Eduarda Costa

Advogada desconfiada de leis, sou uma libriana cheia de borboletas no estômago que às vezes me impedem de colocar os pés no chão. Acredito no poder da empatia e escrevo por aí em busca de companhia para as minhas palavras que insistem em precisar de uma segunda opinião. Tenho fobia de sapos, vodca com energético e gente que não muda de opinião. Fora isso, acreditem, eu não tenho medo de nada não.