O que você procura?

A Guerra dos Sexos é um filme intenso, emocionante, dramático e cheio de esperanças. Só por isso, já vale a pena assistir. A atriz Emma Stone representa a feminista e tenista Billie Jean King, que luta por direitos iguais em 1972, ano em que os padrões impostos pela sociedade machista e paternalista ainda são os mais esdrúxulos. O filme é uma direção de Valerie Faris e Jonathan Dayton, de a Pequena Miss Sunshine.

Guerra dos Sexos

Imagem: Reprodução/Guerra dos Sexos (2017)

O foco central é entre a Billie Jean King e o tenista machista Bobby Riggs (Steve Carell), que desafia as melhores tenistas a jogarem contra ele. Por trás estão comentários insossos, agressivos, ofensivos e absurdos. Ele se intitula como um “macho chauvinista” viciado em apostas, que joga tênis muito bem mas o seu interesse na maior parte do tempo é dizer que o lugar de uma mulher é na cozinha. Opinião bastante retrógrada que incomoda mulheres bastante autênticas a se mobilizarem.

Guerra dos Sexos

Imagem: Reprodução/Guerra dos Sexos (2017)

São tantas ponderações machistas feitos pelos comentaristas dos jogos, que são homens, e pelo próprio Bobby, que fica realmente difícil de acreditar que as pessoas achavam normal ter esse tipo de atitude sobre a igualdade de gênero. O mais absurdo é saber que esse ideal da soberania masculina perdura ainda nos dias de hoje.

Exatamente por ser um filme com temáticas intensas e que incomodam, é necessário que todo mundo vá assistir. Ele já está nos cinemas e possivelmente será indicado a alguma categoria do Oscar. Ainda não está convencida? Vem cá!

A Guerra dos Sexos e o poder da mulher

O objetivo do filme é claro: mostrar que há muito tempo a mulher luta por um espaço e pela igualdade. Isto apenas significa ter os mesmos diretos, privilégios e oportunidades do homem. O mínimo para uma sociedade viver bem e em harmonia.

Billie procurava ter apenas respeito por meio do tênis, e assim receber a mesma quantia de dinheiro das premiações. Os vencedores homens ganhavam 8 vezes mais do que a vencedora mulher, sendo que a venda de ingressos para o torneio feminino e masculino eram iguais. Isso desencadeia uma série de atitudes por parte de Billie e de outras mulheres que acreditam nos mesmo princípios e levantam a bandeira do feminismo.

Guerra dos Sexos

Imagem: Reprodução/Guerra dos Sexos (2017)

Reconhecimento

O que as pessoas precisam entender sobre a luta da mulher por igualdade e oportunidade é uma coisa bem simples: é a procura pelo reconhecimento. Claro, o feminismo tem várias vertentes por conta da diversidade, mas se prestarem atenção, o fundamento é o mesmo: a procura pelo reconhecimento e, consequentemente, pelo respeito. O mínimo entre pessoas racionais.

Ame as pessoas

A verdade é que nos apaixonamos pelas pessoas, por quem elas são, suas vontades e desejos, seus sonhos e em tudo o que ela acredita e faz a gente acreditar. Não é assim para você? Vai além do que está por fora. A Guerra dos Sexos traz em pauta um relacionamento LGBT, e o modo como ele é tratado é maravilhoso, sincero e inocente. Mostra, também, a dificuldade do autoconhecimento por conta da sociedade opressora.

História verídica

A Guerra dos Sexos, originalmente a Batalha dos Sexos, existiu mesmo em 1972, e aconteceram algumas outras edições. Mas o jogo lendário foi exatamente o do filme, entre Billie e Bobby.

Atualidade – muita coisa precisa mudar

Fica nítido que evoluímos muito pouco. Ainda há machismo, discursos de ódio, opressão. Falta conhecimento, compreensão, respeito e amor. A sociedade ainda não aprendeu a empatia. A história é dos anos 70, já estamos em 2017 e pouca coisa mudou. Isso é realmente triste e até incompreensível. Afinal, são sentimentos simples de se ter por outras pessoas.

Por isso, é importante sempre lutar e nunca desistir. Lutar por seus direitos, seus ideais, conquistar o seu espaço e mostrar o seu valor e contribuições para uma sociedade melhor. Muita coisa tem que mudar, e é um trabalho de formiguinhas. Juntas somos mais fortes!

Imagem: Reprodução/Guerra dos Sexos (2017)


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)