O que você procura?

Era uma noite de sábado e saímos para jantar. Eu já estava com tudo planejado em minha mente, teríamos uma noite de sexo daquelas…

Durante o jantar, não demonstrei o apetite que sentia por ele. Provoquei com alguns olhares e sorrisos safados. Mal toquei na comida. Estava ansiosa demais para o que viria depois.

Então fomos em direção ao meu apartamento. O caminho todo eu o atiçava, não abri o seu zíper e nem coloquei a minha mão por cima de sua calça, mesmo morrendo de vontade. Eu estava de vestido vermelho, sensual mas nada vulgar. Isso facilitava o seu acesso às minhas coxas e à minha calcinha. Eu queria provocar nele todo o desejo e tesão possível, mas de uma forma sutil. Queria instigá-lo, confundi-lo.

Quando ele colocou a mão nas minhas coxas com força, sussurrou no meu ouvido o tesão que sentia por mim. Prontamente tirei a mão dele, o olhei bem nos olhos e falei:
– Hoje serei sua, mas da minha forma.

Foi ali que mostrei pra ele, e muito bem, quem estava no comando. Eu fiz de tudo para esconder o desejo que sentia por ele. Queria surpreendê-lo.

Ao chegar ao apartamento, dei minha mão pra ele e o levei para meu quarto. Dessa vez, eu que sussurrei no ouvido dele:
– Senta na cama e me espera.

Ele permaneceu ali estático, porém, com o seu membro ereto, o desconhecido o excitava e eu sabia disso. E eis que apareço na porta, perfeitamente linda em uma lingerie branca, com uma garrafa de champanhe na mão e sem taças. Ele me olhava profundamente, com a excitação nos olhos. Não dei tempo dele falar nada, simplesmente ordenei:
– Apague a luz, acenda a vela e se entregue.

Ele prontamente me obedeceu, seu semblante não escondia a curiosidade e o desejo. Ele não sabia o que esperava, porém, sabia que seria bom…

Mandei que ele se deitasse na cama. Tirei sua camisa arrebentando alguns botões. Tirei a calça dele num segundo e notei seu membro duro a pulsar por cima daquela cueca preta, como se me clamasse à liberdade. Eu sabia que ali me saciaria e queria aproveitar cada segundo ao seu lado.

Com a luz apagada e a vela acesa, começo o meu ritual: pego o champanhe, derrubo sobre o peito dele e falo:
– Hoje você será o meu copo.

A essa frase senti seu membro pulsar bem embaixo de mim e seu olhar a me devorar. Adorava a forma como ele me comia com os olhos, aquilo fazia com que eu ficasse ainda mais molhada do que já estava.

Comecei pela sua boca. Beijei devagar. Ele já quis acelerar e fiz com que parasse. Mais uma vez, olhei bem fundo nos olhos deles e desci, beijando cada centímetro, desde a boca até aquele pau maravilhoso. Parei muitas vezes pelo caminho, enquanto dava uns goles no champagne da forma mais deliciosa possível, o mordiscava, olhava para o seu rosto se contorcendo de prazer e aquilo me deixava ainda mais excitada.

Abaixei sua cueca lentamente e vi o seu pênis saltar na minha frente, como se estivesse me pedindo socorro e eu o tivesse libertado de uma prisão.

PARTICIPE: Fantasias sexuais – quero sinceridades
PARTICIPE: Tapinhas na cara na hora h é sinal de agressão?

Imediatamente eu o peguei com minha boca, meti devagar, senti-o respirar fundo e soltar um gemido. Dei mais uma pausa. Bebi mais um gole. E parti novamente para o ataque. Chupava com todo o prazer, ajoelhada na cama e com o meu olhar focado no dele.

Ele segurava a minha cabeça, como se estivesse pedindo para eu não parar, mas quando eu sentia que ele estava prestes a gozar, fazia mais uma pausa e bebia. Fiz isso diversas vezes antes dele gozar. Então foi excitante! Ele gozou olhando em meus olhos, vendo o seu prazer escorrer pela minha boca. Diminuí o ritmo, até parar. Ele, ainda em êxtase, só conseguiu soltar uma única frase:
– Garota, desse jeito você vai me matar.

Sorri e respondi:
– Só se for de prazer.

Ele sorriu pra mim. Beijou minha boca suavemente. Então disse:
– Muito bem! Eu me comportei, agora é a tua vez. E você vai ficar bem quietinha.

Eu, naquelas alturas, já não pensava direito. Não sei o que fazia mais efeito em mim. Estava muito mais embriagada de prazer do que pela bebida. Ele pegou um lenço e me vendou. Segurou minhas mãos com força e passou a língua nos meus mamilos. Soltei um gemido. Deu-se uma pausa. Não sei quanto tempo passou, meu coração estava acelerado, e entrando na brincadeira dele, não soltei nenhuma palavra.

Então senti sua língua lá embaixo, enquanto ele passava as mãos sobre minhas coxas. Ele sabia como fazer. Foi direto pelas laterais do clitóris, fazendo um movimento constante e muito prazeroso. Comecei a tremer toda, me contorcer, e ele me segurava com força. Agora suas mãos estavam nos meus quadris e ele não parava. Estava quase gozando e ele parou.

Pensei: “tá me dando o troco, desgraçado.”

Foi então que senti seus braços envoltos nos meus quadris e, num movimento, ele me virou de costas.
– Empina essa bundinha, falou.

Eu obedeci. Fiquei de 4. Empinei-me todinha. Ele segurou meu cabelo, mordeu meu pescoço, me chamou de gostosa e meteu de uma só vez até o fundo, no ponto A. A de aaaah, aquele ponto que dói gostoso e obviamente soltei praticamente um grito de tanto prazer. Ele não se mexeu. Levantou-me pelos cabelos, com o pau todinho lá dentro. Eu latejava. Com uma das mãos nos meus cabelos e a outra nos meus seios, ele apertava meus mamilos, beijava minha nuca e, sussurrando no meu ouvido, disse:
– Você é minha.

Colocou-me novamente de quatro, começou movimentando devagar, foi acelerando e vez ou outra ele dava aquela metida no fundo. Enquanto isso, seus dedos mexiam no meu clitóris. Veio uma onda de prazer que não parava, comecei a gozar e a gemer, não uma nem duas, mas três vezes. Quase perdi os sentidos. Enquanto eu me contorcia de tanto prazer, ele gemia alto, junto comigo. Gozamos juntos.

Os dois suados, exaustos, extasiados. Nenhum de nós falou sequer uma palavra. Minha venda já tinha caído, eu nem tinha percebido. Dali pra frente não vi mais nada. Apagamos.

Eu aprendi uma coisa: na arte do sexo tesão não se controla. Ainda bem!

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Sexo

MAIS: [+18] APARTAMENTO 703
MAIS: [+18] EM CHAMAS

Imagem: pinterest.com/superelaoficial

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha

@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)