Daniel Bovolento

Carioca residente em São Paulo, sou um desses caras que você encontra na rua e nem imagina o que tem por trás. Acredito pra caramba no amor e nos babacas, no poder revelador da cerveja e nos conselhos que dou. Sou um “jornalista de comportamento” em mesa de bar, publicitário, botafoguense por amor e canalha romântico. Falo mais sobre relacionamentos do que a maioria das pessoas porque aprendi que tudo na vida se baseia neles. Tudo mesmo, preste atenção e você vai perceber que eu não minto quanto a isso. Escritor há alguns anos, pondero diariamente sobre os relacionamentos de hoje em dia, sobre o sexo e sobre o nosso comportamento. Divido minha visão com os leitores no Entre Todas as Coisas, no Casal Sem Vergonha, no Área H e agora no Superela. Apesar de amar a psicologia, eu não sou psicólogo. Eu sou aquele seu amigo que tá vendo a história de longe, que não está influenciado só pelo seu lado ou pelo do outro e que vai poder dar uma visão diferente do que as suas amigas geralmente dariam. Vou te dizer se ele sente alguma coisa por você ou se só quer te comer, te mostrar que o que ele chama de tempo de espera, eu chamo de enrolação de 7 anos pra assumir um namoro. Vou te mostrar que a maioria das pessoas é confusa e só precisa de uma visão compreensiva de fora. Te mostro, mas não garanto que não vá doer. Geralmente dói, mas faz um bem danado. E eu tô aqui pra te ajudar a passar por isso. Porque você não tá sozinha no mundo quando sente algo por alguém. Ninguém está. A gente só precisa de alguém que nos mostre isso. Prazer, sou eu.