Receba nossos e-mails incríveis
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto

Leia temas do seu interesse:

10 ATITUDES SIMPLES PARA VOCÊ AJUDAR A MUDAR O MUNDO

Tina Zani

Colunista Superela

Mais textos

“Não é que o Mal venceu. Ele só tem uma equipe de marketing melhor.” Aline Andrade Pereira

Na noite da última sexta-feira levei um susto ao pegar meu celular para checar recados. Deparei-me com a mensagem de um amigo de infância dos meus filhos, com quem não tenho tido muito contato nos dias de hoje. Ele dizia que havia visto as manchetes, que estava preocupado e que me procurava para saber se estava tudo bem com meu filho.

Explico: eu tenho um filho que estuda na França e está morando em Paris.

Eu, que acabava de chegar em casa totalmente leve, feliz e renovada depois de uma deliciosa prática de SwáSthya Yôga, não tinha a mínima ideia do que ele estava falando. Mas meu coração disparou e gelei só de imaginar o que pudesse ser.

Nestas últimas semanas, fomos tomados por notícias muito tristes a respeito de atos humanos que sacrificaram vidas demais, abalaram o Brasil e o mundo e fizeram chorar a natureza.

E não é preciso nem sair de casa para perceber o sentimento de raiva, ódio e injustiça que se espalhou no coração de tantas pessoas por causa disso. Basta que acessemos nossas mídias sociais.

É tanto desamor e decepção que minha esperança de um futuro melhor, minha fé na vida e minha convicção de que podemos mudar o mundo ao mudarmos a nós mesmos foram ameaçadas em suas raízes mais profundas – e estou certa de que as suas também.

Então, achei pertinente escrever sobre isso.

Na contramão de toda essa lama fedida de descontentamento (e aqui a lama tanto pode ser metafórica quanto literal), encontrei algumas pérolas de brilho inigualável que quero, preciso e que me sinto no dever de compartilhar.

São atitudes e pensamentos que se opõem ao sentimento venenoso que tem se propagado por aí. Não de forma combativa e agressiva, mas com a doçura do mel mais raro e a sutileza do olhar mais atento, coisas de que, você há de concordar comigo, estamos precisados.

Sem entrar em detalhes no mérito dos fatos já que o intuito deste texto não é esse, vou apenas resumir aqui os dois últimos incidentes mais graves, que ocorreram respectivamente no Brasil e na França.

O ROMPIMENTO DAS BARRAGENS EM MARIANA – MG

Na tarde do último dia 5, duas barragens – pertencentes à mineradora Samarco e contendo lama resultante do rejeito da produção de minério de ferro – romperam-se extravasando um volume de lama estimado em 50 milhões de metros cúbicos – quantidade suficiente para encher 20 mil piscinas olímpicas.

A lama tomou e devastou o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana – desabrigando mais de 600 pessoas, matando outras 10 e deixando 18 desaparecidas – e agora segue pelo Rio Doce para desembocar no mar quando chegar ao município de Linhares.

Pelo caminho, acabou com a vida do rio e das comunidades que dependiam dele, causando um impacto ambiental ainda desconhecido e de recuperação inimaginável, e deixou vilas e cidades inteiras sem água.

OS ATENTADOS EM PARIS – FRANÇA

Na última sexta-feira 13, uma série de atentados terroristas deixou em torno de 129 mortos e mais de 300 feridos – entre eles 2 brasileiros – em Paris. Os atentados foram reivindicados pelo grupo jihadista autodenominado Estado Islâmico. Sete terroristas morreram durante os atentados e outros ainda estão sendo procurados.

O presidente da França, François Hollande, decretou situação de emergência e anunciou que as fronteiras de seu país estarão fortemente controladas.

AS REAÇÕES

Nas horas e dias que se seguiram a essas tragédias, quanta indignação foi jogada na rede. Gente reclamando e, inclusive, brigando ao disputar que tragédia tinha mais importância e para qual deveríamos dirigir nossa atenção ou dedicar nosso sofrimento mais avassalador.

Estou aqui hoje para conclamar a sua atenção para as notícias que não são tão bem divulgadas ou, como disse muito bem a Aline Andrade Pereira, não têm uma equipe de marketing tão boa quanto aquela que espalha o Mal.

Me recuso a emprestar minha voz para reclamar e peço que você também cale a sua. Ao invés de reclamar e disseminar mais ódio, vamos nos dedicar a mudar nossas atitudes.

Coisas simples como sorrir, tratar bem as pessoas que nos servem, fazer elogios sinceros em público,  ser cortês no trânsito, inspirar outras pessoas, viver com entusiasmo, espalhar boas notícias, compartilhar o seu guarda-chuva, ceder seu lugar, abraçar alguém com carinho, ouvir com atenção e expressar gratidão fazem uma diferença enorme e costumam ser passadas para frente, gerando uma onda de boas consequências.

PARTICIPE: É frieza da pessoa ou coisa da minha cabeça?
PARTICIPE: Tenho medo de perdas

VAMOS ÀS PÉROLAS

Começo sugerindo que você assista esse vídeo.

Um homem não identificado, sem saber o que fazer em meio a tanto caos, montou um piano e tocou a música Imagine, de John Lennon, em frente ao Bataclan – casa de shows onde morreram mais de 100 pessoas em Paris.

E, agora, esse: A heroína de Mariana. Uma mulher, Paula, ajudou a salvar dezenas de pessoas em Bento Rodrigues – Mariana, ao usar sua moto para avisar os moradores que a barragem havia se rompido.

E, por fim, leia o post completo da Aline abaixo:

“Pra cada terrorista que perpetrou a matança hoje em Paris tem dezenas de taxistas levando as pessoas de graça pelas ruas e outras dezenas de parisienses abrindo suas casas para desconhecidos.

Para cada executivo da Vale tem dezenas de pessoas doando água e alimentos para os atingidos em Mariana e Governador Valadares. Para muitas tragédias em zonas de conflito (não vou dizer todas) tem uma equipe do Médicos Sem Fronteiras trabalhando graças a doações de pessoas como eu e você. Para cada executivo da indústria cultural querendo barrar a liberdade na rede existem dezenas de pessoas legendando episódios de seriados e filmes de graça, compartilhando música e informação.

Para cada pessoa que escreve hashtag bolsomito tem um exército de miçangueiros sendo treinados nos bancos de Humanas. Para cada Eduardo Cunha tem dezenas de coletivos indo as ruas defender os direitos das minorias. Para cada calça saruel que é confeccionada em grandes lojas que utilizam mão de obra escrava tem dezenas de jovens criando moda própria e sustentável.

Para cada playboy queimando morador de rua tem gente da mesma idade recolhendo alimentos para asilos, creches e orfanatos. Para cada menina que sofre bullyng por causa do peso ou do cabelo surgem novas meninas gritando foda-se. Para cada pensamento de ódio tem bilhares de pessoas emitindo pensamentos bons em forma de oração, mantra, reza, batuque, energia, vibração ou só pensamento mesmo.

Se você acha que a Humanidade piorou muito pegue um livro de História. Volte no tempo 500, 1000 ou 2000 anos e me mostre quando tivemos paz? Hoje temos poderio bélico inigualável e informação que circula. Essa é a diferença. E pelo menos ainda há o espanto. Há 1000 anos seria tudo normal. Em suma: não é que o Mal venceu. Ele só tem uma equipe de marketing melhor. E olha que eu nem sou otimista…”

O QUE FAZER?

Todos nós podemos ajudar a melhorar o mundo e a vida à nossa volta. Tudo o que temos que fazer é parar de investir tanto tempo e sentimento reclamando e usar a criatividade para fazer o que está ao nosso alcance. Se você ainda não sabe por onde começar, aqui vão algumas sugestões:

ATITUDE #1

Doe sangue. É simples, não custa dinheiro e não dói. O sangue não é produzido artificialmente e nós somos os únicos produtores dessa matéria prima. Doe.

ATITUDE #2

Cadastre-se na Avaaz e assine as petições que têm pressionado governos de todos os países, inclusive o Brasil, a criarem o mundo em que queremos viver. Cadastre-se.

ATITUDE #3

Apoie um projeto na juntos.com.vc, uma plataforma que nasceu para juntar pessoas em torno de uma causa. Lá você pode propor um projeto e angariar fundos para ele ou apoiar um projeto já existente e contribuir financeiramente para viabilizá-lo. Apoie.

ATITUDE #4

Seja um voluntário. Há muitas instituições e ONGs que dependem do trabalho voluntário para seguir em frente e ajudar cada vez mais pessoas. Você pode consultar a lista nacional de ONGs e encontrar uma perto de você. Consulte.

ATITUDE #5

Apoie a causa ONE. Torne-se um membro e use o poder que você tem para pressionar mudanças como leis, políticas e comportamentos que afetam as vidas de quase 1 bilhão de pessoas que ainda lutam contra a pobreza extrema. Não se trata de dar dinheiro, mas de emprestar a sua voz. Apoie.

ATITUDE #6

Participe do Greenpeace, uma organização global e independente que defende o meio ambiente e promove a paz, ao inspirar as pessoas a mudarem atitudes e comportamentos. O Greenpeace não aceita dinheiro proveniente de empresas, governos ou partidos políticos, somente de indivíduos como nós. Além de colaborar financeiramente, também é possível ajudar como um ciberativista ou tornar-se um voluntário. Participe.

ATITUDE #7

Compartilhe este post nas suas redes sociais com a hashtag #façaoqueestáaoseualcance e ajude outras pessoas a tomarem uma atitude. Às vezes, só o que falta é um pequeno empurrãozinho.

ATITUDE #8

É muito importante se certificar que a informação que está sendo divulgada é verdadeira. Busque conhecimento, mas sempre em fontes confiáveis como sites oficiais. Todo cuidado é pouco nessa hora. O site boatos.org tem o objetivo de verificar a veracidade das notícias viralizadas na internet.

ATITUDE #9

Participe do Uber Água. Se você mora em Belo Horizonte, entre os dias 16 e 18/11, poderá acionar o aplicativo UberÁGUA e os motorista retirarão gratuitamente as doações em sua casa e as levarão para os supermercados Verdemar, que as encaminhará para as cidades que tiveram o abastecimento suspenso devido ao rompimento das barragens.

Se você não mora em Belo Horizonte, procure em sua cidade os estabelecimentos que estão se movimentando para ajudar.

ATITUDE #10

Não espalhe más notícias! Adote como princípio espalhar boas notícias. Seja um adepto do marketing do bem, que o do mal já tem uma equipe poderosa. Acredite na possibilidade de um mundo melhor a partir de seres humanos melhores.

Então vamos lá? Respire fundo e faça o que está ao seu alcance! Comece já, compartilhando esse texto.

E, antes de acabar, mais uma inspiração…

Esse vídeo é sobre a confiança que existe no coração de cada ser humano. Confiança de que há um lugar no mundo para cada um de nós. Vamos regá-la nos corações que já secaram para que brote novamente, ainda mais forte.
Os cartazes no chão, ao lado do rapaz, dizem: “Eu sou um muçulmano. Eu sou rotulado como terrorista. Eu confio em você. Você confia em mim? Me dê um abraço.” Assista até o fim, a parte mais comovente está no final!

Gostaria de deixar um agradecimento especial às Superelas Denise Carvalho, Priscila Citera e Tamara Pinho pela colaboração com as ideias deste texto.

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida

MAIS: 3 FORMAS DE FAZER O BEM SEM OLHAR A QUEM
MAIS: SOBRE OS ATENTADOS EM PARIS, SÓ POSSO DIZER: EU NÃO SEI…

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

Tina Zani

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

Leia temas do seu interesse:

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Um email por semana só com o melhor conteúdo do Superela
Você vai adorar ❤
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Não perca mais nenhuma novidade!
PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vd3d3LmZhY2Vib29rLmNvbS9wbHVnaW5zL3BhZ2UucGhwP2hyZWY9aHR0cHMlM0ElMkYlMkZ3d3cuZmFjZWJvb2suY29tJTJGU3VwZXJlbGFPZmljaWFsJTJGJnRhYnMmd2lkdGg9NTIwJmhlaWdodD0yMjAmc21hbGxfaGVhZGVyPWZhbHNlJmFkYXB0X2NvbnRhaW5lcl93aWR0aD10cnVlJmhpZGVfY292ZXI9ZmFsc2Umc2hvd19mYWNlcGlsZT10cnVlJmFwcElkPTE3MTExNDI3NjM4MDkzNiIgd2lkdGg9IjUyMCIgaGVpZ2h0PSIyMjAiIHN0eWxlPSJib3JkZXI6bm9uZTtvdmVyZmxvdzpoaWRkZW4iIHNjcm9sbGluZz0ibm8iIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd1RyYW5zcGFyZW5jeT0idHJ1ZSI+PC9pZnJhbWU+
Curta o Superela no Facebook ❤
teste
teste