Receba nossos e-mails incríveis
NOVO App Clube Superela!! ♥
Pergunte e converse anonimamente
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto
Receba nossos e-mails incríveis

Leia temas do seu interesse:

/ / /

Eu e a Luiza Possi vestimos 34

Priscila Citera

Consultora de Estilo

Atendimento: por Skype e no Rio de Janeiro/RJ

Entre em contato

Eu já estava deitada quentinha embaixo de 3 edredons quando vi pelo celular os comentários maldosos e agressivos numa matéria que contava que a cantora Luiza Possi tinha passado do manequim 40 para o 34. Comecei a responder alguns comentários e a curtir o comentário para apoiar algumas meninas que como eu, vestem 34 e se sentiram ofendidas, mas logo decidi sair do conforto da cama e vir usar esse espaço maravilindo, para alcançar mais gente ainda e tentar fazer de uma vez por todas as pessoas entenderem que cada um tem o direito de ter o corpo que quiser (ou puder) ter – e de sentir bonita assim!

Alguns dos comentários são bem parecidos com os que a gente vê nas fotos de mulheres gordas, porque não importa o corpo, o que as pessoas querem é criticar, humilhar e agredir. Pessoas falando sobre a questão estética (dizendo que acham feio / horroroso / esquisito), e parecendo preocupadas com a saúde alheia quando no fundo simplesmente não conseguem sentir empatia e respeitar o outro.

luiza-possi-veste-34

Assim como quem está no outro extremo da balança e está muito acima do peso, quem está abaixo do peso também está fora dos padrões porque o padrão brasileiro é uma mulher curvilínea, vestindo 38/M. Eu já falei aqui sobre a minha dificuldade em encontrar roupas, já que eu visto 34/PP e a maioria das lojas começa a sua grade de peças no P, e a maioria das peças P não cabe em mim! Eu me frustro muitas vezes por não conseguir comprar uma peça que eu acho bacana, ou por uma peça não vestir bem, mas esse não é o objetivo do texto. A questão é que assim como muita mulher nunca será magra por questões genéticas, eu sempre fui magra e sempre serei. É a minha genética, e ela não deveria ser questionada. Esses dias eu postei essa imagem no Instagram que diz: “Eu não sou anoréxica. Eu não estou doente. Eu não tenho sorte. Eu sou magra. É um tipo de corpo!” 

magra tipo de corpo

A questão aqui não é se é bonito ou feio, se o padrão é esse ou aquele ou se é melhor ou pior que outros tipos de corpo. A questão é que as pessoas deveriam ser respeitadas por serem quem são por vontade, genética ou seja lá o motivo que for. Você não precisa gostar ou achar bonito todo tipo de corpo, mas isso não te dá o direito de criticar e agredir alguém simplesmente porque você não gosta de como aquela pessoa é. Você não gosta de magras / gordas / negras / baixinhas / peitudas, etc? Não namore uma mulher com essas características. Simples assim! Magra ou gorda, a gente tem o direito de se sentir feliz exatamente como a gente é, e quer saber? “Quem tá comendo não tá reclamando!” já disse a pensadora contemporânea Tati Quebra Barraco.

Mas como eu sou Psicóloga e “não posso falar essas coisas”, vou citar Freud, o pai da Psicanálise, que dizia que “Quando Pedro me fala sobre Paulo, sei mais de Pedro que de Paulo”, que significa que ao falarmos dos outros, revelamos muito sobre nós mesmos. Quem critica o corpo alheio muitas vezes está insatisfeito com a sua própria imagem corporal, e como está infeliz, não consegue aceitar que alguém se sinta feliz e satisfeito com um corpo diferente do que ela acha que é o melhor, o ideal ou o mais bonito, quando tudo que ela deveria fazer era tentar mudar a própria realidade e esquecer o corpo e a vida alheia. Não quer ser magra? Engorde (ou tente engordar). Não quer ser gorda? Emagreça (ou tente emagrecer). Quer ser gostosa? Malhe (ou tente ficar gostosa). E deixe a coleguinha ter o corpo que ela quer ou pode ter – e se sentir feliz e bonita assim.

Muita gente queria emagrecer e não consegue, assim como muita gente quer engordar e não consegue – porque é tão difícil quanto… podem acreditar!! Eu já quis engordar e não consegui, e sofri muito com olhares, críticas e perguntas até que eu aprendi a me amar exatamente como eu sou. Se você não gosta ou não acha bonito, é um direito seu. Me criticar, humilhar e agredir, não.

Imagem: Instagram

Priscila Citera

Consultora de Estilo

Atendimento: por Skype e no Rio de Janeiro/RJ

Entre em contato

Leia temas do seu interesse:

/ / /

Leia temas do seu interesse:

/ / /

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES conteúdos do Superela.
Você vai adorar ❤
Vamos ser amigas? :)
Warning: Unknown: Failed to write session data (wincache). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (D:\local\Temp) in Unknown on line 0