Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Há quem diga que amar é revirar a vida de cabeça pra baixo, perder a razão e se desequilibrar emocionalmente. É passar por cima de qualquer coisa por um sentimento louco, irracional, descontrolado e que faz você se sentir um adolescente.

É inebriante estar apaixonado! É, eu sei, já me apaixonei umas “trocentas” vezes durante a minha pequena jornada terrena até o presente momento, e me desapaixonei também. E, olha, são experiências que fazem você ir do céu ao inferno em 3 segundos.

Veja se não lhe soa familiar essa historia: você conhece alguém, altos papos, afinidade, atração física, muita ansiedade, de hora em hora checando se chegou mensagens daquela pessoa no seu celular, falta de concentração, pensamento 24 horas naquela pessoa, o que ela faz, o que ela come, com quem ela está… Ok, vamos abreviar a história e colocar uma mini obsessão.

De repente é tudo um paraíso, você sorri feito boba. Estar com a pessoa que você pela qual está apaixonada é maravilhoso, sensacional, inebriante e, de repente, basta um desvio das expectativas que foram colocados no outro, que começamos a sofrer.

Mas isso não chega aos pés do que é verdadeiramente amor. Quem se deixa levar pela paixão entra em uma redoma de desespero muitas vezes. Amor é diferente de paixão.

Somos condicionados por literaturas, filmes, sociedade e etc de que sentir algo por alguém de forma romântica é sofrer, é dor, é se entregar sem pensar nas consequências, é fazer loucuras, é agir pelas emoções e não pela razão.

Ledo engano pensarmos assim, de que paixão e amor é a mesma coisa, que uma relação amorosa só é boa e feliz quando você se joga sem pensar. A melhor relação que podemos ter primeiro é com nós mesmos, quando paramos para refletir se quem a gente conheceu nos fará bem ou não, se o que sentimos e a forma que agimos está sendo pensada, racionalizada ou se estamos agindo como seres irracionais que não sabem controlar nossas emoções.

E se você acha que por estar apaixonada(o) não consegue controlar o que sente, acredite, você pode. Basta querer. Pois somos, sim, donos das nossas emoções e não o contrário.

Temos que tirar das nossas mentes que precisamos sofrer por amor, que, principalmente, nós mulheres, temos que sofrer e nos humilhar por amor. Somos donas de nós mesmas. Das nossas emoções, das nossas escolhas.

Jamais escolha se jogar em algo que você sabe que não te fará bem depois, jamais se deixe levar por suas emoções. Seja racional, seja dona de si. Se entregue somente por aquilo que você sabe que te trará paz, harmonia, felicidade, pacificidade, liberdade. Devemos nos educar – e educarmos as meninas, dizermos que elas não precisam de dor. Que dor não faz parte de nenhuma relação.

Devemos gostar de nós mesmos, da nossa paz e só colocar alguém na nossa vida que nos traga isso. E só o amor pode proporcionar isso, o amor leve, o amor racional, o amor equilibrado. Jamais a paixão ou o dito amor descontrolado.

Amor é escolha. É racional. É Livre. É pacifico.
Paixão é efêmera. Dolorida. Controladora. Ciumenta.

Escolha sempre o amor.

Imagem: Pexels


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)