Quem somos Termos / Política de Privacidade Contato
< Superela.com
Você está em:
Clube Superela
+18
home recentes populares temas relacionamentosexoautoestimabelezaestilotrabalhoentretenimento perguntar

Perder a mãe na infância...como superar?

Perdi a mãe aos 6 anos. Meu pai tinha só 37 anos e se casou 5 meses depois. Minha madrasta era disfuncional, alcóolatra, e veio acompanhada da mãe dela e 3 filhas mais velhas que eu. Nem preciso relatar o desastre que foi; até hoje colo os cacos emocionais de uma infância destruída e uma auto estima dizimada.

Queria saber se vocês conhecem outras pessoas orfãs de mãe e como superar. Já procurei grupos de ajuda para orfãos, mas não encontrei. Conhecem algum grupo, livro, algo que pudesse me ajudar? Obrigada fofoletas e fofoletos.
Anna Luiza . 4 anos

6 Respostas

Ricardo Coiro . 4 anos
Não conheço, infelizmente.

Mas, pelo que descreveu, acho que vale a pena procurar uma boa terapeuta. Um profissional capaz de desatar os nós do seu passado que, até hoje, ainda estão enrolando a sua vida.

Não é algo pontual.
+6 arrasou
Fernanda Costa . 4 anos
Ana,

Minha mãe não morreu, mas foi embora quando eu tinha 2 anos de idade... Superar essas coisas sem ajuda profissional é quase impossível! Graças a Deus meu PÃE, mistura de Pai e Mãe, não se casou e muito menos colocou outra mulher em casa.

Mas minha avó que me criou morreu quando eu tinha 12 anos, e eu aprendi a me virar desde cedo, pois ele não podia fazer tudo coitado... As sequelas ficam, e vez outra eu me encontro com esses fantasmas, pois apesar dela ter ido embora, quando ela aparecia, era sempre para causar dor e sofrimento... Mas em fim... Lembrar destas coisas me deixam mal, não gosto.

Procure um psicologo e um psicoterapeuta, irá te ajudar muito! Me ajudou bastante, ainda tenho muito a melhorar e superar, visto que não gosto de falar no problema. Hoje já consigo não ter ódio dela e nem culpá-la por tudo que aconteceu.

Tenta, ao menos vai fazer vc entender determinadas coisas... Boa sorte!
+3 arrasou
Nath Uski . 4 anos
Oi Anna! Tudo bem?

Eu perdi a minha mãe quando tinha 15 anos. Eu era muito tímida, não tinha muitos amigos e, na prática, meus pais eram separados, o que fez com que minha mãe fosse tudo para mim... desde então houve mais tragédias na minha vida (assim como na sua) e claro que ainda sinto falta de uma mãe de verdade e presente. Nada nem ninguém substitui. Um carinho de mãe é diferente, um mimo ou uma simples comida, um cuidado. Tive que me acostumar com o fato de que isso não ia voltar, mas me apoiar no amor que existia entre a gente... Terapia individual mesmo sempre ajuda, já que as experiências variam e é impossível te dizer uma receita de como superar!

E tenho certeza que toda essa experiência te fez uma pessoa mais forte e madura, mas as vezes a baixa auto estima não deixou você perceber isso. Ainda.

Peça ajuda, siga firme, tenha fé no que quiser crer e se apegue no amor que você recebeu...
+2 arrasou
Lulu . 4 anos
Olha querida, minhas duas melhores amigas que são órfãs de mãe, e te digo que cada pessoa tem sua forma de aceitar essa perda. E depende tbm muito da forma como a pessoa morre. Cada um tem uma história por trás do sofrimento,cada tem uma forma de manifestar o sofrimento.
Converso muito com minhas amigas sobre a vida e sobre mães.
Se vc quiser conversar comigo, pode me chamar no privado que eu me disponho a te ajudar sempre que preciso. Se quiser saber sobre a história delas tbm pode me perguntar.
Mas sempre lembre de sua mãe de forma positiva. Jamais a esqueça.
+2 arrasou
Melissa Setubal . 4 anos
Anna Luiza,
Antes de mais nada, gostaria que você se sentisse abraçada e acolhida por mim. Não consigo imaginar quanto sofrimento você carrega em seu coração.
Realmente é um grande desafio construir uma autoestima sem uma referência positiva materna, de mulher, e ainda por cima, não receber apoio dentro de casa.
Te convido a refletir sobre duas coisas, e incentivo você fazer isso escrevendo em um papel e tê-lo consigo o tempo todo. Desenhe um círculo e divida ao meio. À esquerda, escreva todos os comportamentos destrutivos das mulheres que já conheceu, incluindo de programas de TV e na mídia, além claro do que se lembra da sua mãe ou o sente que ela é pra você. À direita, escreva todos os comportamentos positivos de todas mulheres que já conheceu, incluindo de programas de TV e na mídia, e também da sua mãe, madrasta e suas filhas. Eu sei, parece difícil encontrar, mas vale a pena o esforço.
A reflexão é justamente você ficar consciente do que você não quer mais carregar como bagagem, herança, comportamento para si mesma e para as futuras gerações. E do que você quer sim cultivar em você e quer ver mais nas mulheres mundo a fora.
Só isso já vai te ajudar a construir uma referência que é só sua de quem você quer ser, independente do que os outros fizeram contigo e te ensinaram sobre a vida. Isso é uma base muito forte para você construir sua autoestima de agora em diante.
E procure a Adriana Souza https://www.facebook.com/hojeeumesinto1 Além de ser uma terapeuta de corpo e alma, ela compartilha sua história de ser órfã de mãe e vai poder acolher todo esse sofrimento que passa como uma mãe amorosa. Ela atende via Skype ;)
Adoraria saber se o que ofereci aqui para você foi útil e que resultados teve. No que mais puder te apoiar, conte comigo.
Saúde e Amor,
Melissa
+3 arrasou
Anna Luiza . 4 anos
Amores,do fundo do meu coração, não tenho palavras pra agradecer a compreensão e acolhida de vcs. <3

Ricardo Coiro, vc é querido e tem toda razão, vou desatar os nós. ;)

Melissa, já estou em busca da Adriana...super obrigada!! Não faz ideia da preciosidade da informação, e vou fazer o exercício proposto <3   :)

Nath e Fernanda, se quiserem compartilhar mais das histórias de vcs no privado, contem comigo; não gostaria que mais ninguém no mundo tivesse essa experiência, mas me conforta saber que tenho pessoa com  quem compartilhar isso =D

Lulu, obrigada pela disponibilidade...vou fazer uso do privado para falarmos. <3

Beijos, gratidão sem tamanho.
+4 arrasou

Sua resposta AQUI

Que bom que vai responder!! Só lembrando que estamos aqui para realmente AJUDAR outras pessoas, então pense nisso! Obrigada! :)
relacionamentosexoautoestimabelezaestilotrabalhoentretenimento
Resposta atualizada
🙋 Editar resposta 🙅 Excluir resposta 👀 Ocultar resposta 👀 Republicar resposta 😠 Denunciar resposta 😠 Remover denúncia
...