O que você procura?

Esses dias eu estava no Supermercado e vi uma menininha de uns 3 aninhos correndo no corredor toda felizinha com a sua saia de tule (ou tutu). Na hora eu abri um sorriso, porque ver criança brincando causa isso na gente, né? Depois eu lembrei do quanto eu queria ter uma saia de tule, tipo aquelas da Carrie Bradshaw em Sex ‘n the City, lembram?

carrie saia de tule sex and the city
O modelo dos meus sonhos é igual a essa verde, mais cheia, inteira e de comprimento midi, e eu até já procurei na internet um modelo parecido que me servisse e que eu pudesse usar assim (num dia comum e não necessariamente numa festa), ou até pra ir no supermercado, como aquela menininha… mas aí lembrei que apesar dos meus 1,56m e carinha de adolescente, eu já tenho 34 anos e… não ia ser bem vista!

Aí o sorriso foi se fechando e eu olhei pra roupa que eu estava vestindo: calça jeans e camiseta. Poderia ser algo mais simples e sem glamour? Ok… Era uma calça jeans super skinny destroyed e a camiseta era bem estilosa, com uma frase de efeito que é a minha cara, mas aquela era a minha “roupa de ir ao supermercado”. Mas mesmo assim bateu aquela sensação de “expectativa x realidade”, sabe? Eu queria estar vestindo saia de tule e salto alto, mas estou de calça jeans e camiseta… Triste, né?

E isso me fez lembrar o quanto as nossas roupas, os nossos comportamentos, sentimentos e pensamentos mudam quando a gente não é mais criança. Junto com isso, a nossa autoestima e a imagem que temos da gente muda também. E então, eu lembrei de uma campanha da DOVE onde eles fazem a pergunta do título desse texto.

“Quando você parou de se achar bonita?”

PARTICIPE: O que tornaria você plenamente feliz?
PARTICIPE: Perdida, como sair da Bad?

A Dove faz essa pergunta em um vídeo muito inspirado e inspirador chamado “Dove Câmera Tímida”, que você já deve ter visto, se emocionado, pensado a respeito… e esquecido, assim como eu. Por isso, ao ver aquela menina se vestindo e agindo sem se preocupar com o que iriam pensar dela e se aquilo era “adequado”, eu resolvi trazer ele de volta aqui, para ajudar a criar pensamentos de que a beleza seja fonte de confiança e não de ansiedade.

O vídeo foi criado questionando por que as mulheres, quando adultas, se escondem: “O que aconteceu ao longo do caminho? Convidamos as mulheres a refletir sobre em que momento de suas vidas elas se tornaram tão autocríticas a respeito de sua beleza e incentivá-las a revelar sua beleza real.”

Quantas vezes você se veste para passar desapercebida no meio da multidão? Quantas vezes já escolheu uma roupa pensando na opinião alheia sobre o que estava vestindo, sobre o seu corpo ou sobre a sua imagem? Quantas vezes sente-se envergonhada com um olhar de admiração? Quantas vezes você duvida de um elogio sincero que te fazem, ao invés de agradecer verdadeiramente?

Quando foi que você parou de se achar bonita? Você é bonita sim, do jeitinho que você é! Pense nisso!

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

MAIS: 3 DICAS IMPERDÍVEIS DE COMO ESCOLHER A BOLSA IDEAL
MAIS: AS MELHORES COISAS – E PESSOAS! – NÃO TÊM RÓTULOS

Imagem: pinterest.com/superelaoficial


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)