força e coragem, e que a descoberta de si mesma é tão grande que vale a pena.

Mas é preciso ter coragem: coragem de encarar você de frente, de se encarar sem armadura, sem proteção, sem filtro e sem freio; coragem de olhar pra dentro de si e colocar as “coisas internas” em ordem, se descobrir.

Fazer terapia é um ato de coragem. É autoconhecimento.

“A terapia consiste não em levar o paciente a descobrir a solução para o seu problema, mas em mudar o paciente, de tal modo que ele seja capaz de descobri-la” (Skinner, 1953)

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

PARTICIPE: Falta de autoestima.
PARTICIPE: Nada anda dando certo!

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

@ load more