O que você procura?

Se você assistiu Os Delírios de Consumo de Becky Bloom sabe que a personagem principal se endividou MUITO porque tinha a mania de fazer todas as suas compras no cartão de crédito (e não pagar a fatura depois). De fato, ela mostrou muito bem como a maioria das pessoas pensam: a vantagem de passar no cartão é que você só paga na lá na frente e não se preocupa em tirar esse dinheiro da sua conta agora.

Mas isso é só um jeito muito bem bolado de você se enganar. Enquanto parece que o dinheiro está rendendo no mês e que você está sob controle com as suas finanças, na hora que a fatura do cartão de crédito chega em casa… É pânico na certa. O pulo do gato, então, é aprender a usar essa ferramenta a seu favor e não se tornar escrava dela ao ponto de se ver cheia de dívidas que você não tem ideia de como vai pagar.

Como usar o cartão de crédito a seu favor:

1.Tenha um planejamento financeiro

Tudo sempre vai voltar para esse ponto importantíssimo: você precisa ter um planejamento das suas finanças. Programe-se para colocar o vencimento em uma data perto do recebimento do seu salário ou adiantamento e tenha certeza do quanto pode gastar para ter o dinheiro na conta na hora do débito. Saber o limite para não cair na dívida é essencial para não entrar na roubada que é gastar sem ter noção de qual será o valor total.

Vale lembrar que a gente não está falando de usar o limite completo do seu cartão (isso implica que você vai usar um dinheiro que é do banco e vai precisar pagar depois), mas, sim, um limite dos seus ganhos e gastos e o quanto você pode usar sem se endividar.

2.Anote tudo

Você pode usar os aplicativos financeiros ou um caderninho, no melhor estilo old school, mas anote tudo o que você gastar no crédito para não ter surpresas. É uma maneira de ficar ligada no que virá na sua fatura e garantir que você não caia no limite do cartão sem necessidade – deixe esse recurso para casos de emergência.

3.Tenha no máximo dois cartões de crédito

Se controlar um cartão pode ser difícil, imagina vários? Fuja dessa ideia de ter vários cartões que você usa conforme a data do mês (incluindo aqueles de lojas – Renner, C&A, Riachuelo, etc…), porque as chances de perder a mão e não conseguir pagar todas as faturas é enorme. Toda parcela que você faz em um cartão é uma dívida até que seja quitada, então pense no número de dívidas que você tem, levando em conta cada cartão que usa…

4.Evite pagar o mínimo

Todo cartão de crédito tem a opção de você pagar um valor mínimo, normalmente ele equivale a 15% do valor total da fatura. Evite fazer esse pagamento sempre que puder – isso implica que o restante do valor será jogado para a próxima fatura e, o pior, vai sofrer uma correção de juros. Por isso é tão importante ter um planejamento financeiro e manter o controle do quanto você gasta, para sempre ter na conta o suficiente para pagar esse valor em dia.

5.Opte sempre pelo débito ou dinheiro vivo

Em tempos de cartão de crédito, quem anda com dinheiro na carteira, né? Mas essa pode ser a melhor maneira para você ter um controle muito palpável de como (e com o quê) gasta o seu dinheiro. É a mesma coisa com o débito – o dinheiro sai da sua conta na hora e não tem como você ficar com a falsa sensação de que ainda tem muito dinheiro na conta (ou todo o seu salário).

6.Decida o que vale a pena pagar no cartão de crédito

Ao invés de levar o cartão com você sempre na carteira, crie o hábito de escolher exatamente quais compras valem a pena serem feitas com esse método e quais são mais bem aproveitadas quando feitas no dinheiro ou no débito. Isso evita que você empurre todos os gastos para o seu cartão e pode usá-lo para planejar compras diferentes, como de um eletrodoméstico, um computador novo, uma passagem de avião, etc. Falando nisso…

7.Conheça as vantagens e os juros do seu cartão

É muito importante que você conheça a fundo tudo o que o seu cartão oferece. Muitos bancos têm programas de fidelidade e recompensas pelo uso – incluindo programas de milhas para troca de passagens. Não só isso, mas cada empresa cobras juros diferentes por motivos diferentes. Você precisa conhecer esses valores para saber o que vai enfrentar quando atrasar uma fatura ou pagar o mínimo e como reverter esse efeito nas suas finanças.

 

Imagem: Reprodução / Os Delírios de Consumo de Becky Bloom


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤