O que você procura?

Comida era meu primeiro e último pensamento do dia, acordava preocupada em controlar o que ia comer durante o dia e ia dormir pensando no que tinha comido. E eu achava que fazia isso pela saúde. Hoje em dia, o termo “saúde” envolve muito mais do que ter um organismo em bom funcionamento, taxas equilibradas, disposição e ausência de doenças. Saúde agora é moda…

Não acredita? Faça uma pesquisa rápida nos artigos sobre saúde ou alimentação saudável na internet, nos vídeos do YouTube ou nos perfis #fitness e #vidasaudável do Instagram e você vai ver: não basta ser saudável… é preciso parecer saudável. E a alimentação saudável é uma das formas mais eficientes de exibir ”saúde”.

Desde quando comecei a ensinar sobre Alimentação Consciente e Intuitiva, sempre chamo a atenção das minhas alunas para este fato: Somos constantemente bombardeadas por informações/regras/profissionais/especialistas/blogueiros/gurus nos ditando regras sobre o que, quanto e quando comer para ter uma alimentação dita saudável.

Grupos alimentares específicos são demonizados – e o pior, muitas vezes em detrimento de produtos industrializados que podem ser muito mais prejudiciais (os ditos lacfree, glutenfree, sugarfree, lowcarb e similares), enquanto outros alimentos são apontados como a possível solução de todos os seus problemas.

alimentação saudável - 1

E, claro, a gente fica totalmente confusa.

Passa os dias pensando em comida, (nas que pode, mas não quer, nas que quer, mas não pode) e pulando de dieta em dieta. Ora corta todo o carboidrato e se entope de proteína, ora passa horas a fio em jejum. O resultado disso? Ansiedade por não saber o que/quanto/quando comer, episódios de compulsão alimentar, alterações constantes de peso – o famoso efeito sanfona – e, finalmente a achar que o problema é com você e com sua falta de “força de vontade”.

Hoje eu quero te dizer uma coisa: O problema não está em você, o problema está nas dietas.

Sempre que você faz dieta, você confunde e desequilibra a harmonia do seu corpo. Sua mente – e não seu corpo – define o que você come, logo, seu corpo passa vontade. Eu passei anos da minha vida brigando com meu corpo. As quase 1000 alunas dos meus Programas passaram anos de suas vidas brigando com seus corpos e grande parte das mulheres do mundo briga com seus corpos. Você que está lendo esse artigo, provavelmente briga ou já brigou com seu corpo. E brigar com o corpo é totalmente ineficaz, como você já deve ter percebido.

Mas então, como ter uma alimentação saudável sem fazer dieta?

alimentacao saudavel - 3

Abandonar as dietas pode não parecer fácil, mas é totalmente possível. E eu te garanto: é libertador. Quando eu falo isso, muitas pessoas pensam “mas se eu parar de fazer dieta, vou comer sem parar. Pois é, na verdade não. A vontade incontrolável de comer vem justamente do excesso de privação. A partir do momento em que você pára de se restringir ou impor tantas regras, o desejo pelo dito “proibido” diminui. A chave para chegar a esse estágio é passar a comer de forma consciente e intuitiva, sem culpa ou medo. É encarar a alimentação como algo natural.

Ok, Lígia, mas como começar?

A seguir, eu vou te apresentar os 5 passos fundamentais para abandonar a mentalidade de dietas. Pratique-os a cada refeição e eu te garanto um resultado que nenhuma dieta já fez por você.

alimentacao saudavel - 5

1º passo: Perdoe-se

Você passou muito tempo maltratando seu corpo com dietas. Sofreu muito impondo a si mesma tanta restrição e culpa. Este é o momento de você se perdoar por tudo isso e finalmente oferecer ao seu corpo o que ele mais precisa: amor e compaixão. Ele espera por esse momento há tempos. Seu corpo é seu lugar no mundo, seja grata por ele, exatamente como ele está nesse momento.

2º passo: Comprometa-se com seu corpo e com os sinais que ele emite

Você já sentiu dor de barriga antes de um encontro ou entrevista de emprego? Já teve tremores, calafrios ou enjôos ao receber uma notícia ruim? Pois é. Essas são apenas algumas evidências de que seu corpo fala com você. O tempo todo. Às vezes, de forma gritante – como nos casos acima – e às vezes de forma mais sutil.

Os sinais de fome e saciedade emitidos pelo nosso corpo são, em geral, mais sutis. Mas eles estão aí, basta que a cada oportunidade de comer algo (a cada uma delas!) você pare, respire fundo e consulte seu corpo se é isso mesmo que ele quer neste momento ou se você já comeu o suficiente. A sensação é física e muito clara e, quanto mais você pratica, mais fácil fica identificar (leia mais aqui).

3º passo: Trate a comida como comida, e não como remédio

A medicalização do ato de comer é uma das grandes causas de distúrbios alimentares na atualidade. Pense na sua avó ou em pessoas de mais idade: você se lembra delas contando calorias, cortando glúten ou qualquer outro grupo alimentar?

Pois é. Chega de classificar a comida entre carboidratos, proteínas, gorduras, fibras ou o que quer que seja. Chega de comer nutrientes. Comida é comida, e é impossível não considerar que ela tem um papel social e/ou afetivo muito importante nas nossas vidas. Comer é gostoso, natural, necessário, dá prazer e não há nada de errado nisso.

4º passo: Permita-se comer o que o seu corpo quiser

alimentacao saudavel - 2

É isso mesmo. O que o seu corpo quiser. Parece irresponsável, mas não é. Quando você ouve seu corpo com atenção, você percebe que, ao contrário do que você pode pensar, ele não quer pizza ou sorvete o tempo todo. Minhas alunas do Programa Intuitive-se relatam justamente o contrário: que a experiência de ouvir seus corpos sem julgamentos ou regras as tem levado a comer muito mais alimentos nutritivos do que aqueles que antigamente eram “proibidos”.

O grande segredo está em aprender a diferenciar a fome física da fome emocional. Elas agora olham pra dentro de si mesmas, reconhecem seus sentimentos e emoções – que muitas vezes surgem disfarçados de fome – e têm a oportunidade de fazer escolhas conscientes a cada refeição.

Mas e quando eu quiser pizza, bolo, hambúrguer ou sorvete? Aí entra em ação o último passo.

5º passo: Coma DEVAGAR, com gratidão e presença

Você pode comer. Pode comer hoje, pode comer amanhã, pode comer depois. O tempo de proibição já se foi. Você não está fazendo nada errado. Portanto, aproveite cada mordida, cada colherada, cada porção. Coma sentada à mesa e jamais em pé, andando ou dirigindo.

Preste atenção ao sabor, cheiro, textura do alimento. Respire. Descanse os talheres. Sempre que possível, elimine possíveis fontes de distração – celular, televisão, conversas. Esteja ali por inteiro. Seja grata por comer. Os benefícios dessa prática são garantidos. Você acaba comendo radicalmente menos. Você respeita seu corpo e seus limites. Sua saúde física e emocional melhoram. Faça isso na sua próxima refeição, perceba o que acontece e, se quiser, volte aqui pra me contar.

É isso, agora você já sabe o caminho para abandonar de vez as dietas e ainda assim adotar uma alimentação saudável.

E sabe qual é a melhor parte? Você pode começar hoje mesmo. E pode contar comigo! Aqui no Superela, no meu Instagram, no meu canal do YouTube e na página do Facebook você encontra diariamente conteúdo gratuito disponível para te ajudar a parar hoje mesmo com as dietas e viver em harmonia com seu corpo.

Gostou desse artigo sobre a alimentação saudável de verdade? Deixe seu comentário no Facebook e compartilhe com suas amigas!

Imagem: Irônica Disney


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)