O que você procura?

Mais um mês de agosto chegou. Lá se foi mais da metade do ano. 60%, para ser mais precisa. Muita gente não gosta do mês de agosto. Eu mesma não tinha muita certeza se gostava desse mês pois, desde criança, sempre ouvi muitas coisas ruins desse mês. “Chegou agosto, o mês do desgosto”, “mês do cachorro louco”, “fim das férias” (apesar que algumas mães não veem nisso um problema), “faz frio e o tempo fica seco, o ar fica com a qualidade muito ruim”, “são 31 dias e nenhum feriado… Affff”!

Que mês, né?!

Colocaram o Carnaval em Fevereiro. Fizeram música para Março, fechando o verão. Todo mundo quer casar em maio, começar o projeto fitness em Outubro e ganhar presente em Dezembro. Eu, particularmente, AMO o Novembro, meu mês escorpiano (S2). Janeiro, é para fazer a lista de promessas, metas e conjecturas, que geralmente são abandonadas antes de abril. Hahaha!

Mas e em Agosto??

agosto

Eu me casei num mês de agosto. E também me separei num fatídico mês de agosto, tempos depois. Sorte? Azar? Coincidência?? Não importa, já foram. São agostos passados.

Mudei de emprego algumas vezes, ao longo da minha carreira – que não é voltada ao jornalismo, nem à literatura – e, a maioria delas aconteceram em meses de agosto.

Fortaleci relações importantes, que levarei para sempre. E também desfiz relações, encerrei histórias (aquelas, que ficarão no passado, escritas a caneta) e comecei novos capítulos em diversos agostos, ao longo de algumas décadas de vida.

Agosto é o oitavo mês do ano, o número 8

O oito, para quem não sabe, é símbolo do equilíbrio cósmico. É um número sagrado para algumas doutrinas religiosas. Os Cristão o veem como o recomeço. Para outros, o oito é o número da justiça.

Te confesso que gosto mais do sete, pois não sou grande fã de números pares – certinhos demais, redondos demais, simétricos demais. Bobagem minha!

Mas ele está aí! O mês 8! Estamos, agora, mais próximos do fim, que do começo. Eu me refiro ao fim do ano, tá? Sim, porque o 8 é o número que, deitado, é também símbolo do infinito. E aí, não há começo, não há fim, não há limites.

O Infinito transcende o entendimento humano ao ligar material e espiritual – e não posso, nem quero, entrar numa esfera de fé, ou de falta dela. Mas cabe pensar que nem tudo está ligado à razão e, por isso, muitas vezes é ignorado por muitos de nós.

Mas afinal, se não há começo nem fim, se tudo é cíclico e contínuo, haveria momento melhor para uma mudança? Momentos novos, novos ciclos, vida nova, novo dia! Mudança constante, tanto quanto a vida está constantemente mudando!

Igual, mas diferente sempre!

Fechar o que já não tem sentido e abrir-se para o novo. Novo tempo, nova jornada, novos aprendizados. Novo tudo, tudo novo e de novo.

Bem vindo, Agosto! A seu gosto, a meu gosto, ao gosto de quem for! Gosto doce, novo gosto! Mas que seja sempre com bom gosto!

Imagem: Pexels


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)