O que você procura?

Arrumar o guarda-roupas não é uma tarefa simples e rápida e, por isso mesmo, muitas vezes a gente fica adiando até que a situação se torne catastrófica, mas ter um guarda-roupas organizado é sinônimo de qualidade de vida, de energia renovada, e é uma atitude libertadora!

A gente faz várias resoluções de ano novo, né? Uma coisa que eu sempre faço é tirar do guarda-roupas o que eu não uso mais e deixar espaço para coisas novas, além da sensação de ter deixado pra trás junto com o ano que terminou tudo que não me serve mais.

Mas, antes de começar a ler o texto, dê um play nessa música da Madonna. Uma trilha sonora deixa tudo um pouco melhor, né? E essa é uma das que eu escuto quando quero me livrar do que não me interessa mais no guarda-roupas. O ritmo e a letra vão te inspirar e te fazer se sentir poderosa!

Eu AMO moda e, assim como você, eu adoro comprar roupas novas. Desde a sensação de achar algo incrível na arara da loja, experimentar e me achar linda com a peça e saber que posso pagar por ela sem sacrificar o meu orçamento, até saber que vai combinar com várias outras peças que já tenho em casa (pelo menos 3, como já ensinei que deve ser, nesse texto aqui).

Mas ainda mais incrível que isso, é saber que no meu guarda-roupas só tem peças que falam bem de mim e que facilitam a minha vida. As limitações estimulam a criatividade, e esse é um dos motivos que fazem com que alguém com um armário cápsula (que eu expliquei como faz nesse texto aqui) consiga fazer tantos looks com poucas peças, enquanto outra pessoa com um armário abarrotado de coisas tem sempre a sensação de que “não tem nada pra vestir” e acaba usando sempre as mesmas coisas, esquecendo de várias outras no fundo da gaveta. Já falei dos motivos que te levam a perder tempo escolhendo o que vestir nesse texto aqui!

PARTICIPE: Roupas para gordinhas. Me ajudem !!!
PARTICIPE: Como definir meu estilo e saber combinar roupas? #socorro

Na etapa de revitalização do guarda-roupa das minhas clientes da consultoria de estilo, a gente tira peça por peça do guarda-roupas e vai colocando em cima da cama, fazendo 3 pilhas com as roupas. Mas antes, você vai tirar todas as peças que você adora, que te vestem bem e combinam com o seu estilo. Aquelas peças que funcionam, que você consegue coordenar e que usa com alguma frequência. Depois de separar essas peças que vão continuar com toda a certeza lá, a gente vai pra parte mais difícil, separando as peças assim:

1. Peças que vão para o conserto

Aquelas peças que você gosta, mas que já não usa há algum tempo porque precisam de pequenos ajustes ou manutenção (fazer a bainha, fixar os botões que estão caindo, pequenos ajustes, etc.).

2. Peças que vão ser vendidas ou doadas

Peças que, apesar de estarem em perfeito estado, você não consegue mais usar por estarem grandes demais ou pequenas demais, ou ainda por não combinarem mais com o seu estilo de vida ou momento profissional. Essas roupas poderão ser doadas ou vendidas e ainda render um dinheirinho.

3. Peças que serão descartadas

Peças que você não consegue doar e nem vender por estarem em péssimo estado (manchadas, rasgadas, cheias de bolinha, esgarçadas, etc). Isso acontece… O que não pode acontecer é você mantê-las no guarda-roupas ou colocar elas para usar em casa, mesmo que você more sozinha. Roupas de andar em casa também devem estar em bom estado e você também deve estar se sentindo bonita quando estiver sozinha! Atenção: Se você não tiver paciência para fazer o processo completo, essas são as peças que você DEVE tirar do seu guarda-roupas AGORA!

Com as clientes da consultoria, separamos a pilha da dúvida com as roupas que a cliente comprou e nunca usou, ou que tenta usar e sempre substitui na hora de sair, ou que ela comprou porque estava na promoção e não consegue coordenar com mais nada… a gente avalia, e se forem peças que realmente valem a pena, a gente pensa junto em maneiras de mantê-las lá. Se a peça não render ao menos 3 looks diferentes, vai pra pilha da doação/venda. Você pode fazer esse processo sozinha, contratar uma consultora de estilo para te ajudar com essas peças ou, simplesmente, tirar essas peças do guarda-roupas. Vai depender do seu grau de desapego e da facilidade que tem em pensar em novas possibilidades de looks.

Dica para saber se a peça vai continuar ou sair do seu guarda-roupas: se você estivesse olhando essa peça na arara de uma loja agora, você compraria essa peça de novo? Tem a sua cara? Faz sentido para o seu momento atual? Combina com o que você tem no seu guarda-roupas ou você vai precisar comprar alguma coisa depois para combinar com ela? O material dela é bacana? O caimento é legal? Faz você se sentir linda? Se a resposta for SIM para a maioria das perguntas, ela volta para o guarda-roupas! 🙂

Essas dicas estão no E-book que eu escrevi “Otimizando o seu guarda-roupas para otimizar a sua vida” junto com outras dicas. Se você quiser receber um gratuitamente, me mande um e-mail: vestindoautoestima@gmail.com e peça pelo E-book!

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Estilo

MAIS: O QUE USAR NA NOITE DE REVEILLON (ALÉM DO BRANCO)
MAIS: 8 MITOS DA MODA PARA QUEBRAR EM 2016

Imagem: pinterest.com/superelaoficial


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)