O que você procura?

O início de ano favorece novos planos e ideias. É como se a vida nos presenteasse com um novo começo. Nesse contexto, muitos decidem empreender algum negócio. Porém, para quem pretende ter a sua própria empresa, é preciso se questionar e pesquisar. Eis algumas (das muitas) questões quem devem ser analisadas antes de abrir as portas:

1. Por que quero abrir uma empresa?

Essa questão é muito importante. Infelizmente, muitas pessoas ainda têm a ideia de que ser dono do próprio negócio significa ter liberdade de ir e vir ou de não ter um chefe para quem deverá dar satisfação. Porém, abrir uma empresa implica que você terá hora para chegar na empresa e em contrapartida não terá horário de ir embora. O que faz diferença em uma pequena empresa é o “olho do dono”, a sua presença constante e regular. E talvez você realmente não terá um chefe a quem deverá satisfações mas terá muitos clientes que o cobrarão e exigirão qualidade. Desta forma, abrir uma empresa não pode ser visto apenas como um ato de realização pessoal mas também como uma ação que deverá agregar valor ao mercado e à sociedade como um todo.

2. Identifico-me com a ideia de negócio que pretendo montar?

É essencial que o empreendedor se identifique com seu negócio. Abrir uma empresa só porque há um mercado potencial não é garantia de sucesso. Também é importante tomar cuidado com os modismos. É preciso gostar do que irá fazer, é preciso pesquisar sobre o ramo, se identificar. Todos os dias morrem centenas, milhares de pessoas nas cidades mas caso você tenha pavor de defunto, abrir uma funerária, apesar do mercado potencial, pode não ser a melhor ideia. Escolha algo que te atraia e as chances de fazer aquilo todos os dias com prazer será maior.

3. Há mercado potencial para a minha ideia?

Você pode ter uma ideia com a qual se identifica muito mas se não houver mercado potencial para aquela ideia, a sua empresa pode não sobreviver muito tempo. Não adianta montar uma fábrica de roupas de lã em uma cidade onde só existe calor e verão. É preciso adequar à sua ideia ao que o mercado precisa e estudar se há espaço no mercado para o seu empreendimento. Para tanto, é importante fazer uma Pesquisa de Mercado. Eis alguns pontos que você deverá analisar:

3.1. Quem serão meus clientes potenciais? Qual é o seu perfil? Quais são suas necessidades em relação aos meus produtos e/ou serviços? Onde estão?

Como já dito, deve-se abrir uma empresa para atender uma parte do mercado. E quanto mais você conhecer o seu público-alvo, melhor. Delimite-o. Se você quiser atender ao mesmo tempo gregos e troianos, provavelmente a satisfação e fidelização desses clientes será mais difícil. Perfis muito distintos de clientes requerem: diferentes tipos de produtos, diferentes formas de atendimento, diferente localização, diferentes estratégias promocionais. Se você quiser atender todo mundo pode acabar perdendo o foco e perdendo espaço. É melhor atender uma parcela menor e atender muito bem.

3.2. Quantos concorrentes tenho? O que eles oferecem? Onde se localizam?

Estude bem o seu concorrente, como atuam, como divulgam, como atendem, pontos fortes, pontos fracos, seu diferencial, preço, formas de pagamento que oferecem. Nunca o subestime. O concorrente deve ser sempre uma fonte de estudo. Pense qual será o seu diferencial em relação a ele e verifique se o seu diferencial tem valor para o público-alvo. Não se esqueça dos concorrentes indiretos. Talvez você planeje abrir um quiosque de paletas mexicanas e na sua cidade ainda não exista uma empresa que venda esse tipo de produto. Mas as sorveterias, milk shakes, açaís são concorrentes indiretos, ou seja, atendem necessidades e interesses semelhantes ao que você pretende atender. Portanto, deve-se estudá-los também.

3.3. Quem serão meus fornecedores? Onde estão? Qual sua capacidade de fornecimento, prazo de entrega e formas de pagamento?

Fornecedores “alimentam” a sua empresa para que você atenda o seu público. Portanto, é fundamental criar um bom relacionamento com seus fornecedores e prováveis fornecedores. Estude no mínimo três para cada tipo de produto. Caso um não possa te atender em determinado momento, é importante que você já tenha outro em vista, que você já tenha pesquisado e realizado contato.

PARTICIPE: Infeliz na carreira..não sei o que eu faço 🙁
PARTICIPE: Qual rumo seguir na carreira profissional?

4. Como inovar?

Bem, há muitas formas de inovar e tenha a certeza que inovação é imprescindível em qualquer tipo de negócio. Quando falamos em “Inovação” já vem logo à nossa mente a ideia de investir um alto valor financeiro. Mas saiba que não é bem assim. Inovação pode ser tanto uma nova maneira de atender o cliente como uma reorganização do espaço físico da sua empresa, que permitirá um melhor fluxo de informações. Observe constantemente o cliente, as mudanças no mercado, as novas tecnologias. Aprenda com outros empreendedores, mesmo que atuem em áreas distintas à área na qual você quer atuar. Para se inspirar deixo aqui um vídeo que mostra o quão acessível é a inovação, mesmo em empresas pequenas. Valdir Pipoqueiro e sua aula de empreendedorismo:

5. Planeje sua ideia

Após se questionar o porquê de montar um negócio e pesquisar e observar o mercado, é importante planejar a sua ideia. É através do planejamento que você visualizará cenários e onde se quer chegar. Saberá qual o investimento inicial, capital de giro e investimento operacional necessários. O planejamento também permitirá que você conheça estimativas de faturamento mensal/anual, custos fixos mensais/anual, margem de lucro esperada, tempo de retorno do investimento entre outros aspectos importantes. (Para facilitar tanto a Pesquisa de Mercado quanto o planejamento da sua ideia – Plano de Negócio, pesquise na internet, em bibliotecas universitárias ou o SEBRAE. As informações sobre tais ferramentas são de fácil acesso para todos).

6. Persistir é preciso

Enfim, empreender é um longo caminho. Empreender é saber que planejamentos não preveem tudo, imprevistos ocorrerão e talvez você, em algum momento, precisará recomeçar. Não há garantias, não há certezas ao se empreender. Mas se trata de um sonho é preciso persistir. Persista estudando, persista buscando informações. Conhecimento nunca, nunca mesmo, é demais. Riscos sempre existirão mas se munindo de informações e foco você poderá minimizá-los.

E lembre-se: a constância é fundamental. Mais importante do que ter ideias em Janeiro, é ter a persistência, quanto a essas ideias, durante todos os outros meses do ano!

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Carreira ♥

MAIS: O QUE LAS VEGAS ME ENSINOU SOBRE EMPREENDEDORISMO
MAIS: 10 DICAS GIRL POWER SOBRE EMPREENDEDORISMO FEMININO

Imagem: pinterest.com/superelaoficial


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)