O que você procura?

Pintar o rosto de preto pode até parecer uma simples brincadeira para algumas pessoas, mas, na verdade, essa prática antiga é chamada de blackface e é considerada um ato racista.

Você provavelmente já deve ter visto no carnaval, por exemplo, algumas pessoas se vestirem de nega maluca. Normalmente um homem ou uma mulher branco se pintam de preto, passam batom vermelho de forma que os lábios pareçam maiores, que caracteriza, na concepção deles os lábios das mulheres negras, dançam e fazem trejeitos para que outras pessoas deem risadas, como se o fato de ser mulher negra fosse engraçado. E, de fato, talvez e, infelizmente, para algumas pessoas de mente limitada até seja, uma vez que o indivíduo negro no Brasil vive como se sua existência fosse insignificante…

Com uma pesquisa rápida na web você descobre com facilidade a origem do blackface: homens brancos, que se pintavam de preto e que reforçavam o estereótipo racista atribuído ao homem negro escravo ou livre durante a era dos shows de menestréis lá pelos anos de 1830.

Os personagens caracterizados na forma escrota de blackface desempenharam um papel significativo na história do racismo, reforçando a ignorância e pensamentos estereotipados de pessoas brancas em relação às pessoas negras e isso tem seguido até hoje.

Vale acrescentar que o objetivo do blackface não era somente ridicularizar a pessoa negra, como também não dar oportunidades para indivíduos negros trabalharem. Ou seja, além de ridicularizar, impede o negro de conquistar espaço no mercado de trabalho.

No começo de maio de 2015, a companhia teatral “os fofos encenam” (que de fofos nada tem), apresentaria uma peça chamada “A mulher do trem” no Itaú Cultural. Mas com a intervenção de ativistas na internet a peça foi cancelada pelo próprio Itaú Cultural e foi marcado um debate com militantes do movimento negro entre outras pessoas, para discorrer sobre o problema do blackface em pleno século XXI.

PARTICIPE: Por que que a sociedade vivem como robô em busca de um corpo perfeito, por causa da mídia?
PARTICIPE: Por que eles acham q sabem o q queremos?

É isso mesmo, como se não bastasse lá no século XIX a ridicularizarão do negro, ainda hoje existem pessoas, eventos, peças de teatro (como o exemplo desta que trazia um homem branco fazendo um personagem de uma empregada doméstica negra e caracterizado de blackface). Essas coisas me levam a pensar seriamente se as pessoas estão realmente dispostas e reverem seus privilégios ou se estão na internet apenas fazendo pose de “vamos mudar o mundo” com discurso de “somos todos iguais”.

Não me sinto representada, como mulher negra que sou, por um homem branco que se pinta de preto e põe uma peruca afro, reforçando mais uma vez estereótipos racistas. Ainda fala que a nega maluca é uma homenagem, ou um blackface, e diz que aquilo representa o negro. Isso é racismo e só deixa escurecida a hipocrisia da humanidade.

Falando em hipocrisia, quantas pessoas negras você, pessoa branca, vê em papéis que não são os de empregadas domésticas, moradores de favelas ou em papéis que hipersexualizam mulheres e homens negros na TV?

A TV não dá espaço para o negro protagonizar uma novela, série ou ter um papel de um personagem que seja um médico, advogado, dono de empresas e etc. E enquanto as grandes emissoras de TV não mudarem esse sistema, não acho que as coisas tendam a mudar. Porque, uma vez que a maioria das pessoas é influenciada pelo que a mídia mostra, o que normalmente é muito selecionado, dificilmente as pessoas vão pensar fora da zona de conforto, ter opinião crítica ou sequer ter a postura de quem quer realmente mudar alguma coisa que vá além do seu quadrado. Enquanto isso eu me pergunto, já lamentando muito, quantas fotos de pessoas brancas fazendo blackface vão continuar aparecendo no Facebook, quanto tempo mais vai demorar para, não só um negro nos representar em um grande papel, mas vários indivíduos nos representarem.

Que isso não seja mais uma coisa eventual e que a pratica racista do blackface fique no passado.

Eis o meu manifesto!

Para saber mais sobre blackface.

Djamila Ribeiro já fala sobre isso há muito tempo aqui.

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

MAIS: 3 DICAS IMPERDÍVEIS DE COMO ESCOLHER A BOLSA IDEAL
MAIS: 8 FEMINISTAS NEGRAS MARAVILHOSAS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

Imagem: pinterest.com/superelaoficial


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)