O que você procura?

Eu tenho sérios problemas de concentração – e acredito que muita gente também tenha dificuldades para se concentrar em alguns momentos. Dias atrás estava conversando com uma amiga sobre o assunto e ela me disse que às vezes se distrai. O problema é que comigo isso acontece o tempo todo.

Eu sou aquela que no meio de uma aula importante me pego pensando no exercício que tenho que entregar no outro dia, no problema daquela pessoa querida, no que aconteceu no dia anterior, e no que vou fazer no dia seguinte – e esses pensamentos vem todos de uma vez. Por isso, eu sempre brinco que o Caio F. Abreu pensava em mim quando escreveu “minha cabeça está um poço, um poço de confusão”.  O final da aula ou da história é sempre o mesmo: vou para casa lembrando muito pouco do que o professor falou.

Citei aulas, porque hoje, a vida acadêmica é a que julgo mais importante, mas isso não acontece só dentro de sala. Acontece também em churrascos, festas, cinema, independente de eu estar acompanhada ou sozinha.

Há dois anos eu procurei outro médico, outro tratamento. Fico feliz em ver que comparando ao ano passado, a minha concentração e memória estão menos pior. Hoje eu consigo absorver mais coisas, mas nunca acho que é o suficiente. Eu não consigo aceitar que alguns esforços não serão recompensados, graças a uma memória ruim e isso me leva para aquelas batalhas internas e cheias de cobranças. Batalhas essas que me fazem surtar, literalmente em forma de crises de ansiedade.

falta de concentração 3

Na terapia descobri que minha auto cobrança tem a ver com a minha insegurança. É ela que me leva a buscar sempre a perfeição, algo que minha psicóloga até acha cômico, porque eu tenho plena consciência de que perfeição não existe e mesmo assim tento ser perfeita sempre, por puro medo de rejeição.

Ao longo dos últimos meses, muitas coisas que eu não assumia para mim mesma, vieram de forma brutal para o meu cotidiano. Algumas vieram em forma de pesadelos, outras em forma de crise de choro, outras tantas em forma de alterações bruscas de humor.

Perdi as contas de quantas vezes eu chorei achando que não valia nada no mundo, que minha existência é insignificante. Perdi as contas de quantas vezes eu quis jogar tudo para o alto, porque as coisas não saiam como eu planejava ou esperava – e, às vezes, ainda tenho essa vontade.

falta de concentração 2

Só que, hoje, essas vontades são bem mais leves e eu consigo tomar o controle da situação rapidamente. Acho que eu escreveria um livro só com as minhas paranoias sobre a vida e sobre as pessoas. Algo que isso também está ligado à insegurança e mais uma série de problemas emocionais.

Tenho aprendido a prestar atenção aos sinais que o meu corpo dá sempre que tem uma crise querendo surgir. Isso tem ajudado bastante a evitá-las – ou pelo menos fazer com que elas não me façam perder a consciência, não me assustando e nem assustando as pessoas a minha volta.

Nesses dias eu tenho refletido muito sobre essas crises, sobre as inseguranças. Entre altos e baixos, percebi que nesse momento tenho conseguido permanecer no alto, porque eu não estou deixando pequenas coisas desestruturarem o meu emocional e detonarem a minha saúde mental. E isso me traz uma leveza na alma, algo que eu não sentia há muito tempo.

falta de concentração 1

Eu sei que todo esse processo de superação é íntimo, é interno, é meu. Mas a ajuda de algumas pessoas tem sido fundamental. Um abraço e bons ouvidos na hora do desespero, uns bons xingos e puxões de orelha quando eu fazia merda, uma mensagem de bom dia ou dizendo para eu me cuidar, um convite para que eu saísse da rotina, uma confiança que nem eu tinha em mim mesma, ajudaram muito e ainda ajudam nessa luta interna. Eu fico imensamente grata a todos envolvidos nessa trama chamada transtorno de ansiedade.

É contraditório, mas, mesmo insegura, eu tenho sentido uma confiança imensa em mim mesma e tenho conseguido sorrir em meio ao caos. Caos esse que vou lutar para que acabe logo e para que a paz volte a reinar na minha mente.

Que venha o próximo round, estou com um sorriso cada vez mais confiante no rosto. Enquanto não vem sigo tentando aproveitar os momentos, e tenho conseguindo viu. Escrevi esse texto sem derramar uma única lágrima, olha só que maravilha. <3

Imagem: Pexels


Terminou de ler este texto? Então ajude a nossa leitora abaixo! 


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)