O que você procura?

Uma das minhas maiores frustrações quando adolescente era não ser popular como nos filmes que eu via no cinema. Sempre achei que não tinha amigos o suficiente e que não era uma das pessoas ‘legais’ do colégio. Pelo contrário, eu era do time das estranhas, que passava o recreio lendo mangás e usava óculos fundo de garrafa e aparelho nos dentes.

Entender como ser popular (e  me tornar de verdade) era o meu sonho, porque, na teoria, era a única forma de eu ser feliz e não me sentir tão excluída de tudo o que a vida na escola poderia oferecer: amizades, festas, namorados e o que mais eu achava importante naquela época. Corta a cena e, com quase 30 anos nas costas, eu percebi que nem eu, nem as outras pessoas que conheço, desistiram dessa ideia.

A popularidade ainda aparece o melhor caminho para a felicidade. É como se a gente tivesse saído da escola, mas a escola não tivesse saído da gente. Seja nas redes sociais, entre os nossos amigos ou então no ambiente de trabalho, ainda queremos ser as melhores, as mais importantes, ou no mínimo, as mais reconhecidas de alguma maneira. É a tal busca pela aceitação: ainda queremos ser aceitas pelos demais, amadas, mesmo que isso seja apenas no número de seguidores do Instagram.

Se você discorda de mim, tenho algumas provas de que todo mundo quer saber como ser popular, olha só:

1.As redes sociais são o maior índice de popularidade

O Instagram é a maior prova disso. Parece que quantos mais seguidores você tem, melhor você é. É uma busca constante pelos números. Quanto mais seguidores você consegue, mais amada você é pelo público, mais famosa você é e melhor é a sua vida (afinal, imagina o tanto de coisa que você vai ganhar por causa disso!).

2.A gente ainda compete muito umas com as outras

Essa competição tem muito a ver com a nossa autoestima e o tal padrão de beleza. A gente tem amigas lindas, mas ainda sente que precisa ser mais bonita do que elas. A gente compete, sente inveja, queria ter o que os outros têm e não entende porque não fazemos tanto sucesso com os homens como aquela outra mulher do nosso grupo. É, sim, uma busca constante por tentar perceber que é amada.

3.Todo mundo sente que está ‘para trás’ em algum momento

Você conhece essa sensação. De que você está ‘ficando para trás’, de que tem alguma coisa faltando, de que não está fazendo algo que deveria. E, em algum momento, a gente tem que correr atrás do prejuízo. É fazer um curso, é conseguir um trabalho novo, é ter um namorado, casar, comprar um apartamento. Por mais que tudo isso sejam coisas que podemos desejar genuinamente, é comum realizarmos todas elas só para sermos aceitas pelos outros. Ou seja: saber como ser popular segue firme.

4.A gente sofre de FOMO

Quer prova maior de que a vida é um concurso de popularidade do que FOMO? O medo de estar perdendo alguma coisa é aquela sensação que sentimos quando abrimos o Instagram e vemos as nossas amigas se divertindo com outras pessoas, fazendo coisas incríveis e nós estamos de pijama em casa assistindo Netflix. Parece que você está perdendo as coisas legais da vida, e você gostaria de estar com outras pessoas em outros lugares que não o que você está agora.

5.A aparência ainda é mais importante

Na escola, as meninas mais populares eram as mais bonitas. Os meninos, os mais atléticos. Depois de ‘grandes’ não têm muita coisa que muda. A nossa aparência ainda é a coisa mais importante, infelizmente (e não é sem motivo que a maioria de nós têm problemas de autoestima).

6.Ter muitos amigos ainda parece o ideal

Ninguém quer ser a pessoa que não tem com quem almoçar no trabalho ou então que não tem companhia para sair nos finais de semana. Isso grita ‘PERDEDOR’, quer você tenha 15 anos de idade, quer 30.

 

A única conclusão que consigo tirar disso tudo, é que essa tal popularidade, essa busca por saber como ser popular, nada mais é do que uma forma de a gente se sentir amada. Somos obcecados com o número de seguidores, de likes, de amigos porque nos sentimos sozinhos e queremos ser vistos e ouvidos por alguém.

Tentamos compensar a nossa falta de amor nas redes sociais e na nossa relação com o trabalho. Trabalhamos muito, postamos fotos lindas e ficamos esperando o número de likes aumentar. Aguardamos uma mensagem no Whatsapp de alguém que vai fazer um programa ‘incrível’ no fim de semana e buscamos ter muitas histórias para contar quando encontramos com as outras pessoas, para mostrar que a nossa vida é legal.

O amor próprio é importante por causa disso. Uma pessoa que se ama, se aceita, sabe que não precisa ser popular para ser feliz. Ela se cerca de pessoas que acrescentam, agregam, ela posta nas redes porque quer compartilhar a sua alegria com outras pessoas e ela sabe que o número de seguidores não afeta a sua felicidade. Aprender que o amor de verdade vem de dentro, e não de fora, é a maior lição que alguém pode aprender e coloca por terra toda essa busca pela popularidade.

Se você não tem ideia de como começar esse processo de amor próprio e fugir das garras da popularidade, calma. É um processo, e você pode começar fazendo pequenas gentilezas por você mesma no dia a dia. O caminho é longo, mas é muito compensador.

Imagem: Reprodução / Nunca Fui Beijada


Que tal ajudar a nossa usuária que ainda sonha em saber como ser popular? É só responder a pergunta abaixo!


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)