Receba nossos e-mails incríveis
NOVO App Clube Superela!! ♥
Pergunte e converse anonimamente
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto
Receba nossos e-mails incríveis

Leia temas do seu interesse:

/

8 contas no Instagram para te inspirar a aceitar o corpo

Marcela De Mingo

Colunista Superela

Mais textos

Aceitar o corpo é, talvez, o maior desejo de todas as mulheres – quem não quer se olhar no espelho e ficar feliz com o que vê? Mas até isso acontecer é um caminho que, muitas vezes, pode parecer tortuoso e muito complicado. Por isso, é sempre bom encontrar outras mulheres que incentivam esse movimento e ver que algumas até criam contas no Instagram para ajudar nesse processo.

Pensando nisso, nós separamos alguns perfis na rede social que são incríveis e tem o propósito de te ajudar a aceitar o corpo e aprender a se amar mais. São mulheres do mundo inteiro que promovem uma imagem positiva e estão buscando uma relação mais saudável com o corpo, ao mesmo tempo que compartilham as suas histórias e incentivam outras como elas.

@ju_romano

"Cause All I wanna do is have some fun… I got a feeling I'm not the only one…" 💜🌸🎼 #jurroviaja #roadtrip #minasgerais #botaocorpodefora #plussize #vaitergorda #biquini #verao2017

A post shared by Ju Romano (@ju_romano) on

A blogueira plus-size Ju Romano sempre fala sobre a importância de cada mulher aceitar o seu próprio corpo e que não existe problema nenhum em ser gorda. Afinal, peso não é sinônimo de saúde, muito menos de felicidade. A Ju sempre faz o que pode para mostrar que, independentemente do número da balança, você pode se sentir linda e usar roupas incríveis sem medo de ser feliz.

@naoedietaevida

💭💭💭💭

A post shared by Não é dieta, É VIDA (@naoedietaevida) on

Perfil da nossa Super Profissional e coach de alimentação consciente Ligia Fabreti, o objetivo do perfil é olhar de uma outra forma para as dietas e o peso. Ao invés de acreditar que comer pouco é tudo o que você precisa para ficar magra (e, consequentemente, feliz), a profissional insiste que ter um relacionamento saudável com a comida é essencial para você se sentir bem (por dentro e por fora!).

@mbottan

Eu costumo dizer que meu transtorno alimentar começou aos 13 anos, quando comecei a vomitar comida, mas não é verdade. Começou aos 6/7, quando comecei a competir com outras meninas pelo posto de "mais bonita". Aos 13, ao engordar dois quilos, eu só tive a certeza cega de que precisava reverter aquilo a qualquer custo. Aos 15 a doença já estava estabelecida e eu só sairia desse buraco quase 15 anos depois. Mesmo assim, sou parte de um grupo estimado em 50%. . Metade dos bulímicos nunca se recupera. . Ontem falei novamente sobre isso com meus pais e mais uma vez eles desabafaram sobre como teriam feito tudo diferente se entendessem naquela época o que entendem hoje. Pra nós, os anos e as oportunidades perdidas não voltarão, mas ainda pode ser cedo para você. Você pode entender HOJE. . Uma criança é uma tela em branco e por muito tempo serão os pais que pintarão os tons que a acompanharão por anos e talvez até por toda a vida. Não coloque a beleza de sua criança à prova. Não crie nela o sentimento de dependência e apego pela aparência, não plante essa semente cujos frutos serão apenas insegurança, paranoia e dor. . Não elogie características que causem pressão pelo medo de serem "perdidas". Nem mesmo inteligência. Elogie o esforço. Estimule o conhecimento, estimule a realização de sonhos. . E esteja alerta para garantir que sejam os sonhos dela, não os seus. . #bulimia #transtornoalimentar #anorexia

A post shared by Mirian Bottan (@mbottan) on

Mirian Bottan é uma mulher e tanto. Ela, que sofreu de bulimia no passado e chegou a usar laxantes para perder peso, mostra a sua trajetória de recuperação no perfil e sobre a importância de trabalhar a autoimagem para aceitar o corpo.

@loveyourlines

Inteiro em preto e branco, o Love Your Lines tem como objetivo mostrar como as marcas do corpo feminino não são tão horríveis quanto imaginamos. Estrias, celulites e cicatrizes aparecem a torto e a direito no perfil, revelando um outro olhar sobre detalhes que sempre usamos para nos sentir mal consigo mesmas.

@joannathangiah

#tb this word has no power over me anymore. Fuck you eating disorder! I'm fat and that's ok.💜💖💜💖💜💖💜 shop my art🌈 20%OFF STOREWIDE🌈 💖applies to all orders over $50💜link to my store is in my bio⬆️ #art #awareness #bopo #bodypositive #copic #comic #draw #design #effyourbeautystandards #feminism #feminist #feministart #illustration #joannathangiah #mentalhealth #photoshop #sketch #sketchbook #doodle #unicorn #feministunicorn

A post shared by joannathangiah (@joannathangiah) on

Joanna Thangiah é uma ilustradora da Austrália que cria desenhos incríveis que falam sobre o corpo e a saúde mental das mulheres. Tudo sempre com uma boa dose de feminismo, os desenhos de Joanna são incríveis e muito inspiradores. O trabalho dela, porém, é todo em inglês.

@theashleygraham

Thank you again to @SelfMagazine for showing that healthy comes in all shapes and sizes! #beautybeyondsize

Uma publicação partilhada por A S H L E Y G R A H A M (@theashleygraham) a

A modelo Ashley Graham é uma ativista quando se fala em aceitar o corpo, e não perde tempo em usar as suas redes sociais para espalhar mensagens de amor próprio. Ela, que não segue o padrão comum, faz o que pode para quebrar paradigmas na moda e ir além do que imagina.

@mulherdelugar

Viram o post que fizemos hoje no Lugar de Mulher com noivas gordas maravilhosas? Mandem mais fotos pra gente com a tag #podesim porque queremos ainda mais maravilhosidade na timeline <3

A post shared by Lugar de Mulher (@mulherdelugar) on

A página so site Lugar de Mulher é uma ode ao feminismo e ao corpo feminino. Espere encontrar por lá ilustrações motivacionais, fotos de mulheres reais que aprenderam a amar os seus corpos e muita inspiração de mulheres incríveis que, aos poucos, foram descobrindo o amor próprio.

@mccaroldeniteroioficial

Tudo que já passei, nunca me intimidei. Já sofri, já ganhei, aprendi, ensinei. Tentaram me sufocar mas eu respirei. Há tanta gente infeliz com vergonha da beleza natural. É só mais um aprendiz que se esconde atrás de uma vida virtual. Gorda, preta, loira o que tiver que ser Magra, santa, doida, somos a força e o poder ✊✊ Seja o que tiver que ser & FODA-SE OS PADRÕES 😆

Uma publicação compartilhada por MC Carol (@mccaroldeniteroioficial) em

Pensa em uma mulher lacradora! Mc Carol é uma inspiração, criando um funk que fala muito sobre feminismo e o poder feminino. Por isso, é de se imaginar que o seu Instagram seja um reflexo disso, um lugar onde ela mostra os seus looks sem medo de ser julgada, bate muito cabelo e fala sobre a importância de se amar acima de tudo.

Imagem: Instagram

Marcela De Mingo

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

/

Leia temas do seu interesse:

/

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES conteúdos do Superela.
Você vai adorar ❤
Vamos ser amigas? :)
Warning: Unknown: Failed to write session data (wincache). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (D:\local\Temp) in Unknown on line 0