Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

“Não existe beijo ruim, existe beijo que não combina”. Essa é uma frase que sempre ouvi, mas nem sempre falei. Até porque, quem nunca disse que fulano beija mal? Pra mim, o beijo tem que começar como quem não quer nada e terminar em sexo. Esse sim é um beijo bom. Que dá vontade de ir além.

Tem gente que parece que leu nosso manual antes de nos beijar. De primeira já nos deixa mole,mole… Aquele Beijo que você perde a noção de onde está. Que começa e a primeira coisa que você sente é aquela sensação de que sua boceta já está em chamas. O beijo já começa intenso, as mãos já precisam ter onde pegar. E foi isso que aconteceu…

A sua mão já entrava nos meus cabelos e descia pro meu pescoço, enquanto a outra já pressionava meu corpo junto ao dele. Eu apertava suas costas como se quisesse tirar sua roupa, sentia que estava amarrotando sua blusa que estava passadinha. Esse foi nosso primeiro beijo. Isso foi no meio da rua. Nesse momento tive a certeza de que não podia dar bobeira porque aquele beijo ia me tirar da rua e iria me levar pra cama.

conto erótico superela 1

Tentei fingir que estava tudo sob controle, conversamos horas, mas meus olhos não saiam da sua boca. As palavras já estavam embaralhadas na minha mente, a cerveja ficou quente porque eu não bebia, só olhava fixamente para aquela boca linda. Ao mesmo tempo que queria voar pra cima dele e derrubar as mesas do bar, eu me controlava, era nosso primeiro encontro, não podia deixar ele perceber que estava totalmente excitava por aquele beijo.

Durante a conversa ele se aproximou algumas vezes para me beijar, e eu me rendia. Meus pensamentos eram pecaminosos, na minha cabeça já estávamos sem roupa e eu já podia ver o pau dele duro e melado pra mim. Ele estava tímido (adoro isso, são os melhores), não me deixava entender se ele estava sentindo aquilo tudo que estava na minha cabeça. 23h, já estava na hora da gente tomar um rumo. A conversa era boa, e não acabava. Tomei a decisão. “Vamos fazer o quê? Tá chovendo…” Rezando para que a resposta dele não fosse ir cada uma pras suas casas.

Ele disse que tinha bebida na casa dele e que a gente podia continuar a conversa lá, já que não teria problema da chuva. Ótima ideia! Pegamos um táxi e fomos pra casa dele. Não deu tempo nem de acender a luz da sala. Ele me jogou no sofá e começou a me beijar… não precisava mais de nada, só dos beijos. Não tiramos a roupa. Ele não precisou fazer nada. Nosso beijo era intenso, era a melhor preliminar da minha vida.

conto erótico superela 2

Beijava minha boca, meu pescoço, puxava meu cabelo, passava a mão pelas minhas costas… Nossa, como eu estava louca por aquela boca, não podia nem imaginar quando ela chegasse na minha boceta. Ele tirou a camisa enquanto me beijava, eu já estava toda suada e vermelha, levantou minha blusa e começou a chupar meus peitos, chupou com firmeza, apertava e lambia. Antes mesmo deu tirar minha sandália ou qualquer outra coisa ele colocou a mão por dentro da minha calça legging.

Atravessou a legging, a calcinha e chegou nela, que já chamava pelo seu nome. Eu estava tão molhada que minha calcinha estava ensopada. Ele se assustou. Não sabia o poder que ele tinha sob mim. Não falou mais nada, me levou pro quarto. Fomos nos beijando pelo caminho, ele me guiava e me beijava ao mesmo tempo. Chegando no quarto, ele nem acendeu a luz (de novo, afinal, pra que luz?), me jogou naquela cama enorme enquanto eu tirei toda minha roupa em 1 segundo.

conto erótico superela 3

Ele veio pra cima de mim, beijando minha boca, com a mão na minha boceta, lambia meus peitos, mordeu minha barriga e chegou nela… Lambeu ela toda, sentiu meu gosto. Sentiu o gosto do meu tesão. Começou a me chupar enquanto passava o dedo no bico do meu peito. Ele chupava e me dedava, não sei quantos dedos ele colocou, mas a sensação era de que tinha um polvo dentro de mim. A sensação da língua dele no meu clítoris juntos com os dedos dele dentro de mim me fez ficar alucinada.

conto erótico superela 5

Eu me revirava de um lado pra outro, botava a mão na minha boca pra abafar o barulho do meu gemido. Quando eu estava quase lá, ele meteu aquele pau duro e melado dentro de mim. Misturou o molhado que estava minha boceta com o pau dele todo babado. Deslizou perfeitamente. O rosto dele só expressava tesão. Era lindo de ver aquela cara de tesão misturado com safado. Eu olhava dentro dos seus olhos e não precisava dizer nada, ele entendia perfeitamente o quanto eu estava entregue.

Depois de me foder muito bem, e de ter me feito quase gozar, fizemos um 69. Esfreguei minha boceta na cara, deixei ele todo molhado. Enquanto eu abafava meu gemido com o pau dele dentro da minha boca. Aquele pau que enchia minha boca por completo. Gozamos juntos, na mais perfeita sintonia. Depois foi cada um pra uma ponta da cama, suados, acabados. Estávamos satisfeitos, por enquanto… A noite ainda não tinha começado pra gente. Era muita vontade, muito tesão. Nossa intensidade era inabalável.

conto erótico superela 7

Depois de muito tempo, ainda lembro com detalhes daquele dia. O dia que ele me despiu no meio do bar, me fez pensar loucuras sentada numa mesa, e tudo isso por causa de um beijo.

Imagem: via Pinterest

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more