O que você procura?

A não ser que você tenha passado o último final de semana escondido embaixo de uma pedra (ou debaixo das cobertas – super compreensível), você deve ter visto o que aconteceu em Charlottesville: uma manifestação neonazista que deixou o mundo todo em alerta.

Por mais que a gente defenda e lute por um mundo mais livre e igualitário, parece que vem por aí uma onda de conservadorismo e intolerância, que ficou muito clara nesses eventos em Charlottesville, nos Estados Unidos. Era um grupo de homens brancos defendendo a supremacia da raça, despejando ódio contra imigrantes, negros e judeus – e até mesmo contra mulheres -, e fazendo saudações e usando os símbolos do nazismo livremente. É como se tivéssemos voltado para a era pré-Segunda Guerra Mundial.

Frente a isso, o momento é de resistência: não podemos nos entregar ao ódio e temos que nos manter firmes num posicionamento que busca a compreensão, o amor, a liberdade e a igualdade. E a gente só vai conseguir tudo isso, se lembrarmos de alguns pensamentos extremistas que não podemos aceitar mais. São eles:

1.Brancos são melhores que os negros

Já não dá mais para aceitar os comportamentos racistas que colocam a comunidade negra em um lugar de inferioridade e que utilize da sua cultura sem pensar em como isso afeta a sua identidade (alô, apropriação cultural).

2.Brancos são melhores que os asiáticos

É a mesma coisa do item anterior, né? Asiáticos também sofrem racismo e é hora da gente parar de achar que só porque somos brancos, podemos fazer pouco caso de qualquer outro tom de pele e cultura.

3.Homens são melhores que mulheres

O machismo é a prova de que isso acontece o tempo inteiro.

4.Mulheres servem apenas para servir os homens

A objetificação do corpo feminino começa aí, na crença de que as mulheres são apenas um complemento à vida masculina.

5.Dizer que uma nação é melhor do que a outra

Se a história nos ensinou qualquer coisa, é que nada acaba bem quando uma nação tenta se sobrepor à outra, né?

6.Homens não podem chorar

Por que a gente insiste em podar a sensibilidade dos homens? Essa coisa de que estar em contato com as suas emoções é ‘coisa de mulher’ só reforça a ideia do ‘macho pegador’ e incentiva uma visão machista sobre as próprias mulheres e o que é feminino.

7.Algumas religiões são piores do que outras

Cada um acredita no que quer e no que deixa o coração em paz. Ninguém tem nada a ver com isso.

8.Estrangeiros são ‘sujos’

Cada país tem uma história, uma cultura, e é impossível dizer que um é melhor do que o outro – isso é mentira. As pessoas são diferentes e vivem de formas diferentes, e precisamos nos abrir para essa troca, e não achar que um estrangeiro no nosso país é um ‘invasor’, alguém menor ou inferior.

9.Questionar a crença alheia com ‘isso é falta de Deus’

Vide item 7.

10.Questionar demonstrações de carinho LGBT por pura homofobia

‘Tudo bem ser gay, é só não beijar na minha frente’. Amiga, isso é homofobia.

11.Dizer que amor só existe ‘entre homem e mulher’

Amor é amor e independentemente de gênero ou orientação sexual.

12.Pregar que homem não pode usar saia

Ele pode usar o que quiser. Isso não significa nada além de: ele pode gostar de saias.

13.Dizer que menino não pode gostar de rosa

Vide item 12.

14.Brigar com menino que gosta de brincar de boneca

Essa coisa de brinquedo de menina e de menino é coisa do século passado.

15.Culpar mulheres por usarem roupas curtas (e serem assediadas)

Precisamos ensinar os homens a não estuprarem as mulheres, e não que as mulheres não podem usar roupas curtas, como se isso fosse uma justificativa para o assédio.

16.Pregar que mulher tem que ‘se dar o respeito’

Essa é uma visão machista e que limita e poda a vida das mulheres na sociedade – enquanto o homem pode tudo, a mulher precisa seguir milhares de regras para ser considerada uma ‘mulher de respeito’.

17.Falar que mulher que foi estuprada ‘deveria agradecer’ por pelo menos uma pessoa querer transar com ela

Sem comentários, né?

18.Taxar pessoas que defendem a igualdade de maconheiras e esquerdistas

Visões políticas de lado, defender a igualdade pode parecer utópico, mas é um desejo genuíno de que as pessoas sejam vistas como iguais e tenham oportunidades iguais na sociedade – o que está bem longe de ser a nossa realidade atual.

19.Chamar feministas de ‘feminazis’

Ligar um movimento que defende a igualdade de gênero ao nazismo deveria ser um crime por si só.

20.Defender o nazismo por qualquer motivo que seja

Uma atrocidade dessas não tem justificativa nenhuma, ok?

21.Falar que lugar de mulher é na cozinha

Lugar de mulher é onde ela quiser.

22.Mulher precisa casar e ter filho, caso contrário não é ‘digna’

Você não é obrigada a casar e ser mãe, tá bom?

23.Mulher não pode dormir no primeiro encontro, porque senão é ‘fácil’

A gente já conversou sobre isso. Se você quiser, pode, sim, dormir no primeiro encontro.

24.Pobre não pode ir nos mesmo lugares que os ricos (ou que a classe média)

Essa é uma questão estrutural: as pessoas acreditam que têm lugares onde algumas pessoas podem e outras não podem ir. Mas isso é uma justificativa para dizer que quem tem dinheiro e é branco faz o que quiser e quem é negro e pobre tem que ficar em um canto separado, sem se misturar. É racismo, sim, viu?

25.Qualquer discurso começado com ‘Eu não sou machista / homofóbico / racista, mas…’

Se começou assim, pode parar: muito provavelmente o que você vai falar depois do ‘mais’ é racista / homofóbico ou machista.

 

A ideia, com isso, é a gente ficar sempre ligada: nenhum discurso extremista, qualquer que seja ele, vai nos ajudar a criar um ambiente de aceitação e igualdade – e é isso que a gente busca (aliás, essa é a principal premissa do feminismo). A nossa meta sempre precisa ser o entendimento de que todas as pessoas são iguais independentemente de raça, credo ou nacionalidade, e que estão todas em busca do amor e da felicidade, de uma forma ou outra.

A gente não tem direito algum de julgar as escolhas de alguém, a sua cor de pele, as suas crenças ou o lugar de onde ela veio – e ainda tratá-la pior por causa de qualquer uma dessas coisas. Esses discursos extremistas só nos colocam de volta em caixinhas que são difíceis de abrir e, vamos combinar, é muito mais legal poder viver num mundo livre, ao invés de voltar mais de 70 anos no passado, né?

Por um mundo mais cheio de abraços à la Sense8 ♥


O que você de tudo isso? Viu o que aconteceu em Charlottesville? Deixe a sua opinião respondendo a pergunta abaixo:


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤