Receba nossos e-mails incríveis
NOVO App Clube Superela!! ♥
Pergunte e converse anonimamente
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto
Receba nossos e-mails incríveis

Leia temas do seu interesse:

/

8 contas no Instagram para te inspirar a aceitar o corpo

Marcela De Mingo

Colunista Superela

Mais textos

Aceitar o corpo é, talvez, o maior desejo de todas as mulheres – quem não quer se olhar no espelho e ficar feliz com o que vê? Mas até isso acontecer é um caminho que, muitas vezes, pode parecer tortuoso e muito complicado. Por isso, é sempre bom encontrar outras mulheres que incentivam esse movimento e ver que algumas até criam contas no Instagram para ajudar nesse processo.

Pensando nisso, nós separamos alguns perfis na rede social que são incríveis e tem o propósito de te ajudar a aceitar o corpo e aprender a se amar mais. São mulheres do mundo inteiro que promovem uma imagem positiva e estão buscando uma relação mais saudável com o corpo, ao mesmo tempo que compartilham as suas histórias e incentivam outras como elas.

@ju_romano

"Cause All I wanna do is have some fun… I got a feeling I'm not the only one…" 💜🌸🎼 #jurroviaja #roadtrip #minasgerais #botaocorpodefora #plussize #vaitergorda #biquini #verao2017

A post shared by Ju Romano (@ju_romano) on

A blogueira plus-size Ju Romano sempre fala sobre a importância de cada mulher aceitar o seu próprio corpo e que não existe problema nenhum em ser gorda. Afinal, peso não é sinônimo de saúde, muito menos de felicidade. A Ju sempre faz o que pode para mostrar que, independentemente do número da balança, você pode se sentir linda e usar roupas incríveis sem medo de ser feliz.

@naoedietaevida

💭💭💭💭

A post shared by Não é dieta, É VIDA (@naoedietaevida) on

Perfil da nossa Super Profissional e coach de alimentação consciente Ligia Fabreti, o objetivo do perfil é olhar de uma outra forma para as dietas e o peso. Ao invés de acreditar que comer pouco é tudo o que você precisa para ficar magra (e, consequentemente, feliz), a profissional insiste que ter um relacionamento saudável com a comida é essencial para você se sentir bem (por dentro e por fora!).

@mbottan

Eu costumo dizer que meu transtorno alimentar começou aos 13 anos, quando comecei a vomitar comida, mas não é verdade. Começou aos 6/7, quando comecei a competir com outras meninas pelo posto de "mais bonita". Aos 13, ao engordar dois quilos, eu só tive a certeza cega de que precisava reverter aquilo a qualquer custo. Aos 15 a doença já estava estabelecida e eu só sairia desse buraco quase 15 anos depois. Mesmo assim, sou parte de um grupo estimado em 50%. . Metade dos bulímicos nunca se recupera. . Ontem falei novamente sobre isso com meus pais e mais uma vez eles desabafaram sobre como teriam feito tudo diferente se entendessem naquela época o que entendem hoje. Pra nós, os anos e as oportunidades perdidas não voltarão, mas ainda pode ser cedo para você. Você pode entender HOJE. . Uma criança é uma tela em branco e por muito tempo serão os pais que pintarão os tons que a acompanharão por anos e talvez até por toda a vida. Não coloque a beleza de sua criança à prova. Não crie nela o sentimento de dependência e apego pela aparência, não plante essa semente cujos frutos serão apenas insegurança, paranoia e dor. . Não elogie características que causem pressão pelo medo de serem "perdidas". Nem mesmo inteligência. Elogie o esforço. Estimule o conhecimento, estimule a realização de sonhos. . E esteja alerta para garantir que sejam os sonhos dela, não os seus. . #bulimia #transtornoalimentar #anorexia

A post shared by Mirian Bottan (@mbottan) on

Mirian Bottan é uma mulher e tanto. Ela, que sofreu de bulimia no passado e chegou a usar laxantes para perder peso, mostra a sua trajetória de recuperação no perfil e sobre a importância de trabalhar a autoimagem para aceitar o corpo.

@loveyourlines

Inteiro em preto e branco, o Love Your Lines tem como objetivo mostrar como as marcas do corpo feminino não são tão horríveis quanto imaginamos. Estrias, celulites e cicatrizes aparecem a torto e a direito no perfil, revelando um outro olhar sobre detalhes que sempre usamos para nos sentir mal consigo mesmas.

@joannathangiah

#tb this word has no power over me anymore. Fuck you eating disorder! I'm fat and that's ok.💜💖💜💖💜💖💜 shop my art🌈 20%OFF STOREWIDE🌈 💖applies to all orders over $50💜link to my store is in my bio⬆️ #art #awareness #bopo #bodypositive #copic #comic #draw #design #effyourbeautystandards #feminism #feminist #feministart #illustration #joannathangiah #mentalhealth #photoshop #sketch #sketchbook #doodle #unicorn #feministunicorn

A post shared by joannathangiah (@joannathangiah) on

Joanna Thangiah é uma ilustradora da Austrália que cria desenhos incríveis que falam sobre o corpo e a saúde mental das mulheres. Tudo sempre com uma boa dose de feminismo, os desenhos de Joanna são incríveis e muito inspiradores. O trabalho dela, porém, é todo em inglês.

@theashleygraham

Thank you again to @SelfMagazine for showing that healthy comes in all shapes and sizes! #beautybeyondsize

Uma publicação partilhada por A S H L E Y G R A H A M (@theashleygraham) a

A modelo Ashley Graham é uma ativista quando se fala em aceitar o corpo, e não perde tempo em usar as suas redes sociais para espalhar mensagens de amor próprio. Ela, que não segue o padrão comum, faz o que pode para quebrar paradigmas na moda e ir além do que imagina.

@mulherdelugar

Viram o post que fizemos hoje no Lugar de Mulher com noivas gordas maravilhosas? Mandem mais fotos pra gente com a tag #podesim porque queremos ainda mais maravilhosidade na timeline <3

A post shared by Lugar de Mulher (@mulherdelugar) on

A página so site Lugar de Mulher é uma ode ao feminismo e ao corpo feminino. Espere encontrar por lá ilustrações motivacionais, fotos de mulheres reais que aprenderam a amar os seus corpos e muita inspiração de mulheres incríveis que, aos poucos, foram descobrindo o amor próprio.

@mccaroldeniteroioficial

Tudo que já passei, nunca me intimidei. Já sofri, já ganhei, aprendi, ensinei. Tentaram me sufocar mas eu respirei. Há tanta gente infeliz com vergonha da beleza natural. É só mais um aprendiz que se esconde atrás de uma vida virtual. Gorda, preta, loira o que tiver que ser Magra, santa, doida, somos a força e o poder ✊✊ Seja o que tiver que ser & FODA-SE OS PADRÕES 😆

Uma publicação compartilhada por MC Carol (@mccaroldeniteroioficial) em

Pensa em uma mulher lacradora! Mc Carol é uma inspiração, criando um funk que fala muito sobre feminismo e o poder feminino. Por isso, é de se imaginar que o seu Instagram seja um reflexo disso, um lugar onde ela mostra os seus looks sem medo de ser julgada, bate muito cabelo e fala sobre a importância de se amar acima de tudo.

Imagem: Instagram

Marcela De Mingo

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

/

Leia temas do seu interesse:

/

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Um email por semana só com o melhor conteúdo do Superela
Você vai adorar ❤
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Não perca mais nenhuma novidade!
PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vd3d3LmZhY2Vib29rLmNvbS9wbHVnaW5zL3BhZ2UucGhwP2hyZWY9aHR0cHMlM0ElMkYlMkZ3d3cuZmFjZWJvb2suY29tJTJGU3VwZXJlbGFPZmljaWFsJTJGJnRhYnMmd2lkdGg9NTIwJmhlaWdodD0yMjAmc21hbGxfaGVhZGVyPWZhbHNlJmFkYXB0X2NvbnRhaW5lcl93aWR0aD10cnVlJmhpZGVfY292ZXI9ZmFsc2Umc2hvd19mYWNlcGlsZT10cnVlJmFwcElkPTE3MTExNDI3NjM4MDkzNiIgd2lkdGg9IjUyMCIgaGVpZ2h0PSIyMjAiIHN0eWxlPSJib3JkZXI6bm9uZTtvdmVyZmxvdzpoaWRkZW4iIHNjcm9sbGluZz0ibm8iIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd1RyYW5zcGFyZW5jeT0idHJ1ZSI+PC9pZnJhbWU+
Curta o Superela no Facebook ❤
teste
teste
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.