Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Chrissy Teigen, linda, rica, inteligente e divertida só descobriu que sofria de depressão pós-parto depois de meses de luta. Aqui vamos aprender um pouco com ela sobre a doença. Crescendo eu sempre achei que soubesse o que era depressão pós-parto. Minha referência era, é claro, o filme da Molly Ringwald em que ela engravida sem querer do namorado ainda adolescente e acaba totalmente desmotivada para cuidar de sua filha, sem querer pegá-la no colo, só vendo TV deitada na cama e achando que não poderia ir ao baile de formatura.

O namorado dela é um boy magia que acaba a convencendo a ir ao baile mesmo assim, caso você esteja se perguntando. O filme chama Mais ou Menos Grávida e deixei o trailer abaixo para todos os millenials que sequer sabem quem Molly Ringwald é.

https://www.youtube.com/watch?v=5wt6PaNbFO8

Eu demorei anos para descobrir a realidade sobre a depressão pós-parto. E o mesmo aconteceu com a Chrissy Teigen. Ela, infelizmente, só aprendeu o que era mesmo depressão pós-parto depois de meses lutando contra a doença.

Chrissy, John e a Bebê Luna

Para quem não sabe, Chrissy é uma linda modelo, apresentadora de TV e escritora de livros de culinária, com tweets incrivelmente sinceros e divertidos. Você já deve ter visto algum meme ou gif com ela.

Red GIF - Find & Share on GIPHY

Uma pessoa aparentemente bem resolvida, ela já publicou fotos de suas estrias e vídeos bêbada. Ah, pequeno detalhe: ela é metade de um dos casais mais #relationshipgoals da Terra: com o cantor de pop soul John Legend! Suspire com essa: All of Me foi composta em homenagem à ela, que aparece no vídeo da canção.

John Legend GIF - Find & Share on GIPHY

Juntos há mais de 10 anos, ano passado, após um tratamento de fertilização, o casal trouxe ao mundo uma coisinha muito fofa chamada Luna. Os dois estão constantemente publicando fotos e vídeos lindos da bebê, super felizes. E mês passado, Chrissy, embora sempre divertida e extrovertida, revelou num ensaio para a revista Glamour, que luta contra depressão pós-parto.

Depressão Pós-Parto não discrimina

Confesso que minha maior motivação na leitura foi a Chrissy e não a doença – porque achava já saber o que ela era. Me surpreendi e precisei compartilhar com todas vocês, Superelas, o que aprendi. Esse tipo de informação é útil para qualquer pessoa: grávida, mãe, avó, filha, quem nunca quiser ter filhos, homens.

Por mais que você nunca passe por isso, certamente conhece alguém que teve ou terá essa doença. As estatísticas não mentem. Um estudo da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) sobre o tema revelou que 1 em 4 mulheres brasileiras sofrerá com esse problema. 1 em 4. 25%. Entenda: as chances são que num grupo das suas 4 ou mais amigas, pelo menos uma de vocês passe por isso.

Foi justamente pensando em compartilhar informação e apoio que Chrissy Teigen resolveu relatar sua experiência. Em seu texto ela diz: Estou falando sobre isso agora porque quero que as pessoas saibam que pode acontecer com qualquer uma e não quero que as pessoas que têm isso sintam-se envergonhadas ou sintam-se sozinhas.

Depressão Pós-Parto: Chrissy Teigen me mostrou que não sei nada sobre isso

Chrissy com sua filha e marido, John Legend

No Brasil, a maioria das mulheres que sofre com a doença é parda, pobre, com hábitos não saudáveis, histórico de doença mental e mãe após uma gestação indesejada (Estudo Fiocruz). No entanto, quando diz que a depressão pós-parto não discrimina, Chrissy mais uma vez acerta, pois ela mesma não se encaixa no perfil apontado pelo estudo.

Chrissy já havia contado publicamente sobre sua luta para engravidar e está constantemente na mídia em matérias sobre sua maternidade. Ela foi alvo de críticas quando contou sobre seu processo de fertilização e a escolha do sexo de seu bebê. O mesmo aconteceu quando resolveu sair para jantar poucos dias após o nascimento de Luna. Na época, o maridão John Legend foi à sua defesa, pedindo aos haters que criticassem ele também, deixassem ele dividir a culpa, já que também era pai.

The Academy Awards GIF - Find & Share on GIPHY

Apesar de tudo, ela contou ter tido uma gravidez ótima, super enérgica e ter ficado incrivelmente feliz com a chegada de sua filha. Ela a ama completamente, então achava que não poderia ser depressão pós-parto o que tinha. Isso porque, como eu, a referência que tinha sobre a doença, não era a mais correta. Ela também achava que pessoas com essa enfermidade desprezavam seus filhos, o que não era seu caso. Muitas foram as desculpas que ela deu para estar sentindo o que sentia, por exemplo, a reforma da casa. Ela não entendia como poderia estar infeliz tendo uma vida tão boa, com ajuda de familiares e babá, e amando tanto sua filha e marido.

Sintomas e Diagnóstico

Sobre os sintomas, ela disse: Sair da cama para chegar ao set no horário era doloroso. Minha lombar latejava, meus ombros – até mesmo meus pulsos – doíam. Eu não tinha apetite. Eu passava dois dias sem uma colherada de comida, e vocês sabem como comida é importante para mim. Algo que realmente me incomodou foi como era pavio curto com as pessoas. (…) Meus olhos enchiam de lágrimas e eu chorava muito.

Além disso, ela passava todos os dias em que não estivesse no trabalho em casa, no escuro, sem sair do sofá. Dormia por lá mesmo, seu marido a acompanhava. Chegou ao ponto de ter roupas na despensa para não ter que subir as escadas até seu quarto. Esses relatos são comuns entre mulheres com depressão pós-parto. Algumas chegam até mesmo a relatar pensamentos suicidas.

A modelo passou por vários médicos para tratar as dores que sentia, porém sem um diagnóstico. Foi somente 8 meses depois do nascimento de Luna que, durante um check-up e cansada de sentir tanta dor, ela foi diagnosticada com depressão pós-parto e ansiedade. Seu médico foi listando sintomas retirados de um livro e ela foi confirmando cada um deles. Então, ela começou o tratamento com antidepressivos e pretende iniciar acompanhamento psicológico em breve.

Depressão Pós-Parto: Chrissy Teigen me mostrou que não sei nada sobre isso 2

Chrissy Teigen buscou tratamento para sua depressão e diz já se sentir melhor do que antes

Para deixar claro, os sintomas e tratamentos variam de pessoa para pessoa, então procure um médico para se informar, se for o caso. Aliás, a depressão pós-parto é certas vezes confundida com outra condição, o chamado baby blues. Elas são duas doenças diferentes entre si, porém com muitos pontos similares. As diferenças entre as duas, apontadas por médicos especialistas, são a duração das queixas e a severidade dos sintomas.

Uma discussão relevante do tema de cuidados com a saúde de mães e bebês é se há ou não dentro sistema público de saúde auxílio para quem sofre desse transtorno. Há especialistas que discordam, mas o Ministério da Saúde afirma oferecer apoio a essas condições, sim, com profissionais capacitados para orientar e encaminhar as mães dentro das Unidades Básicas de Saúde. O órgão também afirma que os casos dessa depressão diminuíram 6,4% nos últimos dois anos no país.

Columbia Records GIF - Find & Share on GIPHY

De toda forma, acredito que qualquer pessoa pode ajudar uma situação dessas desde que tenha acesso a informação. Apenas falar abertamente sobre o tema e oferecer ajuda já pode fazer a diferença. Com esse intuito, deixo abaixo algumas perguntas baseadas na Escala de Edimburgo, instrumento muito usado no diagnóstico de depressão pós-parto.

  • Você tem se sentido esmagada pelas tarefas e acontecimentos do seu dia a dia?
  • Você tem se sentido tão infeliz que tenha tido dificuldades de dormir?
  • Você tem se sentido culpada sem necessidade quando as coisas saem erradas?
  • A ideia de fazer mal a você mesma passou por sua cabeça?

Eu aplaudo a iniciativa de Chrissy Teigen em buscar ajuda e em compartilhar tanto de sua vida pessoal com o público não apenas pelo fato de ajudar potencialmente tantas pessoas, mas também pelos preconceitos associados tanto a doenças mentais quanto a dificuldades enfrentadas por mães. Que ela e tantas que passam pelos mesmos percalços possam ter uma breve recuperação e que retomem sua energia para aproveitar as vidas com seus filhos.

the never-ending song

A post shared by chrissy teigen (@chrissyteigen) on

Você pode ler o texto escrito por Chrissy Teigen para a Revista Glamour sobre sua depressão pós-parto na íntegra aqui. Compartilhe esse texto se você acha que devemos conversar mais sobre depressão pós-parto. Dissemine informação, e divida suas dúvidas e depoimentos conosco em nosso Clube Superela.


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)