O que você procura?

Desde muito nova, eu vivo numa coisa de engordar e emagrecer o tempo todo. Não sei nem o que é ficar com o mesmo peso, então meu corpo muda bastante de acordo com minha rotina e minha alimentação. Sabem no que isso resultou? Estrias.

Tenho essas marcas no corpo desde muito novinha, e eu sempre as odiei. A ponto de nunca ficar só de biquíni. De sempre usar shorts quando ia para praia ou para alguma piscina.

Imagina quantas marcas de sol eu já não tive nessa vida? Pois é! Tudo por achar que ser imperfeita era feio. Eu não tinha problemas de peso, não tinha tantas celulites, mas tinha estrias. E achava inaceitável. Já pensei em fazer tratamentos, comprar cremes, apelar para qualquer coisa para me livrar. Eu faria de tudo para não ter aquelas marcas no corpo.

Mas por que eu me livraria de minhas estrias, afinal?

Pensando melhor agora, eu não sei exatamente do que eu tinha vergonha. É totalmente normal que nosso corpo tenha algumas marcas. Nós somos seres humanos, né?

Mas é que, nós mulheres, sempre fomos ensinadas que deveríamos sentir vergonha de várias características do nosso corpo. Não deveríamos ter qualquer sinalzinho de imperfeição. Nem preciso dizer que as estrias e celulites estão nessa categoria.

Eu vivi esse caso de ódio até meus 20 anos, e duas coisas foram essenciais para o meu processo de aceitação: passei a conhecer mais sobre esse mundinho do empoderamento e do amor próprio, e comecei a namorar um cara incrível (sou puxa saco!) que me falava o tempo todo que não tinha nada de errado com as minhas estrias.

Então eu passei a ouvir

estrias

Comecei a refletir de onde surgia essa minha tal raiva das estrias, e a verdade é que não existe nenhuma razão. Eu não sou – e me arrisco a dizer que nunca vou ser – o tipo de mulher que fica horas na academia e se priva de comer por ter preocupação com o corpo.

Eu adoro hambúrguer, morro de preguiça de malhar e sempre vou optar por assistir Netflix no lugar de ir correr no parque. É claro que existe a questão da saúde e, por isso, eu me esforço um pouquinho para não extrapolar e comer porcaria em todas as refeições.

Eu tenho tentado correr, porque sei que a idade chega e a gente não pode viver sentado trabalhando na frente do computador para sempre. Mas eu não deixo mais de usar biquíni por não ter um corpo de capa de revista. Posso ficar chateada às vezes, com vergonha da gordurinha, do culote, mas eu não deixo de fazer nada por conta disso. Eu vivo a minha vida sabendo que eu não disponho do tempo, do dinheiro e nem da disposição de mulheres como a Gabriela Pugliesi, por exemplo.

E tudo bem

Acho que a coisa mais difícil do processo de aceitação é enxergar que as pessoas são diferentes, e que nós não precisamos ter um estilo de vida só porque a maioria fez essa opção. Nós não precisamos usar um sutiã 42 e uma calça 36. Não precisamos ter a mesma cor dos olhos e o mesmo corte de cabelo. Podemos usar roupas diferentes e achar beleza em cada detalhezinho diferente entre nós.

Eu sei que essas meninas do Instagram mostram seus corpos magros e perfeitos. Se essas pessoas não têm estrias – ou se elas as escondem nas fotos – eu nunca vou saber.  Eu sei que eu não sou assim, e várias outras mulheres não são também. Não preciso me comparar com esse tipo de padrão e nem esperar que eu seja como elas. Posso me inspirar em outras pessoas, como a Alicia Keys, que já postou foto mostrando que ela também tem suas estrias – e não tem nada de errado nisso.

Eu sei que a teoria é fácil, mas posso te garantir que a prática não é tão complicada assim. Se pergunte da onde surgem essas cobranças sobre seu corpo, se são questões meramente estéticas ou se você realmente está preocupada com sua saúde. Ache inspirações reais. Pessoas com corpos de padrão alcançável, nada desse tipo que a gente só vê nas capas de revistas. Entenda que a gente é imperfeita mesmo, e o nosso corpo também. Não tem absolutamente nada de errado nisso. Estrias são só marcas. Nada além disso ♥.

Foto: Reprodução/Pinterest 


E o que você responderia a essa pergunta feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)