O que você procura?

Você pode não saber disso, mas setembro é conhecido como o mês de prevenção do suicídio (é o ‘Setembro Amarelo’). 2017 foi um ano em que o tema ficou bastante em destaque – a série 13 Reasons Why é a maior prova disso – e a gente aqui no Superela acredita que não existem limites para falar sobre um assunto tão importante como esse.

O que pega para muitas pessoas ao falarmos sobre esse assunto é, justamente, a sensação de impotência que todos temos diante uma situação assim. Até por isso, o suicídio é um tabu tão grande na nossa sociedade. Mas o que todo mundo também precisa saber é que é possível você ajudar na prevenção do suicídio com pequenas ações do dia a dia.

No texto os 13 porquês do suicídio, a gente explicou que o ato em si é decisão única e exclusiva da pessoa – a gente pode tentar de tudo, mas ela só vai desistir de morrer se realmente quiser. Ainda assim, isso não significa que a gente deve ignorar esse problema ou deixá-lo escalonar ainda mais – no Brasil, a taxa aumentou 27,2 % entre jovens adultos e adolescentes entre 1980 e 2014.

Por isso, a gente selecionou algumas dicas para você fazer a sua parte na prevenção do suicídio:

1.Leve os sinais de alerta a sério

A gente comentou como reconhecer os sinais de um comportamento suicida. O primeiro passo para a prevenção é leva-los a sério e reconhecer que existe uma questão a ser tratada com cuidado. A pessoa suicida pode não pedir por ajuda abertamente, mas isso não significa que a ajuda não é necessária. Quem busca a morte como uma opção não quer morrer, quer parar de sentir tanta dor e pesar, mas não sabe como lidar com isso. Por isso existem sinais que identificam tão claramente esse comportamento – são pequenos indícios de que ela está caminhando nessa direção, mas que ainda existe uma chance de mudar de ideia.

2.Comece um diálogo

É o seguinte: assim como falar sobre relacionamento abusivo com quem está vivendo uma relação dessa, começar uma conversa sobre suicídio pode assustar e fazer com que a pessoa se feche ao invés de se abrir. É preciso tato, sensibilidade e, principalmente, entender o que a pessoa está sentindo para saber como ajudar. Você pode começar o diálogo dizendo que está preocupada com ela, perguntar se ela está bem, o que ela anda pensando e que você percebeu que ela não está agindo como ela mesma nos últimos tempos.

3.Ouça

Esse é, talvez, o passo mais importante na prevenção do suicídio. Pessoas depressivas e com tendências suicidas sentem coisas que não entendem, é como se elas tivessem perdido o controle das próprias emoções. Com o estigma que existe sobre falar de doenças mentais e a dificuldade de termos diálogos abertos sobre suicídio, é comum essas pessoas acreditarem que não podem falar sobre isso, porque vão ser consideradas loucas. O seu papel, então, é ouvir atentamente o que ela tem a dizer. Não importa o quão negativo é o que ela fale, se ela sente raiva, se está muito magoada ou se precisa chorar. Colocar tudo o que ela sente para fora é essencial – tanto para ela, que tira um pouco do peso do que sente, quanto para você, que entende o que acontece. O fato de ela falar sobre o que está passando já é um sinal positivo, então ouça e não julgue.

4.Pergunte diretamente

É um mito que falar sobre o suicídio incentiva a pessoa a querer se matar (assim como jogar videogames incentiva um comportamento violento). A pessoa que está altamente depressiva já pensa nisso e o suicídio é um assunto recorrente na mídia. Perguntar diretamente se ela tem pensamentos suicidas é algo positivo: mostra que você leva a pessoa a sério, que se preocupa e quer entender o que ela está pensando. Você passa uma ideia de que ela pode confiar em você, porque você não vai fazer pouco caso do que ela está passando.

5.Fique atenta ao nível de risco

Conversando com a pessoa, é possível identificar o quanto ela pensa em suicídio e se ela está em um nível avançado de planejamento – ela sabe o como, o onde e o quando. Isso indica um risco alto de morte e é um momento em que você precisa agir rápido: busque ajuda profissional, ligue para os serviços de emergência e tente ao máximo deixar a pessoa longe de qualquer tipo de coisa que possa ser visto como uma arma ou um meio em potencial (como remédios pesados). É importante também não deixar a pessoa sozinha.

6.Ofereça conforto e ajuda

Uma pessoa que pensa em morrer se sente completamente desamparada e sozinha. Ofereça conforto e carinho, ofereça ajuda e incentive a pessoa a falar sobre o assunto e buscar ajuda profissional. Tente, ao máximo, mostrar que existe uma saída para o que ela sente e que ela não está só ao lidar com tudo isso.

7.Não guarde segredos

Se a pessoa que tem pensamentos suicidas pede que você guarde segredo sobre esse assunto, saiba que você precisará fazer o contrário: falar que alguém próximo está pensando em tirar a própria vida não é fofoca ou maldade, mas um ato de preocupação: se a vida da pessoa está em risco é o seu papel falar com quem pode ajudá-la a prevenir o pior. Acredite que é a única opção ética e correta diante da situação. Pode ser que a pessoa em questão se sinta traída, como se você tivesse quebrado a confiança dela, mas ainda assim é uma opção melhor do que a alternativa.

8.Informe-se

Uma das melhores maneiras de ajudar na prevenção do suicídio é se informando sobre o assunto. Pesquise, entenda como a mente de uma pessoa suicida funciona, aprenda sobre os sinais de alerta e, principalmente, estude e se informe sobre doenças mentais que podem levar a esse tipo de pensamento e ato. Essas informações são valiosas e ajudam a tirar o estigma sobre o assunto e tornam o diálogo sobre esses temas algo mais leve e comum. É sempre bom saber também os números para os quais a pessoa (ou você) pode ligar caso esteja diante de pensamentos suicidas: no Brasil, o Centro de Valorização à Vida atende pelo número 141, 24 horas por dia, 7 dias por semana.


Você também pode fazer a sua parte na prevenção do suicídio ajudando a nossa leitora:


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤