Receba nossos e-mails incríveis
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto

Leia temas do seu interesse:

CARTA DO MEU PASSADO PARA O SEU PRESENTE: ESSA DOR VAI PASSAR!

Raquel Lopes

Colunista Superela

Mais textos

Sabe, se eu pudesse, escreveria uma carta para aquela que eu fui há 1 ano atrás. Hoje, 1 ano depois, vendo daqui de cima da montanha a qual foi tão difícil escalar, eu me incentivaria. Incentivaria a nunca desistir, apoiaria todas as escolhas que fiz, e diria com grande convicção que os frutos que estavam sendo plantados seriam os mais saborosos. Imagina a minha cara lendo uma carta de mim mesma vinda do futuro?

Claro, isso é absolutamente impossível eu sei, e até porque se fosse possível, eu pensaria duas vezes em enviar essa carta. Te explico o porque. Nós, seres humanos, temos a capacidade de nos acomodarmos quando sabemos o que vai acontecer. Tenho uma amiga que diz que se soubesse o dia, a hora e local que o amor da sua vida apareceria, ela ficaria mais calma, sentadinha esperando a hora. Mas me diga você: e o aprendizado? E as caras quebradas que vão te tornar mais forte? E as experiências que você precisa ter antes de encontrar o seu futuro amor? É aí que me refiro.

Não posso escrever essa carta para o meu eu do passado, mas posso escrever para você que está na mesma situação em que eu estava. Eu te digo, aliás te prometo, essa dor vai passar. Não há sofrimento que nunca termine, nem felicidade que nunca chegue. Eu sei que sofrer de dor de amor é terrível, não tem pílula, remédio caseiro ou chá que a faça passar. Pode parecer clichê, mas sim, o velho sábio senhor tempo vai levar essa dor pra bem longe. Confie em mim. No meu caso era dor de amor, misturada à revolta, mágoa, sentimento de ter sido enganada, traída e feita de palhaça. Em primeiro lugar, respire fundo. Procure tirar aos poucos todo este sentimento ruim de dentro de você. Coisas ruins atraem coisas ruins. Respire, mentalize coisas boas. Calma, não é de um dia para outro que conseguiremos. Não somos robôs os quais seria somente apertar um botão de “off” e deu, tudo resolvido. Acalmar o coração, ter paz, deixar de sentir vai vir com o tempo.

Sabe, olhando para você eu consigo me enxergar. Me vejo há 1 ano atrás, encolhida na cama durante a noite, chorando até soluçar. É uma dor tão profunda que a gente perde a noção de quem somos, no que nos tornamos. É um medo absurdo de não conseguir mais ser quem éramos. Aquela leveza, aquela paz, aquele sorriso bobo no rosto, aonde foi parar? É um momento de desespero em que apenas queremos fugir, de preferência para outro planeta, sem avisar ninguém e com passagem só de ida. Sim, eu sei. Eu passei por isto. Você quer fugir e não pode. Não pode porque tem que continuar seus projetos de faculdade, pós, trabalho, cuidar dos filhos. Eu não tive filhos, mas imagino como seria se tivesse. Estaria tentando a todo custo disfarçar a dor, brincar, sorrir para eles enquanto cada celulazinha dentro de mim estaria se desintegrando. Por isto te digo menina: não se entregue! Não deixe esta dor te fazer refém! Pelos seus filhos, ou unicamente por você, comece hoje o seu projeto de resgate.

PARTICIPE: Amizade colorida para algo mais sério
PARTICIPE: Como lidar com aniversários, festas e amigos no relacionamento?

Quando eu estava nesta fase difícil, uma amiga disse que me ajudaria a reconstruir o meu castelo quantas vezes fossem necessárias. Não fique desanimada quando o seu desmoronar, como te falei não tem um botão que ao ser acionado resolverá tudo num clique. É um processo longo, e o tempo que vai levar dependerá de você, do quanto você se esforçar. Pense neste problema como uma tangerina a ser descascada. Já viu que quando a gente consegue tirar um pedacinho o resto vai ficando mais fácil? Exatamente assim. Vá descascando essa tangerina aos poucos, momentos ruins vão aparecer, mas eles devem ser menores se comparados àqueles em que você está se sentindo mais feliz, mais em paz.

Olhe a sua volta e veja que todos temos problemas, e são eles que nos trazem oportunidades de crescimento. Quando eu estava nessa fase difícil, passei a frequentar mais vezes a igreja em busca de ajuda e de paz para meu espírito. Veja bem, não estou querendo pregar nada, só aconselho você a procurar o que pode te fazer bem neste período. Pois bem, numa destas vezes, uma mulher talvez um pouco mais velha do que eu, passou a missa toda segurando um celular com uma foto aberta. Nunca mais esqueci disto. A foto era de uma menina, pálida, com um lenço amarrado na cabeça com aparência nítida de ser paciente com câncer. A mulher passou a missa inteira alisando a foto e entrando em uma conversa de whats, que por estar ao meu lado, percebi que era com a tal menina. Ela não estava conversando, apenas entrava e olhava. Não sei qual era a situação da menina, se estava muito doente ou se já teria falecido, mas imagino que a dor daquela mulher era bem maior que a minha. Claro, dor é sempre dor, mas no meu caso eu sabia que o tempo resolveria. No dela, seria mais complicado. Saí da igreja não mais rezando por mim, mas sim por ela, pedindo que Deus confortasse os corações daquela família.

Procure apoio nas pessoas à sua volta. Nos momentos difíceis, descobrimos nossos verdadeiros amigos. E olha, estes são raros. Pode ser um único e exclusivo amigo, mas será a pessoa que vai te ajudar a se distrair, te por pra cima, a reconstruir o teu castelo. Tudo o que você puder fazer por você é válido: sair, ir ao cinema, visitar amigos, cozinhar, ler, ouvir música, organizar seu armário, vale qualquer ideia.

Não dá pra ficar chorando e se lamentando o tempo todo. Digo pra você: o sofrimento vem para nos ensinar. Sinta o sofrimento, o escute, quando diziam para eu evitar chorar eu fazia exatamente o contrário. Sim, não estou louca. Não sei você, mas eu tenho duas maneiras de me sentir aliviada: chorando e escrevendo. Por isto, se der vontade, chore, coloque os “bofes pra fora”. Chorar acalma, alivia. Mas deu, pronto, passou, passou. Não é pra se entregar ao sofrimento, ok?

Te digo que você talvez chegue ao fundo do poço. E te afirmo com absoluta certeza de quem já esteve perto de lá, você não faz ideia do que tem nesse fundo. Um trampolim! Um trampolim que vai te impulsionar pra cima, vai fazer estes momentos de “recaídas”, de choro, de tristeza, ficarem cada vez menores, até que não mais existam.

Minha Superlinda, passe a se observar mais. Tenha orgulho de ser quem é. Tenha orgulho da sua garra, da sua força, do seu passado. Você fez e está fazendo o melhor por você. Olhe-se no espelho e enxergue a mulher poderosa, linda, atraente, sexy, maravilhosa mãe, profissional e amiga que se pode ter. Atire um beijo para si mesma cada vez em que se olhar no espelho. Homem nenhum merece o seu sofrimento, nem a sua lágrima, pode acreditar.

MAIS: UMA CARTA AO FUTURO HOMEM DA MINHA VIDA
MAIS: O CRUSH NOSSO DE CADA DIA

Make no rosto, perfume no corpo e salto nos pés. Assim mesmo, linda. Linda pra você. O cara que te conquistar vai ser “o sortudo”. Claro, você é incrível. Azar de quem perdeu. E enquanto esse sortudo não chega amiga, junte todas as pedras que você tem encontrado pelo caminho para fazer um castelo ainda maior, com sacada, garagem, pátio e tudo o mais que você quiser. E te digo com o olhar de quem está te observando de longe: está ficando lindo!

Imagem: Pinterest

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Vida ♥

Raquel Lopes

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

Leia temas do seu interesse:

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Um email por semana só com o melhor conteúdo do Superela
Você vai adorar ❤
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Não perca mais nenhuma novidade!
PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vd3d3LmZhY2Vib29rLmNvbS9wbHVnaW5zL3BhZ2UucGhwP2hyZWY9aHR0cHMlM0ElMkYlMkZ3d3cuZmFjZWJvb2suY29tJTJGU3VwZXJlbGFPZmljaWFsJTJGJnRhYnMmd2lkdGg9NTIwJmhlaWdodD0yMjAmc21hbGxfaGVhZGVyPWZhbHNlJmFkYXB0X2NvbnRhaW5lcl93aWR0aD10cnVlJmhpZGVfY292ZXI9ZmFsc2Umc2hvd19mYWNlcGlsZT10cnVlJmFwcElkPTE3MTExNDI3NjM4MDkzNiIgd2lkdGg9IjUyMCIgaGVpZ2h0PSIyMjAiIHN0eWxlPSJib3JkZXI6bm9uZTtvdmVyZmxvdzpoaWRkZW4iIHNjcm9sbGluZz0ibm8iIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd1RyYW5zcGFyZW5jeT0idHJ1ZSI+PC9pZnJhbWU+
Curta o Superela no Facebook ❤
teste
teste