Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Quando a gente tem uma notícia ruim, a tendência é que mergulhemos nela e não vejamos mais nada além daquilo que nos aborrece. Na verdade, parece que somos um ímã de negatividade nesse momento. Sempre gostei de ir contra o fluxo e, mesmo sendo diagnosticada com câncer de mama, minha atitude não poderia ser diferente (leia mais aqui). Ser paciente do Doutor Augusto Rocha para mim já era um sinal do universo me dizendo que ele sempre apresenta soluções, basta reconhece-las.

Começamos uma nova bateria de exames e em uma semana teria que entrar na sala de cirurgia de novo, desta vez tudo indicava que precisaria tirar o seio direito. Vamos lá, a maré estava forte, mas ainda não estava cansada, conseguiria passar por essa forte onda que aos meus familiares tinha nocauteado.

Saindo da operação, fui vendo alguns rostos. Estava um pouco zonza da anestesia e identifiquei que eram médicos indo para um lado e pro outro, estava numa sala de pós operatório, estavam esperando que eu acordasse. Antes que reparassem em mim, levantei a mão direita e fui em direção ao meu peito. A pele estaria mais colada ao corpo do que nunca e queria enfrentar logo meu colo reto, queria toca-lo e que, de alguma forma, meu corpo recebesse a mensagem que estava tudo bem, que iria me adaptar e que o importante era que estávamos sãos.

Percebi que o tórax estava completamente vendado e, ainda assim, consegui sentir minha pele mais acolchoada do que imaginava, estava de certa forma, ainda “fofinha”. Antes de me dar conta, alguns médicos vieram e eu voltei ao meu estado “grogue” e comecei a tremer muito. Sentia muito frio e fiquei aliviada quando me cobriram com duas cobertas. Fechava os olhos demoradamente e quando abria via sempre rostos novos perguntando se estava bem. Numa dessas vezes, vi um perfil conhecido, era minha tia Ana que balbuciava alguma coisa: “meu amorzinho, você está bem. Não precisou! Não precisou tirar!”

E sem controle voltei a fechar os olhos. Quando os abri, desta vez, já estava chegando no meu quarto, compartilhado com mais cinco pacientes. Consegui ver a todos os meus familiares, o Caio e minha sogra, em volta de minha cama e me esperavam sorridentes.Minha mãe me acomodou, alinhou o travesseiro que nós havíamos levado e descansei.

No dia seguinte durante a troca e limpeza do curativo, notei que meu seio ainda estava ali. Quando encontrei a equipe da mastologia e o Doutor Augusto, nos explicaram que não tinham precisado retirar a mama toda, somente um quadrante. Com a metade do seio que não precisaram retirar, o cirurgião plástico fez um pequeno milagre e reconstruiu minha mama sem ter colocado silicone. Outra ajuda da vida que precisava notar e agradecer!

Após alguns dias, comecei minha primeira quimioterapia. Não tinha ideia do que estava por vir! Aquela gota vermelha deslizando pela mangueira do soro me fez rezar para que me curasse. Quando entrou no meu corpo, imediatamente senti ela se espalhando dentro de mim, com um ardor quente em minhas veias. Sabia exatamente o caminho que ela estava fazendo. Imaginei como se fosse um soldado entrando numa guerra e destruindo tudo.

câncer de mama 1

Minha boca logo ganhou um gosto diferente de remédio e meu nariz começou a formigar. Chamei uma enfermeira que me tranquilizou e disse que era normal. Depois de duas horas sentada naquela poltrona e a quimio caindo de gota em gota, ela finalmente acabou.

Me preparei para ir embora e pensei comigo que tinha sido melhor do que esperava. Isso eu era capaz de suportar!

Cheguei animada em casa e depois do almoço comecei a sentir os primeiros efeitos, aqueles tão temidos e desagradáveis. Devo ter vomitado umas 15 vezes aquele dia! Na verdade, quando isso acontecia, era um alívio, pois teria algumas horas de descanso até vir o próximo enjoo. Passei os 5 primeiros dias nesse ciclo. Chorei, pensei em abandonar o tratamento, em desistir. Mas logo no sexto dia tudo passava feito mágica. Pensava no quanto era boba por ter pensado isso e recobrava as forças.

Queria poder mudar essa parte do texto.
Queria poder mudar essa parte da história.
Queria não lembrar do quanto foi difícil, mas se assim fosse, tudo o que recebi de aprendizado, de visão de vida, todas as transformações, não teriam acontecido. Estou viva e receber essa dádiva me faz sentir um regozijo dentro de mim. Me faz sentir especial, me faz ter uma perspectiva diferente do que realmente tem importância neste mundo. E isso, meus amigos, de fato não tem preço!

Não agradeço por ter tido a doença, lógico, mas sim por todas as coisas boas que recebi mesmo durante o tratamento. Hoje sou outra pessoa, sou melhor do que era, sou mais feliz e capaz de perceber as alegrias até em pequeno momentos. Isso é libertador!!

Imagem: Pinterest


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)