Receba nossos e-mails incríveis
NOVO App Clube Superela!! ♥
Pergunte e converse anonimamente
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto
Receba nossos e-mails incríveis

Leia temas do seu interesse:

/

Você bem se quer ou mal se quer?

Bianca Leal

Colunista Superela

Mais textos

Quantas vezes me peguei fazendo o seguinte questionamento: “o que tem de errado comigo”. Inúmeras? Talvez. Me lastimar por não ser popular ou simplesmente por não ter a vida igual a que assistia em tantos filmes na Sessão da Tarde eram frustrações frequentes em minha adolescência e até mesmo no começo de minha juventude.

Houve um tempo em que eu tinha que estar perto de pessoas que não me acrescentavam em nada, somente pelo simples prazer de não estar só. Grande erro, já que perdi a oportunidade de ter evitado várias decepções. Mas isso não é algo que podemos adivinhar, não é mesmo? Não tem um alarmezinho em nosso coração que consegue filtrar e selecionar aqueles que irão falhar ou simplesmente nos abandonar.

Colocar a nossa felicidade e sonhos nas mãos de outras pessoas não é uma boa opção, sabe por quê? Elas não estão nem ai! Quer dizer, não sejamos tão pessimistas, ainda existem aquelas que verdadeiramente se importam, mas, em suma, são somente corpos vazios que precisam comprovar que não são os únicos a se sentir assim. Lembro de minha avó dizendo que a vida é como um labirinto, onde você é quem escolhe o caminho no qual quer seguir – seja ele o mais fácil, ou o que provavelmente irá te fazer ter marcas profundas e, ao mesmo tempo, grandes aprendizados.

Recentemente, li um texto que me chamou muito a atenção. O assunto? Lixo emocional. Mas o que é isso? Nada mais é do que desapegar de todos aqueles sentimentos que não te fazem bem. A vida é muito curta para gastarmos tempo com bobagens. Com o tempo eles se infiltram no mar do esquecimento e ficam “empoeirados em alguma prateleira inalcançável”.

Sempre que algo desse gênero acontecer, agradeça mentalmente e pense que poderia ser pior. E o mais importante, se houve amadurecimento, foi por que tudo isso era necessário. Acima de tudo, jamais negue seus sentimentos, sejam eles bons ou ruins, e não tenha nenhum problema em se livrar daquilo que te atormenta.

Demorei a perceber que muito melhor do que estar rodeado de pessoas, é ficar só. Porém, quando digo isso, não quero dar a entender que apoio o fato de nos isolarmos e virarmos “lobos solitários”… Até porque, tudo em excesso faz mal e digo isso em todas as suas vertentes, tanto para mais, como para menos.

Na verdade, é estar tão feliz consigo mesmo, que momentos como sorrisos, abraços, conversas, um livro e até mesmo uma xícara de café, sejam apreciados com plenitude. E então, em um dia como outro qualquer, pode ser que alguém apareça nessa mesma sintonia, ou não. Mas ainda que assim seja, isso não será mais um problema. É como eu li uma vez, em algum lugar: “a vida é dura, não é filme, e mesmo que fosse, os personagens, vilões ou heróis, morrem no final”. Por isso, caras leitoras, lembrem-se disso e sejam muito felizes.

Imagem: Pinterest

Bianca Leal

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

/

Leia temas do seu interesse:

/

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES conteúdos do Superela.
Você vai adorar ❤
Vamos ser amigas? :)
Warning: Unknown: Failed to write session data (wincache). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (D:\local\Temp) in Unknown on line 0