O que você procura?

Você sabia que o Superela tem uma área dedicada somente para profissionais divulgarem seus trabalhos? Bem, então, acesse aqui rapidinho e volte logo que o assunto é interessante! Entrevistamos a nossa Super Profissional Priscila Citera, Consultora de Estilo.

Priscila Citera

Nessa conversa ela fala sobre suas motivações, o que levou ela a escolher essa profissão e como tudo funciona (não é só coisa de gente rica e famosa não viu?).

Como você começou na profissão?

Minha mãe era costureira e eu não era uma adolescente muito ligada à moda, e isso a frustrava um pouco. Ela queria que fosse mais vaidosa… Quando ela morreu, eu tinha 18 anos e aí comecei a correr atrás e me tornar a mulher que ela queria que eu fosse.

Me formei em psicologia, mas o meu hobby era ler blogs e revistas de moda. Também veio da minha mãe essa coisa de ter uma autoestima bacana. Ela se sentia linda apesar de ter feito uma mastectomia aos 39 anos, e foi isso que me ajudou a aprender a gostar dos meus peitinhos pequenos…

Comecei, por hobby, a escrever um blog para falar para as mulheres que a gente podia vestir o que gostasse e quisesse independente do nosso corpo, ou de estar ou não na moda. Era uma forma de fazer “terapia de guarda-roupas”: Cuidar das pessoas falando de moda. Até que eu conheci as meninas da Oficina de Estilo, que são consultoras de estilo e falam mais de pessoas que das roupas que elas vestem, e resolvi fazer um curso com elas. Aí entendi que eu podia ser feliz fazendo aquilo, e larguei a minha carreira de 10 anos em Recursos Humanos pra me dedicar inteiramente à moda.

O que significa ser uma consultora de imagem e estilo?

Basicamente, significa traduzir em roupas e acessórios (em imagem e estilo) quem a pessoa é. Infelizmente, a gente é julgada pela aparência, e as nossas escolhas falam de quem a gente é. E estilo nada mais é que as nossas escolhas, o que é importante pra gente em forma de roupa. Como consultora eu entendo quem é a cliente e sugiro coordenações, cores, tecidos, caimentos e texturas que vão falar bem de quem a minha cliente é.

E como funciona? (quantas sessões, atividades que acontecem…)

A consultoria completa é dividida em 5 etapas:

A primeira é pra conhecer a cliente, como é a rotina dela, o que ela faz nas horas de lazer, no que ela trabalha, o que faz o olho dela brilhar em uma roupa, como é a personalidade dela, como ela gostaria que as pessoas a vissem (no trabalho e fora do trabalho). Conheço também o guarda-roupa dela, o que ela tem muito, o que ela tem pouco, o que ela usa muito e o que ela comprou e nunca usou. O que ela tem repetido e o que falta ela ter, as marcas e as cores que ela gosta, o tipo de roupa que gosta e tudo mais.

A segunda etapa é a etapa de análises, pra saber como é a relação dela com o corpo dela (o que ela mais gosta e o que ela gosta menos), pra gente definir que tipo de modelagem, tecido, cor, estampa, decote e todas as outras coisas ficam melhor pra destacar o que ela gosta mais e disfarçar o que ela gosta menos. E também tem a análise de coloração pessoal, que vai dizer quais os tons e cores que a favorece. Não é porque é um serviço que eu faço não, mas todo mundo devia fazer uma análise de coloração pessoal. Sério!

12980368_10207598158686006_561011167_n

Cliente da Priscila na análise de coloração pessoal

Na terceira etapa eu faço a revitalização do guarda-roupa dela, que é pra dar nova vida às peças que ficaram. A gente tira de lá tudo que não vai ajudar a ela a se tornar a mulher que ela quer ser e que só fica entulhando o guarda-roupa, fazendo com que ela sinta que tem muita roupa e nada pra vestir, porque aquelas roupas realmente não deveriam estar ali. Nesse dia, a gente também separa tudo que vale a pena ajustar, mandar tingir, fazer bainha, trocar os botões… e eu anoto tudo que está faltando no guarda-roupas dela e que faria multiplicar as possibilidades dela, se coordenado com o que ela já tem.

A quarta etapa é no shopping, quando a cliente aprende a comprar. Eu vou para o shopping umas 2h antes do horário combinado com ela, e separo nas lojas tudo que é bacana pra ela experimentar e conhecer, com a listinha de peças que ela precisa nas mãos. Quando ela chega, experimenta tudo, e eu vou mostrando tudo que ela precisa perceber na peça: o toque do tecido, a composição na etiqueta, o caimento, a modelagem, a cor, o comprimento. A gente relembra no provador pelo menos 3 peças que ela já tem em casa e que ela poderia coordenar, e onde ela usaria a peça, pra avaliar o custo x benefício. Nesse dia, nem toda cliente compra, porque o importante é aprender e pensar em novas possibilidades. Se ela tiver orçamento para comprar, a gente define juntas o que faria mais diferença naquele momento, e o que ela pode comprar depois em outra loja, ou esperar a liquidação, por exemplo.

Na última etapa, a gente monta os looks com as peças que ela já tinha com as peças que ela comprou. Eu monto pelo menos 30 looks diferentes entre si, e diferentes do que ela está acostumada a usar, de acordo com a sua demanda. Se a cliente disser que tem dificuldades com roupa de trabalho, a gente prioriza essa parte. Se a dificuldade é com roupa de lazer / balada, a gente pensa em looks para essas situações. A gente registra todos os looks, e a cada look ela entende a proposta daquela roupa, para repetir em looks diferentes pro resto da vida!

13016701_10207598269288771_478659038_o

Montagem de looks para diferentes ocasiões

 

Veja só o cronograma certinho:

13014893_10207598174446400_1533271172_n

E como funciona o serviço online? Também têm todas essas etapas?

O serviço online é feito por Skype, WhatsApp e e-mail, e só não tem a etapa de coloração pessoal, porque eu precisaria usar o material para a análise. Todas as outras acontecem com a minha supervisão, inclusive na etapa de compras, quando eu escolho as lojas num shopping mais perto da cliente, entro no site das marcas e mando para a cliente o nome, a foto e a referência das peças que ela vai escolher, e ela me manda fotos do provador para a gente ir falando sobre as peças, como se eu estivesse lá. A gente trabalha meio que como uma dupla, e aí o serviço é mais barato também.

PARTICIPE: Necessito mudar de estilo. Como?
PARTICIPE: Que estilo de roupa uso?

Mas isso não é um serviço muito caro? Algo de luxo?

Assim como todo serviço, o valor varia muito. O valor que eu cobro é bem abaixo do mercado por dois motivos principais: como psicóloga, eu sei dos benefícios do serviço na autoestima de uma pessoa e é a minha forma de ajudar as pessoas. As pessoas consideram um luxo porque não entendem os benefícios do serviço. Se as pessoas lerem os depoimentos das minhas clientes no site, vão ver que não estão falando de roupas, mas da vida delas. Ter autoestima e autoconhecimento deveria ser considerado prioridade, e esse é o segundo motivo pelo qual eu cobro um valor muito abaixo do mercado: para que mais pessoas tenham acesso a esses benefícios.

Você passa para elas usarem as últimas tendências da moda?

Tudo depende da demanda da cliente. Se pra ela o importante é que as pessoas percebam que ela é antenada, entende de moda, e esse status é importante pra ela, eu passo sim. Se não, eu vou passar o que é importante pra ela. Tem quem priorize peças atemporais, por exemplo, e para essas, eu passo as peças mais clássicas, que vão estar sempre na moda.

Quem deveria fazer esse serviço?

A gente mora no Brasil, e a gente precisa andar vestida, né? Então, todo mundo deveria se preocupar com roupa e estilo. Mas, tem gente que se veste apenas porque precisa tampar o corpo, e tem quem se vista para se sentir bem com a imagem que vê diante do espelho, e aí se veste melhor (independente do conceito de “se vestir bem” para aquela pessoa).

E qual é o perfil das suas clientes?

Felizmente, já tive a oportunidade de trabalhar com pessoas com demandas bem diferentes. Já tive cliente que precisava se adaptar a uma nova carreira e se vestir de forma mais adequada ao novo ambiente de trabalho, já tive cliente que queria se sentir melhor com o seu corpo depois de emagrecer bastante e uma que queria aprender a lidar melhor com o seu corpo, já que não conseguia emagrecer de jeito nenhum.

Tive clientes que precisavam recuperar a autoestima depois de terminar relações, que queriam se sentir mais bonitas ou mais interessantes estando em uma relação bacana ou para reacender a paixão adormecida numa relação morna… já tive clientes grávidas que precisavam entender aquela nova silhueta, e pessoas que gostam de moda mas acham seus armários sem graça, que tem dificuldade de coordenar as peças que tem, e quem achasse que não tinha roupa mesmo tendo o guarda-roupas lotado. Mesmo com demandas diferentes, o perfil delas é o mesmo: de alguém que se ama e que quer mostrar ao mundo que se ama. E quem se ama, se cuida.

E você também sendo psicóloga, acha que consegue ajudar ainda mais a cliente?

Nada na vida é por acaso e todo conhecimento vem pra somar, né? O fato de eu ser psicóloga e de ter trabalhado 10 anos em Recursos Humanos me ensinou muito sobre pessoas e sobre vida corporativa e dress code profissional, e é claro que isso me ajuda na hora de entender a cliente. Pra ser psicóloga e consultora de estilo a gente precisa saber ouvir até o que não é dito, não pode ter preconceitos, fazer julgamentos ou querer parecer mais que o cliente.

Qual é o maior benefício que uma pessoa tem logo após a consultoria, além da elevação da autoestima?

A economia. Quando a cliente aprende as regrinhas de multiplicação das peças, ela percebe que tem roupa o suficiente pra ficar muito tempo sem comprar nada novo, e quando for comprar de novo, vai ser uma compra mais consciente e mais assertiva.

MAIS: DICAS DE ESTILO PARA QUEM FOI PROMOVIDA
MAIS: COMO AJUSTAR O GUARDA-ROUPAS DE QUEM ESTÁ EMAGRECENDO

E pra gente terminar, qual dica que você daria para quem quer começar a se vestir bem?

Posso falar duas coisas? Se conhecer e experimentar. Saber o que faz o seu olho brilhar, o que é importante pra você numa roupa. Olhe para as suas roupas e pense nos motivos que te fizeram comprá-las, use adjetivos para elas e para a mulher que você imagina usando elas, e depois veja se esses adjetivos combinam com você. E experimente usar as peças de formas diferentes, saia da zona do conforto!

Vá a uma loja de departamento, onde tem peças de vários estilos e preços e nenhuma vendedora vai ficar te perturbando e experimente peças que nunca experimentou antes. Veja como se sente, perca os preconceitos e o medo. Lembre-se que a gente comete erros muito maiores na vida que sair com a roupa errada. Se experimentar algo novo e não gostar, é aprendizado!

Demais né? Veja o perfil completo dela aqui e agende um horário!

Receba no seu e-mail dicas/textos sobre Estilo


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)