Livia Torres

Sempre tive a pretensão de escrever, mas raramente o fazia. Passei a escrever para inspirar e divertir as pessoas. Me impulsionei também por querer ser a razão de fazer um sorriso se abrir ou fazer uma lágrima brotar, assim como eu fico quando consumo arte.