Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Se tem uma coisa que me faz revirar os olhos até enxergar pela nuca são aqueles posts estilo revista feminina sobre sexo. Dicas pra enlouquecer um homem na cama (bocejo). Técnicas pra deixar ele doidinho (oi?). Artigos que vivem propagando esse padrão: só o homem verdadeiramente sente prazer no sexo, e a mulher deve aprender tudo que for possível pra agradá-lo.

Dar prazer pro parceiro ou pra parceira é bom? Nossasinhora! Se é! Delicinha, mó gostoso, tudo de bom. Mas e você, gata? Já parou pra se perguntar se você se sente confortável em usar as dicas mirabolantes e se pendurar no lustre? Sua motivação ao tentar “acender o fogo perdido da relação” envolve a si mesma ou é só pelo outro?

Sabe como se enlouquecer na cama? O que gosta, como gosta, onde gosta, quando gosta? Tem um macetinho supimpa pra te fazer gozar rapidinho? Manja dos paranauê de se excitar, sentir ondas e ondas de prazer por todo seu corpo? Consegue pedir por aquilo que você quer unapologetically (sem vergonha, sem culpa, sem sentir como se estivesse ofendendo alguém)? Respeita seu tempo (e o tempo da sua vagina), seu corpo, sua libido, seus sentimentos, suas vontades?

Vem cá, vamos pensar um pouquinho em como viver sua sexualidade toda plena, diva e se enlouquecer na cama!

Dicas para se enlouquecer na cama

1. Tenha pensamentos gostosinhos sobre sexo com mais frequência

Oh, yes. Pense em formas de trazer mais sensualidade pro seu dia a dia. O que te faz pensar em sexo? Como você pode criar momentos pra alimentar sua libido?

Muitas mulheres procuram meu atendimento individual por não sentirem vontade nenhuma de transar ou se tocar sozinhas. Tudo começa na mente: os estímulos que você recebe, a qualidade dos pensamentos que tem em relação a si mesma, em relação ao seu corpo, sua sexualidade, suas vontades… Imagine, fantasie, leia sobre o tema. Pense gostosinho sobre sexo.

2. Comece a se preparar muuuito antes

Sim, o tesão da mulher é elemento água, como trabalhamos no Tantra. Ele esquenta com mais lentidão, mas continua fervendo por hooooooras. Prepare-se pro sexo: traga a consciência pro seu corpo, toque-se, excite toda sua pele. Prepare o ambiente. Escolha uma playlist com músicas delicinha. Acenda velas, se isso te faz entrar no clima. Tome um banho pra ficar bem relaxada. Respire.

Essa preparação vai ser diferente pra cada mulher. Note que eu deixei de fora essa história de se-maquiar-depilar-escolher-lingerie, porque a preparação do seu mundo interno é MUITO, mas muito mais importante do que esses padrões estéticos que mais aprisionam do que te acrescentam algo de bom.

3. Aprenda sobre seu próprio corpo

Na prática. Estude sua anatomia. Você consegue ter uma imagem mental clara de toda sua vulva? Tem noção que as representações anatômicas do sistema reprodutor feminino SEMPRE vem erradas?

Te explico. Nossa vagina nunca está aberta, dilatada e pronta pra ser penetrada. Pelo contrário. Entenda mais sobre seu próprio tempo. Algo em torno de 30 minutos costuma ser o necessário pra toda a região pélvica ser irrigada por sangue e você conseguir excitar-se plenamente. Inclusive com você mesma. Toque todo seu corpo, descubra novas zonas erógenas.

4. Pare de encarar a masturbação como algo “menor” que o sexo a dois

Pelo amor da Deusa: seu momento mais pleno de conexão com você mesma é incomparável a compartilhar isso com outra pessoa. Tocar-se não é atestado de desespero, falta de pica nem nada do gênero.

É um momento incrível de conexão consigo mesma. Sua chance de aplicar a dica anterior, aprender, explorar, conhecer-se. Entender tudinho sobre como você funciona sexualmente e ter muito, mas muito prazer na sua própria companhia.

É tão importante quanto rala e rola com outra pessoa. Na minha concepção, essencial pro seu autoconhecimento e felicidade. <3

5. Encontre sua voz

Sabe todo esse processo de autoconhecimento, entender seu corpo, se descobrir? Tão importante quanto vivenciar ele é conseguir falar sobre ele com quem divide a cama (ou a pia, a mesa, o carro, a bancada) com você. Expressar seus desejos e vontades, suas preferências. Aprender a dar importância pro que você gostaria de experimentar sexualmente e assim se enlouquecer na cama.

Sem exigir, nem brigar, mas sim aprendendo a negociar. É preciso trabalhar a vulnerabilidade desse espaço de falar sobre si e abrir-se pra quem está com você. E eu entendo perfeitamente como pode ser desafiante.

Mas a recompensa é sexo incrível-de-maravilhoso, vale totalmente o esforço. 😉

6. Cure os traumas do passado (os trauminhas e traumões)

Um número altíssimo de mulheres já esteve em alguma situação de abuso sexual. É preciso entender que você não está sozinha, que é possível curar-se e viver inteira na sua sexualidade.

Até mulheres que nunca sofreram algum tipo de violência, carregam a memória celular de traumas de suas ancestrais, além de padrões e sistemas de crenças que definitivamente não colaboram com seu prazer.

Procure ajuda no que faz sentido pra você, em alguma profissional com quem se identifique verdadeiramente (seja uma Sex Coach, psicóloga, terapeuta tântrica, thetahealer…)

7. Ame-se como se esse fosse o seu trabalho (porque é)

Amar a si mesma está nas pequenas ações do dia a dia. No autocuidado. Nas palavras e pensamentos que você nutre em relação a si mesma. Não é algo isolado, uma decisão que você toma e pronto.

É um processo lindo, cheio de altos e baixos, que precisa da sua atenção (e ação) todos os dias.

8. Ame sua vagina

Do jeitinho que ela é. Respeitando seu tempo, cuidando da sua saúde, parando de usar essas porcarias químicas de protetores diários, sabonetes líquidos que dizem controlar seu pH mas na verdade fodem com ele… Lave ela com água. Experimente o coletor menstrual pra ver se você se adapta. Alimente-se do que faz bem pra ela (comidinha de verdade, verdes, frutas). Durma sem calcinha. <3

9. Faça pompoarismo POR VOCÊ

Durante uma palestra em que falei bastante sobre os benefícios do pompoarismo pra mulher, várias participantes vieram falar comigo depois que nunca tinham visto alguém falar sobre pompoar sem o foco no prazer que isso poderia dar pro homem.

Aprenda por você. Pela sua saúde, seus orgasmos, até sua longevidade.

10. Aprenda a dizer não

Mais importante que o seu sim, é o seu não. Você não deve sexo à ninguém. Se não se sente confortável com alguma prática sexual, diga não.

Uma mulher que sabe impor limites é uma revolução por si só.

11. Limpe seus padrões de culpa e vergonha

Dois sentimentos tóxicos que mais atrapalham sua plena realização sexual: culpa e vergonha. Trabalhe esses padrões com uma terapeuta de sua confiança. Desate os nós que ainda te aprisionam em velhos padrões de comportamento que já não te servem.

Isso não é sair por aí liberando geral e fazendo todo tipo de coisa. Pra cada mulher, vai se traduzir em um atitude diferente. Pra algumas, é conseguir fazer sexo com a luz acesa. Pra outras, é fazer algo que sempre quis, mas nunca teve coragem.

12. Liste todas as suas fantasias

Todas. Das mais simples até as mais impossíveis, só pra se nutrir. Pode ser que você nunca sinta vontade de realizá-las, ou que queira riscar cada um dos itens… mas liste. Permita-se viver sua imaginação sem limites.

13. Deixe o vibrador na gaveta (pelo menos por hoje)

Acessórios são secundários. A indústria de produtos eróticos tem um marketing muito forte nesse sentido, tanto que quando começo conversas sobre empoderamento sexual logo logo tem alguém falando de comprar vibrador.

Ter prazer com você mesma, experimentar sensações novas que consiga causar por si mesma é bem mais incrível do que ter um rabbit.

Claro que você pode ter uma coleção inteira de vibradores. Mas entenda que na verdade não precisa de nenhum deles.

14. Priorize o seu conforto

Faça aquilo que você deseja fazer, da forma como se sente à vontade pra fazer. Não force. Não tolere. Priorize seu bem estar, seu conforto com a situação.

15. Entenda o que o sexo significa verdadeiramente pra você

Uma das mais importantes: o que você realmente está buscando quando busca sexo? Alívio rápido? Relaxamento? Conexão? Elevação espiritual? Prazer? Amor?

Tem coisas que uma relação sexual pode sim gerar: conexão, prazer, elevação espiritual, alívio rápido… Mas amor, só você pra criar na sua vida.

Tenha clareza no que busca na sua sexualidade hoje, e se está encontrando o que quer.

16. Pratique. Pratique. Pratique.

Teoria é legal? Claro. Mas viver a plenitude da sua sexualidade é uma questão de prática. De entrega. De autoconhecimento. Então, pratique.

Sem essa desculpa de “não tenho ninguém pra praticar comigo”, porque já vimos que a peça chave pra isso funcionar é você mesma, gata.

17. Entenda que chorar e dar gargalhada são reações mega comuns durante o sexo e orgasmo

Vááárias mulheres já me perguntaram sobre isso. Super natural. Essa história de que mulher sentindo prazer é só essa que geme que nem atriz pornô e se contorce toda é extremamente limitante. Tem quem chore, tem que ria, tem quem fique completamente solta e relaxada (veja alguns efeitos do orgasmo aqui).

18. Saiba que sua sexualidade é única

Talvez essas dicas façam sentido pra você, e ótimo, fico muito feliz quando o que escrevo ou digo ajuda alguém. Mas talvez nada disso te acrescente em nada, e isso é maravilhoso.

Só você pode descobrir as dicas infalíveis pra se enlouquecer na cama. Não vai ter príncipe encantado pica das galáxias pra magicamente te dar todos os orgasmos possíveis.

19. Seu prazer = 100% sua responsabilidade

A dica mais importante para se enlouquecer na cama. É muito fácil querer culpar o outro, a criação, os traumas passados… mas vivemos em uma era de informação, onde artigos, programas online, livros… todo tipo de coisa que pode te ajudar a viver plenamente seu prazer estão à um clique de distância.

Existem terapias de todo tipo. Depende de você tomar o caminho da auto-responsabilidade, como criadora da sua realidade. Essa é uma verdade que muitas mulheres podem interpretar como dura demais, mas a verdade é que ela é totalmente libertadora.

“Ah, mas você não entende, ele não faz nada pelo meu prazer…” Bom, infelizmente isso é comum né, ele está priorizando o prazer dele. Quando você vai priorizar o seu e não aceitar mais esse tipo de situação na sua vida?

Não nego tudo que já aconteceu em opressão a mulher e castração da nossa sexualidade durante todos esses anos. Mas hoje, a única pessoa que pode verdadeiramente mudar isso e construir uma nova realidade é você.

20. Invista em você

De verdade. Até financeiramente. Compre os livros que gosta, assista os filmes que você gosta. Passe tempo de qualidade consigo mesma. Invista em uma sessão de massagem relaxante, reiki, thetahealing, coaching, ou qualquer outra coisa que te faça bem!

Sua sexualidade agradecerá, tenha certeza.

21. Use camisinha.

Questão de saúde, respeito ao seu corpo e amor próprio. Goes without saying, né? Fiz um texto sobre isso aqui.

22. Medite

Juro, não é só pra pessoas super espiritualizadas, nem só pra quem tem uma religião. Meditação é essencial pra uma vida equilibrada. É observar seus próprios pensamentos, mergulhar diariamente no seu mundo interno.

Sabe quando tá no meio do sexo e começa e pensar em um monte de coisa, sem conseguir se concentrar nas sensações no seu corpo?

Meditando você enfrenta esse desafio todos os dias. Quanto mais praticar, mais vai conseguir estar verdadeiramente presente em suas relações e deixar ir os pensamentos aleatórios que aparecerem.

23. Trate sua sexualidade com a atenção e seriedade que ela merece

Eu adoro brincadeira, piadinha. Amo gente com bom senso de humor, que sabe rir de si mesma. Mas sexo é mais que isso. É uma área da sua vida com o maior potencial de trazer transformação (reduzindo stress, trazendo todos aqueles hormônios de felicidade e bem estar, entre outros benefícios incríveis), então, leve isso a sério. <3

24. Inove, invente, se jogue

Muito além de usar uma lingerie nova, experimente uma postura nova. Postura, mesmo, atitude. Se você acreditasse que todo seu corpo é uma fonte inesgotável de prazer e satisfação, como agiria? Como se relacionaria?

Se conseguisse entregar-se ao momento, a si mesma, viver sua verdade…

Se jogue em novos paradigmas sobre sexo. Inove nas formas e locais onde se toca. Invente suas próprias posições sexuais.

25. Pare de consumir (e se comparar com) pornografia

Só essa dica já dá um artigo inteiro de mais de mil caracteres. Pra resumir, te deixo com um questionamento: como você viveria o sexo se nunca tivesse visto pornô? Como se sentiria em relação a si mesma, sua vulva, sua vagina, seu sexo, sem essa referência?

Além de ser feita exclusivamente para o prazer masculino, o mainstream da pornografia traz mulheres que NÃO ESTÃO REALMENTE SENTINDO PRAZER. Por isso o nome é atriz pornô, e não fodedora pepeca das galáxias que tem orgasmos múltiplos.

Ah, mas e o pornô feminista? Eu achava que essa era uma solução bacana. Mas depois de ver uma mulher no episódio 2 da série Turned On da Netflix, gravando com a famosa Erika Lust, se sentindo totalmente desconfortável, reclamando que sentiu muita dor com a penetração… e ver que ninguém acolheu essa mulher, eu não consumo e nem encorajo que qualquer pessoa consuma pornografia. Exercitar nossa própria criatividade pode ser desafiador no começo, mas as recompensas são inúmeras!

Imagem: Pexels

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha

@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)
Recomendado para você...