Quem somos Termos / Política de Privacidade Contato
< Superela.com
Você está em:
Clube Superela
+18
home recentes populares temas relacionamentosexoautoestimabelezaestilotrabalhoentretenimento perguntar

Fui estuprada pelo meu irmão e não sei quais medidas tomar ou não por causa dos meus pais.

Eu sou filha caçula de 4 filhos: 2 irmãos por parte de pai e um por parte de mãe.Perdi minha virgindade aos 7 anos. Fui abusada sexualmente dos 7 aos 9 por esse meio-irmão materno. O tempo passou e sempre convivi em silêncio com meus complexos.Há 15 anos não via meus irmãos por parte de pai. Decidi viajar de Minas à São Bernardo do Campo (SP) pra reencontrá- los.Na manhã do dia 01/01 eu acordei e tinha uma pessoa me olhando: era meu futuro carrasco, que eu não tina encontrado. Fiquei tão feliz! Mal sabia o que iria acontecer... tomamos café juntos, tiramos fotos juntos. Estava tudo como um sonho. Até a hora do almoço.Fomos pra casa de uma tia deles (tia materna). Ela mora sozinha porém tem a casa muito grande e ofereceu um almoço de Ano Novo. Fomos todos. E lá sorrimos, brincamos, conversamos.

Todo abraço que eu recebia eu sentia como abraço de saudade de irmão e toda colherada e garfada de comida na boca era afeto de irmão com saudade.Não, não era.Já estava caindo a noite e era hora de jantar. Enquanto eu fui conversar com outras pessoas da casa, ele me deu um copo de suco (não bebo álcool). Ok, não era copo de um estranho. Bebi.Instantes depois comecei a sentir sono.Essa tia quis que eu dormisse lá porque seria melhor. Meu outro irmão (que realmente me ama) deixou e eu fiquei. Só lembro disso.No outro dia acordo grogue e nua no quarto com o meu irmão também nu, dizendo coisas que nem compensa dizer aqui. O que posso reproduzir é o "relaxa, nós não somos filhos do mesmo pai. O SEU pai só me criou" (como se fosse pouco). E ele transou comigo mesmo grogue e em estado de choque.

Os primeiros dias foram horríveis, já fui ao posto de saúde, consultei com a ginecologista, tomei a pílula do dia seguinte. Mas não prestei boletim de ocorrência. Não prestei pelos meus pais. Minha mãe é cardíaca e não sei se ela vai aguentar isso, gente... ou se ela vai me amar menos depois de saber que eu não sou virgem há ANOS.Meu pai tem 63 anos. Não é violento mas por mim ele se tornaria. Seria capaz de matar esse cara e o outro que abusou de mim aos 7 anos. Não quero ver meu pai na cadeia.

Prefiro morrer a ver meus pais sofrendo ou com raiva de mim.Gostaria de contar pra minha mãe mas mesmo assim eu penso muito. Eu sinceramente não sei mãos o que fazer com a minha vida. Estou arrebentada, por fora e por dentro. Não sei o que fazer.Por favor, COLOQUEM- SE NO MEU LUGAR e tentem me dar uma Luz. Desde já agradeço.Beijos da Embaixadora que vos fala.
Alcione J. Silva . 3 anos

10 Respostas

Anony . 3 anos
Acione,  nossa eu nem sei o que te falar...de verdade! Sua situação é comolicadissima, pois foi entre familiares. Talvez seja melhor contar do que viver com esse sentimento e sofrimento. Esse "irmão" que lhe fez isso merece ir pra cadeia. Um monstro! Mas tenta ir numa psicologa pra tentar se esclarecer por dentro.Fica bem, precisando conversar estou aqui.
+4 arrasou
Lulis . 3 anos
Amiga, sua irmã não vai te amar menos. Descarta essa possibilidade. Mas se ela tem problema cardíaco é complicado. Acho que primeiramente vc deve contar as outras pessoas da família, para todos ficarem cientes. Mas não conta com espanto não, se não eles ficarão espantados. Conta toda a verdade, desde o início, com todos. Aí quando todos souberem, vocês vem um jeito de
Contar para a sua mãe. Pode ter certeza que você fará o certo! Tem que lutar pelos seus direitos! Não deixe passar abatido ok? Boa sorte. Lhe desejo força nesse momento :/ imagino como é a situação
+4 arrasou
Lulis . 3 anos
Sua mãe **
+1 arrasou
Anitta . 3 anos
Sinto muito pelo ocorrido.
Acho que você deve contar sim para os seus pais o que aconteceu. Procure uma forma de dar a notícia sem deixá-los mais nervosos com a situação.
Após falar com ele, tome as medidas legais, pois não é certo você conviver com esse trauma, e o causador de tudo isso não ser punido. Sem contar que ele poderá fazer o mesmo com outras pessoas.
Tenha força!
Boa sorte!
+6 arrasou
Paulina123 . 3 anos
Alcione, quem sou eu pra dizer, mas penso o seguinte: sua mãe não te amará menos por saber que perdeu a virgindade nova até porque NÃO foi culpa sua, entende?! Você foi estuprada; foi forçada. Seu pai, como qualquer outro, ficará imensamente entristecido em pensar que isso aconteceu com a princesinha dele e enraivecido por ter sido alguém que ele criou dentro de casa que fez isso com você, entretanto você precisa do apoio deles. Ele não será preso por dar uns socos no seu irmão. E, se esse cara fez isso contigo, que é irmã dele, imagina o que faz/fez/faria com outras. Você tem a chance de impedir isso o denunciando. Nenhuma mulher merece a dor de um estupro! Pense nisso e faça o melhor pro seu coração! Beijos!
+4 arrasou
Juba . 3 anos
Sinto muito pelo ocorrido, não há nada que me revolte mais do que estupro.

Já que vc tem medo de contar pros seus pais, que tal contar pra alguma outra pessoa que vc confie? Talvez uma tia, amigo, alguém que possa te apoiar durante esse processo de contar pros seus pais e de correr atrás da justiça (que eu espero que seja feita).
 
Espero sinceramente que você tenha forças pra fazer a denúncia e p/ seguir sua vida (mesmo que seja necessário apoio profissional, uma psicóloga, um grupo de apoio, etc).

Que tudo dê certo pra ti!
+4 arrasou
Alcione J. Silva . 3 anos
Gente, eu contei tudo pra minha mãe. E ela não passou mal como eu pensava: foi um verdadeiro anjo!! Me secou as lágrimas e ainda me deu conselhos caso eu tenha um relacionamento no futuro (não imaginava que ela fosse liberal a esse ponto).
Mas enfim, o que eu mais quero é fazer com que isso se torne passado. Nunca vou esquecer, mas uma hora vai parar de doer.

Meu pai não sabe nem vai saber. Vai ser melhor assim. Infelizmente, por ser ambiente familiar (mesmo distante) eu não vou denunciar. Não se aborreçam. É o melhor para a MINHA família, no caso, meus pais.

Obrigada mais uma vez. Sinto que tirei o Titanic das costas.
+2 arrasou
serena21 . 3 anos
eu ja teria matado esse cara
0 arrasou
Sinto muito!!
Mais exatamente as 3:37 da madrugada e aqui procurando casos parecidos com o meu... Pois bem achei. Até pq quem procura acha aaaha
Bom minha história, é bem parecida com a sua :/ E quer saber estou aos prantos ao ler tudo isso... Pois só quem já passou por isso sabe o quão grande é essa dor!
Fui abusada aos 7 Anos até os 8,9 Anos não me recordo muito bem.
Na verdade queria mesmo não me lembrar, queria que tivesse a opção na vida de apagar certos momentos que passamos "Esse é um Deles."
Fui Abusada por uma pessoa que eu jamais acharia que pudesse fazer isso comigo. Irmão só por parte de mãe. Hoje aos 20 Anos depois de 12 Anos essas imagens me atormentam... essas imagens vem como um sopro e quando eu vejo, já estou dentro dos meu pensamentos e recordações ruins que toda vez me chorar... :/
Sempre fui uma pessoa tranquila e ingênua incapaz de ver maldades nas pessoas.. sempre fui e ainda sou uma pessoa de sorriso fácil, mais naquela época eu era a menininha gordinha dos cabelos escuros e lisinho... uma menina incapaz de fazer mal a alguém. Mais por que uma pessoa teria a coragem de tirar sua inocência tirar a melhor face da vida da gente... POR QUE ?
Tenho várias lembranças ruins... Mais eu guardo uma frase dentro de mim como se fosse um disco riscado, e não sai mais daquilo é  um tormento que só Deus sabe !
Eu e minha mãe e meus dois irmãos mais novos  sempre moramos perto do meu irmão  mais velho que cassou se bem cedo. Era como um imã onde meu irmão estava minha mãe precisava estar por perto... Até que minha cunhada sofre com a perda da mãe dela... é aí que começa meu maior pesadelo :/
Logo depois da perda da minha cunhada, minha mãe vai morar na casa que minha cunhada vivia com a mãe dela e meu irmão.
Desde então começaram a troca de carinhos maliciosos da parte dele... eu sem entender nada deixava sempre por baixos dos panos. Mais me lembro numa tarde fria estava eu e meus três irmãos (O mais velho o do meio é o caçula) Minha mãe e minha cunhada havia saído para trabalhar... Eu e meus dois irmãos sempre assistia a TV Cultura era sagrado toda tarde ficarmos vibrados na tela vendo os desenhos ahahah... Era um dia normal como qualquer outro, Até meu irmão mais velho (Só Materno ) Me chamar... Havia um corredor que dava acesso ao banheiro e dois quartos. ele tava em pé em rumo ao quarto onde eu minha mãe e meus dois irmãos dormia eu olhei mais não dei atenção por que o desenho tava mais interessante do que ele... então ele se aproximou nas costas do sofá que eu estava sentada se debruçou me acarisiou é disse "vem no quarto aqui comigo."
(Meus irmãos estavam sentados no chão vidrados na TV) Então ele me pegou no colo e me levou para o quarto onde ele dormia com a minha cunhada. Ali ele me acarisiou me tocou "Transou." Eu não fiz nenhum movimento fiquei parada na minha cabeça só passava nuvens escuras querendo saber pq meu irmão estava fazendo isso comigo. Quando ele terminou eu vi que havia saindo um líquido vermelho de mim entrei em desespero.. Foi quando ele disse bem baixinho no meu ouvido, Vai no banheiro e se limpa e volta aqui eu fiz exatamente oque ele falou. Após me limpar ele estava com minha calcinha na mão e falou joga isso no lixinho do banheiro e disse a seguinte frase " Não conte isso que eu fiz com vc pra mãe, se vc contar a mãe vai ficar muito brava." E assim se passaram 7 anos onde eu já sabia que tudo aquilo que ele fez era errado. Após esses 7 Anos minha mãe se casou com o cara que de vez em quando ela saia... Foi onde nós nus mudamos... Mais como sempre de costume meu irmão mais velho sempre morando próximos de nós. Era definitivamente um imã. Quando fiz 12 Anos foi onde eu vi que não aguentava mais vive com aquilo sozinha eu contei, Contei tudo não deixei nada pra traz. Minha mãe ficou furiosa queria fazer qualquer coisa pra punir... graças A Deus minha mãe me escutou e escutou meu padrasto que não adiantaria ela fazer qualquer coisa que mais pra frente poderia prejudicar nossa família. Naquele momento me senti aliviada mais ao mesmo tempo com medo pois não sabia oque minha mãe seria capaz de fazer.  
passou 1 ano e minha mãe não ia mais na casa da minha cunhada (Minha cunhada sem saber oque estava acontecendo). proibiu eu e meus irmãos e meu padrasto de ir lá.  Onde meu irmão morava era na mesma calçada que morávamos. Eu sabia  que era doloroso para meus irmãos, para minha mãe até mesmo pra minha cunhada passarmos na rua na mesma calçada e não poder falar um "Oi." Foi onde eu vi que aquilo tava corroendo minha mãe e pedi pra ela deixar o orgulho e a magua de lado e ir até lá colocar um fim nisso tudo é voltarmos ser uma família, resolvi deixar meu orgulho minhas feridas resolvi colocar um tampão em cima das minhas cicatrizes... tudo pra ter minha família de volta! Dito e feito. Voltamos a nós falar um frequentar a casa do outro... Até eu ficar doente, minha mãe trabalhando e meu padrasto tbm, minha mãe não sabia com quem deixar os filhos resolveu deixar eu e meus dois irmãos na casa da minha cunhada... Eu muito frágil com febre deitada no quarto da minha cunhada meia sonolenta percebi que meu irmão mais velho entrou, no quarto e novamente aquele pesadelo voltou ACONTECER!!!  :/ :/  
Mais dessa vez eu sabia oque era aquilo eu sabia que eu não podia permitir que tudo aquilo acontecesse novamente... então eu comecei a chorar fazer escândalo para que assim eu conseguir chamar atenção de alguém... consegui chamar meu irmão mais novo no quarto... meu irmão mais velho saiu de imediato do quarto... então esperei minha mãe  chegar do serviço e passar lá pra pegar eu e meus irmãos. E novamente guardei isso dentro de mim.. me afastei dele sem dar explicações ou falar nada pra ngm e nem o pq! Hoje eu moro em um bairro longe dele, não tenho muito contato com ele tenho mais contato com minha cunhada. (A admiro muito e tenho ela como Irmã).Hoje minha mãe se culpa por ter acontecido isso comigo... Mais eu não a culpo minha mãe ela fez tudo oque estava ao alcance dela. Sabe no fundo no fundo eu não sinto ódio do meu irmão acho que nem magua... Mais é doloroso lembrar dessas cenas das palavras e quando eu vejo eu tô me desmanchando em lágrimas.
Mais eu sei que tudo nessa vida tem um sentido. E isso que passei eu levo como uma lição é  doloroso, sim é! Mais é essa dor que me faz querer viver e seguir em frente pela minha mãe e pelo meu irmão mais novo eles são minha base minha motivação de querer ser sempre uma pessoa  melhor a cada dia... Fudo é por  eles.
Só as perguntas que ficam no ar e que até hoje procuro respostas.
por que ele fez isso ?
Eu merecia isso ?
Ele é meu irmão por que ? por que ?
essas perguntas que atormentam.
0 arrasou
Sofia B. . 1 sem
Meu Deus, infelizmente não estou sozinha nessa.
Quando eu tinha 6  anos dois irmãos meus de 9 anos me abusavam, eles diziam que era uma brincadeira, diziam pra eu tirar a roupa e ficar sentando no colo deles, e eu fazia, não sentia nada, pensava que só era uma brincadeira mesmo. Também foi nessa época que eles meio que começaram a fazer bullying comigo, me chamavam de gorda, baleia, falavam mal do meu cabelo cacheado, qualquer coisa me batiam, inclusive já me chutaram na frente de uma amiga que estava visitando minha mãe. Isso foi durante um ano todo, sempre que a gente ficava sozinha em casa, eu até lembro que nessa época minha mãe e minha irmã mais velha viajavam muito, e eu sentia um meio desespero por elas me deixarem só. Mas eu só me dei conta que era algo realmente errado quando meus irmãos chegaram com um amiguinho deles, ficaram um tempo na porta conversando, e do nada saíram e deixaram o amigo dentro de casa, que veio atrás de mim, me jogou no chão e sem mais nem menos me abusou ali. Me senti tão podre. Então depois de alguns abusos eles de repente pararam.
E só depois dos 10 anos que eu tive consciência que era um abuso sexual, e eu me senti tão podre, não bastava eu ter sido estuprada com 6 anos, ainda foi com dois irmãos meus, e eu fazia aquilo, acreditando que era brincadeira, me senti tão podre.
Então quando eu tinha 11 anos, eles voltaram a fazer coisas estranhas, ficavam acariciando minhas coxas, meu joelho, eu queria vomitar, e eu mandava parar, e eles me xingavam, me chamavam de fresca, e até minha mãe não entendia e achava que eu tava exagerando. E nessa época eu descobri a auto-mutilação, e vi lá uma saída, uma dor que me fazia esquecer tudo, que me fazia feliz, me distraía daquele inferno, e eu não queria chamar atenção, não queria ajuda, nada, e também não sabia que era mal visto pelas pessoas, não fazia questão de esconder, pra mim era só meu remédio e alívio, por que esconder?
Ah, e eu chorava tanto, dia e noite, lembrando do passado, e do presente, com eles rindo, me xingando, e tudo mais, e quando eles sabiam que eu estava chorando ou me cortando, eles riam, zombavam e provocavam, gritando pra todo mundo ouvir, e era tão humilhante, tão triste. Minha mãe via aquilo e não fazia nada, ela não batia, não gritava, e meu avô então... pra ele os dois eram dois diamantes intocáveis. A única que tentava me proteger era minha irmã, que brigava com eles, por ser a mais velha, ela tinha mais autoridade. Só depois de muito tempo que minha mãe e irmã perceberam os cortes, e mandaram eu parar, infelizmente não perguntaram muito, só me fizeram prometer que ia parar, pois eu já tinha me viciado. E eu parei, pois eu prometi.
Com 12 anos eu não aguentei, e contei pra minha irmã, ela era a única que me protegia dele, só confiava nela, e nós duas choramos juntas, abraçadas. Depois, ela contou pra minha mãe, e minha mãe chorou, mas não falou nada comigo, mas também não tomou nenhuma atitude. Tipo, "minha filha foi estuprada pelos próprios irmãos, que triste, mas não vou fazer nada". Nunca senti tanta decepção na minha vida. Eu realmente esperava mais dela. Mas foi igual quando eles me batiam e xingavam... ela não fez nada. Enquanto isso, minha irmã estava ainda mais protetora comigo, não deixava de jeito nenhum nós dois sozinho, mas quando acontecia, ela sempre mandava eu ir pra casa da minha avó, e quando voltava, perguntava se eles tinham feito algo. Acho que é por isso que até hoje, com 16 anos, eu confio nela pra contar qualquer coisa, independente da área ou assunto, eu realmente confio nela.
E bem, com 14 anos decidi perdoar meus irmãos, porque estava cansada do ódio e rancor, eu realmente perdoei, e eles mudaram, nunca tentaram nada, e nem me machucaram ou dirigiram ofensa, e agora que eles estão em outro estado, são ainda melhores, parecem verdadeiros homens com coração mudado. Também perdoei minha mãe, não gosto de guardar coisas ruins do passado.
Mas infelizmente ainda penso nessas memórias horríveis, e sempre sinto tristeza e nojo, é algo que realmente nunca vai me deixar, foi a primeira vez, e ainda foi incesto, não tem como deixar pra trás. Espero um dia deixar isso pra trás completamente, ainda sou jovem, não quero viver minha vida toda com medo de ter um relacionamento, e perder o amor.
0 arrasou

Sua resposta AQUI

Que bom que vai responder!! Só lembrando que estamos aqui para realmente AJUDAR outras pessoas, então pense nisso! Obrigada! :)
relacionamentosexoautoestimabelezaestilotrabalhoentretenimento
Resposta atualizada
🙋 Editar resposta 🙅 Excluir resposta 👀 Ocultar resposta 👀 Republicar resposta 😠 Denunciar resposta 😠 Remover denúncia
...