Receba nossos e-mails incríveis
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto

Leia temas do seu interesse:

/

Marvel anuncia sua primeira mulher protagonista em 11 anos

Marcela De Mingo

Colunista Superela

Mais textos

2016 tem se mostrado um ano muito importante para os quadrinhos. E, principalmente, para a representatividade em um universo tão dominado pelos homens.

Além do Homem de Ferro agora ser uma mulher negra (uma vitória dupla para o time feminino) e da primeira princesa da Disney que não tem um príncipe para chamar de seu no filme Moana, a Marvel anunciou a sua nova protagonista mulher.

A atriz Brie Larson, que ganhou o Oscar de Melhor Atriz este ano pelo filme O Quarto de Jack, foi escolhida para viver a Capitã Marvel nos cinemas, marcando a primeira mulher a protagonizar um filme da Marvel em 11 anos (o total é 13 anos quando se leva em consideração que o filme será lançado em 2018).

O anúncio foi feito oficialmente durante o Comic-Con, um evento de quadrinhos e cultura nerd que acontece anualmente em San Diego, nos Estados Unidos, pelo presidente da Marvel, Kevin Feige.

Em toda a história do estúdio, foram feitos 39 filmes de super-heróis no total, sem contar os que estão em desenvolvimento no momento, porém apenas um deles teve uma mulher como protagonista: Elektra, de 2005, que tinha Jennifer Garner no papel da super-heroína.

A história original da Capitã Marvel mudou muito desde que foi lançada em 1968, sendo que a personagem principal já foi uma mulher e um homem em diferentes fases da trama. Para a adaptação cinematográfica, no entanto, é uma verdadeira vitória que uma mulher tenha sido escolhida para manter a produção fiel à história original.

Esta não foi a única boa notícia para as mulheres que amam quadrinhos (e, na verdade, para todas nós como um todo): no último final de semana também foi liberado o primeiro trailer do filme solo da Mulher Maravilha, da DC Comics, que levou o público a loucura.

Isso porque a heroína, que fez o seu debut nas telonas no filme Batman vs. Superman, aparece não só como uma verdadeira mulher badass, mas também é repleto de referências feministas e empoderadoras.

Uma das frases mais marcantes do trailer até o momento é o instante em que o personagem Steve Trevor, interpretado por Chris Pine, diz para Diana Prince, papel de Gal Gadot, que ‘ele não pode deixa-la fazer isso’, ao qual ela responde ‘o que eu faço não é você quem decide’.

Aos poucos, os estúdios do cinema estão se abrindo para personagens femininas que são marcantes e poderosas, aumentando a representatividade feminina em um ambiente que é bastante masculinizado e machista – afinal, quem não nota as fantasias ultra sensuais que as mulheres normalmente ganham nos quadrinhos?

Apesar de Capitã Marvel e Mulher Maravilha serem minoria no protagonismo feminino do cinema, há algum tempo esses estúdios estão investindo em personagens mulheres que são mais fortes e empoderadas, como a Viúva Negra, presente nos filmes Os Vingadores, e a própria Arlequina, que estará no filme Esquadrão Suicida.

Achar que mulheres não tem gosto por quadrinhos é um equívoco bastante grande desse cenário, que tem muito preconceito com as mulheres – algo que aparece bastante no mundo dos videogames –, então, este é um passo rumo ao fim das diferenças que essas mulheres estejam começando a ficar tão presentes nesse ambiente.

Superela quer saber: por qual filme você está mais ansiosa para ver?

Imagem: Twitter

Marcela De Mingo

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

/

Leia temas do seu interesse:

/

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!