O que você procura?

Desde que comecei a me descobrir como mulher, lá pelos quinze anos, me considero alguém com uma autoestima razoável. Nem todos os dias foram bons, passei por distúrbios alimentares, depressão, crises de identidade e uma jornada dolorosa, mas cheia de conquistas, rumo ao olhar para o espelho e gostar do reflexo.

Entretanto, tudo isso foi questionado em meio uma sessão de terapia, quando li o seguinte trecho (de um livro que devorei durante uma insônia provocada por uma bad intensa e profunda – culpa do fim de um relacionamento, desculpem o clichê):

“Todos os dias vemos homens que são amáveis, adoráveis e respeitadores com suas esposas e namoradas. Essas mulheres são as mais bonitas? Não usualmente. Elas são as mais inteligentes? Dificilmente. Mas elas possuem uma qualidade tão rara e valiosa que os homens não tem escolha a não ser notar… Elas gostam delas mesmas. Elas têm orgulho das suas conquistas. Elas percebem que um homem soma a sua vida, mas não é a sua vida. Sua linguagem corporal e palavras transmitem a mensagem: ‘Eu espero ser bem tratada. Se você não me respeitar, eu vou deixar você ir (não importa o quanto eu te amo)’. Porque elas se respeitam, seus parceiros às enxergam como a pedra mais preciosa do universo” – PARIKH, Monica e HARTSTEIN, Aimee – Come Here, Go Away (Tradução livre minha)

No momento em que terminei de ler o parágrafo, olhei para minha terapeuta e soltei uma descoberta que parecia estar guardada há muito tempo: eu não gosto de mim.

mulherão foda 6

E isso foi algo tão terrivelmente aterrorizante de admitir, que precisou sair como uma confissão desapercebida para que eu começasse a processar. Porque, ao meu ver, eu tinha feito exatamente tudo o que os manuais de autoajuda e autoestima tinham me recomendado. Eu procurei referências de beleza que se encaixavam no meu biotipo, encontrei meu estilo pessoal, ia sozinha ao cinema sem me preocupar com o que os outros pensariam, desisti de parecer a Adriana Ambrósio, comecei a me empoderar e a desconstruir os padrões de beleza pregados pela sociedade. Eu até seguia os conselhos que dava para as minhas amigas!

Não me interprete mal, o foco aqui não é “se gostar para o macho te achar incrível”, mas sim qual a razão mágica e insistente de ainda não gostarmos de nós mesmas (entrarmos em relacionamentos abusivos, dependentes e completamente desestruturados emocionalmente, é só um dos reflexos)?

Sabe o que é? A gente se conformou a declarar que temos uma boa autoestima no momento em que olhamos nosso reflexo no espelho e gostamos dele. Mas e quanto ao reflexo da nossa alma? Em algum momento a gente aprendeu a se importar com o que os olhos não podem ver? Sinceramente, acho que não.

Autoestima vai muito além de como gostamos da nossa nova foto de perfil, tem a ver com a percepção de valor que temos (de nós mesmos) como ser humano. Se você pudesse dar uma nota para a pessoa que é, qual seria?

mulherão foda 4

Ultimamente venho vendo as mulheres do meu Facebook comentarem em postagens de outras mulheres a maravilhosa expressão “QUE MULHERÃO DA P*RRA” e acho incrível a maneira como estamos nos empoderando. Mas o que faz você coroar sua amiga com esse adjetivo tão maravilhosamente deslumbrante? Aposto que não tem só a ver em como ela estar gata na selfie.

O que é ser uma mulherão foda?

Existem diversas razões pelas quais eu acho minhas amigas mulherões, mas o aspecto físico delas pouco contribui para o veredicto final. Tem muito mais a ver com garra, determinação, conselhos que elas me dão durante um jantarzinho, comentários inteligentes, desconstruções que começaram com uma ideia vinda delas, a maneira como enxergam o mundo.

E quando eu comecei a me confrontar sobre como construir uma autoestima genuína, fui investigar o motivo pelo qual não conseguia me admirar o tanto que admirava essas mulheres. A estruturação do conceito passava antes pela alma de cada uma delas e como essa, ao meu ver, era linda.

Indo muito além do típico “você precisa se amar”, a gente precisa se curtir, se admirar, ser apaixonada por correr atrás dos nossos sonhos, criar e viver num mundo que faça os nossos olhos brilharem, ter gratidão por ser quem somos, ser uma pessoa do bem. E sem precisar de alguém para comentar isso num post seu. Entende a busca por se tornar um ser humano incrível para você mesmo?

Isso só acontece com a gente dando uma boa olhada em quem somos por dentro. Nossos defeitos, podres, desvios de caráter, qualidades, pontos fortes. Do que você não gosta? É desse orgulho que fica escondido nas mensagens que demora para responder? É a mania de mentir ao aumentar as histórias e sempre se complicar vez ou outra?

mulherão foda 3

Tem muita coisa que eu não gosto em mim. E elas não saem com dieta ou roupas novas. Muitas delas são dolorosas e me fazem lembrar de pessoas e situações que me deixam desconfortável.

Além disso, existem as mentiras que nossos coleguinhas de escola, chefes, aquele namorado da adolescência e os adultos da nossa infância nos fizeram acreditar, mesmo que inconscientemente. Aquele sentimento de inadequação, “não ser boa o suficiente”, juntos do medo velado e constante estão sempre lá, na grande maioria muito bem camuflados.

Também tenho muitas mentiras nas quais fui ensinada a acreditar. Elas viraram sofismas (quando uma coisa parece ser verdade, mas não é) que definiram meu modus operandi, sem que nem me desse conta. Foi necessário um olhar clínico (literalmente) para apontar o que só eu ainda não enxergava. Sabe a sensação de que algo está fora do lugar, mas você nunca consegue descobrir ao certo o que é? Então. Você não tá sozinha.

mulherão foda 2

Tudo isso precisa e pode ser resolvido. Por isso comecei a fazer terapia, tenho amigas com quem posso me abrir sem ser julgada, leio e pesquiso muito sobre minhas questões, tô aprendendo que não preciso ser perfeita para que as pessoas me amem. Não é sempre que eu consigo, mas sinto que a cada dia que passa posso falar com mais confiança que tenho uma boa autoestima, por completo e de verdade.

Se conhecer melhor (nas três esferas que nos compõem: corpo, alma e espírito), entendendo nossas demandas e investindo em descobrir quem somos de verdade, é a maior prova de amor que podemos nos dar.

Amar quem você é por fora e estar em paz com quem você é por dentro, são os ingredientes certos para o amor próprio completo. Uma coisa ajuda a outra, traz equilíbrio, sentido e propósito. Mas não é algo imutável, durante toda a vida a gente vai estar em ajustes, mudanças, melhoras e descobertas. Vai doer em muitos momentos. Mas a forma como a gente encara essas quebras faz toda a diferença.

mulherão foda 1

Essa autoestima holística (acabei de inventar esse termo, favor não copiem antes de eu registrar) também previne a gente de entrar nas furadas do coração. Entendemos nosso valor de forma genuína. Não nos rebaixamos ou aceitamos migalhas, muito menos permanecemos em situações desequilibradas. Com as tretas da alma sendo resolvidas, criamos o senso claro do quanto merecemos amor, atenção, cuidado, respeito, companheirismo, completude de sentimento e todas aquelas coisas do pacote de relacionamentos saudáveis. Sem mais pessoas tóxicas.

Para respirar aliviada, é importante lembrar que não é seu trabalho ser admirada por todo mundo, mas é seu trabalho ser admirada por você mesma. Seja o seu próprio mulherão da p*rra, porra.

 


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)