Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Fãs de O Diabo Veste Prada, preparem-se. Girl boss é a nova série original da Netflix, inspirada no livro de Sophia Amoruso, uma jovem viciada em moda que se tornou dona de uma marca multimilionária aos 28 anos. Para mudar de vida, Sophia começou a garimpar peças de lixos e brechós para vender em um perfil no MySpace. A ideia evoluiu para uma lojinha no eBay que, por sua vez, deu origem ao site Nasty Gal, um dos maiores e-commerces do mundo até 2015.

Além de comercializar produtos próprios, a Nasty Gal vende produtos de grifes como Chanel e Louis Vuitton. Em novembro de 2014, a marca ultrapassou os limites da internet e abriu uma loja física em Los Angeles, na Califórnia.

No trailer aparece Britt Roberston no papel de Sophia, toda estilosa e trabalhada no girl power. Ainda há uma participação especial do ator e apresentador RuPaul, pioneiro na arte drag queen e indicado ao Emmy por apresentar o reality RuPaul’s Drag Race. A produção fica a cargo de Charlize Theron (que era tão fã da Nasty Gal a ponto de ficar em fila na porta da loja física) e da própria Sophia Amoruso. Que baita time!

A criadora Kay Cannon (Pitch Perfect) contou em entrevista ao site Refinery29 que a sua grande motivação foi finalmente poder contar a história de uma mulher. “Eu assisti todos os filmes indicados ao Oscar e todas as histórias eram comandadas pelos homens. Homens com falhas. E isso é ótimo – mas eu estava morrendo de vontade de ver uma história que fosse sobre uma mulher, mas não para saber com quem ela casa no final, mas para contar a construção do seu império.”

Por trás da Girl Boss

girl-boss-01

No livro, a missão de Sophia é empoderar as meninas a estarem no comando de sua própria carreira. Ela diz: “Uma Girl Boss é aquela que consegue o que quer porque trabalhou muito duro.” Talvez, o motivo de muitas mulheres se identificarem com Sophia é que ela fala o tempo inteiro sobre suas inseguranças. “Eu me senti uma fraude por muito tempo. Como se eu não fosse qualificada pro trabalho nem f*dendo”.

No ano passado, em dezembro, a Nasty Gal declarou falência. Segundo a CEO Sheree Waterson (Sophia já havia saído do cargo para se tornar presidente executiva), a decisão de “reestruturar a marca” iria ajudar a grife a lidar com as questões financeiras e estruturais do negócio.

Apesar do sucesso da grife, Nasty Gal já foi chamada atenção por vender produtos falsificados e ter um ambiente de trabalho “horrível”, segundo Fashionista. No que diz respeito às finanças da Nasty Gal, em setembro de 2016, “WWD” soltou uma matéria dizendo que a marca estava correndo atrás de investidores e avaliando a possibilidade de venda da etiqueta. Se a série chegar até este ponto, vai ser muito interessante acompanhar esse lado mais dark da Sophia e da Nasty Gal. Girl Boss estreia amanhã, dia 21 de abril.


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)