Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Tudo começa quando você percebe – na maioria das vezes inconscientemente e ainda na infância – que a sociedade ensina por aí que existe um “jeito” de ser bonita. Existe um formato de corpo aceitável, um formato de corpo adorado, idolatrado e perseguido, e um formato de corpo inaceitável, que é comumente associado à preguiça, incapacidade, desleixo e fraqueza. E aí, o foco dos meios de comunicação, a atenção e o comportamento das pessoas se direcionam em alcançar – ou pelo menos buscar – esse tão sonhado padrão. Custe o que custar.

Quando a gente descobre que existe esse “jeito” de ser bonita, entende também que com ele vem o pacote completo de felicidade, aprovação das pessoas, paz e sucesso. Para isso, é claro, você teria que se adaptar. Se vestir conforme te disseram, se exercitar conforme te disseram e, claro, comer conforme te disseram.

alimentacao consciente - 1

E muito cedo, começam as dietas. Você se priva não só de alimento e calorias mas também de momentos e experiências especiais, tudo em nome dos quilos a menos. Você passa fome, fica sem energia, regula fortemente o que, quando e o quanto comer. Até perde algumas medidas, recebe todo aquele reconhecimento esperado (“nossa, você emagreceu, né, tá tão linda!”) mas logo não consegue – ninguém consegue – mais manter a rotina de restrição, porque sua biologia fala mais alto. E aí, depois de um longo tempo de privação, vem a inevitável compulsão, que traz consigo a culpa, a vergonha, todos os quilos perdidos e às vezes alguns a mais.

Depois de anos de sofrimento e cansada de passar por esse ciclo, você descobre um novo jeito de se alimentar – e se você não descobriu ainda, pare um minutinho, respire e sinta gratidão por finalmente descobrir que existe um jeito natural de se alimentar sem sofrimento. Na verdade, não é um “novo” jeito: a alimentação consciente e intuitiva é algo que sempre esteve com você – desde quando você nasceu, você já sabia ouvir e respeitar seu corpo, identificar suas vontades, necessidades, sua fome e sua saciedade. Comer intuitivamente nada mais é do que se relembrar do que você sempre soube, se reconectar com seu corpo.

Mas a reconexão também é um processo. Infelizmente é impossível, depois de tantos anos vivendo de acordo com uma mentalidade totalmente restritiva, “virar a chave” de volta e passar do dia para a noite a ouvir e acatar os sinais do corpo. Ao passar anos ouvindo o que todo mundo dizia e ignorando seu próprio corpo, digamos que você desaprendeu a linguagem única do seu próprio corpo e agora só precisa prestar atenção e relembrar. É simples, mas não é fácil e instantâneo. Muito menos se a gente comparar com as promessas mentirosas e exageradas da mentalidade de dietas de “emagrecimento definitivo, rápido e fácil”.

alimentacao consciente - 2

Ao longo de anos acompanhando centenas de mulheres que decidem abandonar as dietas e se alimentar de forma consciente e intuitiva, percebo que uma das maiores dificuldades que elas enfrentam está relacionada a uma autocrítica exagerada e cobrança excessiva para “fazer sempre certo”. Troca-se a culpa por ter “furado a dieta e comido demais” pela culpa por “não ter comido o que o corpo pediu” ou “não ter comido com presença”. Existe um medo constante de “estar fazendo a alimentação intuitiva do jeito errado”.

Não é assim que funciona. Não existe um jeito certo de se praticar Alimentação Consciente e Intuitiva (leia mais aqui). Existe o seu jeito, o meu jeito, o jeito de cada um que com as ferramentas e estratégias certas, conseguimos re-conhecer. Ouvir, entender e respeitar o corpo é um processo super pessoal que requer tempo, conhecimento, prática e paciência consigo mesma.

O que a Alimentação Consciente e Intuitiva faz

O que posso te garantir é que a transição entre a ansiedade das dietas e o respeito da alimentação consciente é uma linda jornada de autoconhecimento e evolução.

O primeiro passo é abrir mão da culpa e da necessidade de “fazer direito”. Eu sei que não é uma coisa fácil, mas esse mindset perfeccionista ainda é um resquício da mentalidade de dietas, cheia de ameaças, medos e regras a cumprir. E claramente esse “jeito certo” não está tão certo assim, né. Se estivesse, não teria tanta gente triste e insatisfeita com o próprio corpo…

A chave da alimentação intuitiva está na consciência – não somente em relação às suas escolhas alimentares, mas também no modo como você vive sua vida. Isso significa que você vai ouvir e respeitar o seu corpo, mas não que você vai se tornar uma escrava de suas vontades e vai mudar todo o curso da sua vida para satisfazê-las.

Às vezes, na correria do dia a dia, você pode não encontrar tempo hábil para comer aquela comida que você está com vontade, e tudo que é possível fazer é passar na primeira loja de conveniência e comprar um sanduíche. Está tudo bem! Coma seu sanduíche com o máximo de atenção e presença que for possível e, quando puder, faça a refeição que você sente que seu corpo pediu.

Da mesma forma, nem sempre será possível ajustar sua rotina de forma que você consiga comer somente nos momentos em que sente fome física. Isso não precisa ser um problema ou uma fonte de culpa. Coma o quanto você achar que deve nesse momento – ou simplesmente não coma e deixe para comer em outro momento. A escolha é sua.

Faz parte do nosso comportamento alimentar comer quando não se tem fome em algumas ocasiões. Isso acontece porque muito além de ser fonte de energia, comer também é um ato social. E tudo bem. Desde sempre as pessoas se reúnem em volta da mesa para as mais diversas celebrações. Comer também é sinal de confraternização, e isso nunca vai mudar. Nessas ocasiões, apenas relaxe e aproveite com muita presença. Diferente da mentalidade de dietas, quando comer em eventos muitas vezes é uma daquelas oportunidades de aproveite-e-coma-tudo-que-puder-e-volte-pra-dieta-amanhã, aqui o objetivo é comer com atenção plena, sabendo que naquele momento a comida está exercendo não somente o papel de saciar sua fome, mas também o de embalar um momento especial.

Ao contrário do que muitos pensam, a prática da Alimentação Consciente e Intuitiva não irá acabar de uma vez por todas com o ato de comer por razões emocionais. É indiscutível que a comida nos remete a conforto em alguns momentos, e isso também faz parte da natureza humana e não precisa ser impedido. O que muda é o fato de você estar consciente – não somente para o ato de comer, mas também para as emoções que você está sentindo. Você não precisa mais ofuscar seus sentimentos com comida, e também não precisa mais deixar de comer quando estiver com vontade. Você é livre para escolher.

Alimentação Consciente e Intuitiva não é mais uma dieta

alimentacao consciente - 3

Não é a dieta da moda e não está focada no emagrecimento a qualquer custo. Apesar de ter como pilar o estado de presença e consciência, entende-se que nenhum ser humano consegue estar cem por cento presente todo o tempo, todos os dias. Logo, quando você por algum motivo não come prestando atenção ou não come o que seu corpo pediu naquele momento, não significa que você está fazendo errado ou “furando” e por isso “vai dar tudo errado”. E é por isso que a jornada rumo a uma vida e alimentação mais conscientes é linda. Porque ela nos relembra o ritmo da vida, cheio de altos e baixos, de cair e levantar, mas com a intensidade que todas nós percebemos.

Lembre-se disso sempre que sua mente te trouxer pensamentos de culpa, de cobrança excessiva ou de autopunição. Muito mais do que buscar o emagrecimento, alimentar-se – e viver – de forma consciente e intuitiva é a chave para uma vida com propósito, significado e leveza.

Imagem: Pexels


Agora que você já saber tudo sobre Alimentação Consciente e dietas, que tal ajudar alguém no Clube?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)
Recomendado para você...