Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

O machismo é tão comum na nossa sociedade que é ingênuo achar que ele não está presente no mercado profissional – porque está. A questão é como combater o machismo no ambiente de trabalho sem afetar a nossa carreira, afinal, os tempos são de crise por aqui e ninguém quer nem sonhar em ficar desempregado.

Será que é possível fazer isso sem criar brigas e desconfortos no escritório? Com certeza. A questão é como isso é feito. Muitas vezes, o machismo se mantém firme nesses ambientes porque nós mesmas colaboramos com ele, nos mantendo caladas e aceitando situações que são desfavoráveis para nós. Um exemplo são as piadinhas sobre ser mulher daquele colega de trabalho que ouvimos todos os dias – a gente meio que ‘aceita’ para não gerar um climão no escritório e fica guardando esse ressentimento.

Como o objetivo é criar espaços em que homens e mulheres sejam vistos como iguais, a gente também precisa inserir essas mudanças no espaço profissional, onde a diferença costuma ser tão gritante. Para fazer isso, você pode seguir as dicas abaixo:

1.Peça aquele aumento

As mulheres são desencorajadas a pedir aumentos porque acreditam que não vão consegui-lo, tanto porque não se sentem tão capazes quanto os colegas homens, quanto pelo julgamento de não ser ‘feminino’ pedir por um aumento de salário. As mulheres ficam em desvantagem e aceitam continuar trabalhando sem receber a remuneração apropriada. Se você conseguiu resultados legais na sua empresa, se é uma funcionária de destaque, valorize o seu trabalho e peça o aumento. Pode ser que você não receba essa grana a mais por motivos diferentes, mas esse movimento já coloca você em um patamar mais alto e aumenta as chances de você ganhar o mesmo que os homens – afinal, é comprovado que a gente ganha menos só por ser mulher.

2.Mandar CV para aquela vaga

Existem estudos que provam o quanto as mulheres se sentem menos confiantes do que os homens no mercado de trabalho. Uma forma de combater o machismo nesse ambiente é melhorando a sua autoestima e o valor que você dá para o próprio trabalho. Você pode fazer isso mandando currículos para vagas que você acha que não é qualificada para fazer. É óbvio que você precisa se encaixar no perfil procurado pela empresa – não adianta fazer uma aplicação para um trabalho de CEO em finanças se você é veterinária. Mas crie o hábito de confiar na sua experiência e na sua capacidade profissional e pare de boicotar as suas chances só porque os outros a fizeram acreditar que você não pode ou não é capaz.

3.Fale quando você discordar com o seu colega de trabalho

Mansplaining e manterrupting é muito comum no ambiente de trabalho – acredita-se que os homens dominem 75% das reuniões de trabalho por esse e outros motivos. E se você sente que está acontecendo, muito provavelmente isso não é coisa da sua cabeça. Se um colega interrompeu a sua explicação ou se disse alguma coisa errada, você está no seu direito de falar a real e dar a sua perspectiva do assunto. O truque é fazer isso com educação e profissionalismo, nada de levantar a voz, brigar ou discutir durante uma reunião de trabalho.

4.Faça perguntas para outras mulheres

As mulheres são desvalorizadas no mercado de trabalho, e uma maneira de começar a reverter isso é ir atrás delas para buscar experiências e dicas. Você pode, por exemplo, ir atrás de uma mentora na sua área ou ainda pedir ajuda de outra mulher em um projeto que normalmente seria dominado pelos homens. Isso não só valoriza o trabalho dessas pessoas como passa uma mensagem para os seus colegas de trabalho da competência feminina na área de atuação.

5.Ajude outras mulheres no trabalho

A rivalidade feminina é real, e assim como nos relacionamentos, no ambiente de trabalho ela fica muito palpável. Combater o machismo é ir na contramão desse movimento e existem diversas maneiras para fazer isso: mentorar uma estagiária da sua empresa, fazer uma reunião ou um evento focado apena nas mulheres do seu setor, incentivar as mulheres a trabalharem em equipes… Essas pequenas ações colaboram para um ambiente de trabalho mais feminista, a partir do momento que ela tira de cena essa competição entre as mulheres, para ajudar todas a crescerem igualmente.

 

Vale lembrar que combater o machismo é um ato feminista porque pretende colocar homens e mulheres em pé de igualdade no ambiente de trabalho. Existe uma diferença enorme na forma como as mulheres e os homens são tratados no mercado profissional, e são pequenas ações do dia a dia que nos ajudam a mudar essa mentalidade.

Imagem: StockSnap


Você já precisou combater o machismo no ambiente de trabalho? Conte a sua experiência respondendo a pergunta abaixo:


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)