O que você procura?

Você sabe qual é um dos principais motivos que nos impede de ter relacionamentos saudáveis e dignos?

Nossas crenças!

Sim, as nossas crenças são um dos principais fatores a influenciar a qualidade das nossas relações. Essas crenças são importadas da nossa sociedade, dos nossos costumes, das pessoas com quem convivemos e principalmente daqueles que nos criaram. Quando criança a gente não tinha muita noção das coisas, então acabamos por reproduzir os modelos que nos ensinaram como certos –  e eles podem ser saudáveis ou não.

É extremamente importante entender que as pessoas que nos ensinaram a relacionar, seja por exemplo ou por palavras, estavam fazendo o melhor que podiam. Ninguém vive um relacionamento indigno porque quer, mas sim por ainda não estar totalmente consciente do que está fazendo.

Aqui estão alguns exemplos clássicos de crenças limitantes sobre relacionamentos saudáveis:

“Eu não mereço ser amada”, “tenho medo de me relacionar”, “não quero sofrer”,”mulheres/homens traem”, “homens/mulheres não amam”, “mulher/homem é sacana”, “se eu não fizer direito alguém vem e faz no meu lugar”, “como posso ter um relacionamento feliz diante de tantas pessoas que não tem essa oportunidade?”, “tá bom demais pra ser verdade” e até coisas como “não posso ser mais feliz que a minha mãe”.

relacionamentos saudáveis

Sim, gente. Você pode estar se perguntando: como é que isso veio parar dentro de mim? Em sã consciência eu jamais teria crenças malucas como essas!
Exatamente. Não teria. Elas são crenças inconscientes, que influenciam sutilmente os nossos atos. É por isso que eu disse anteriormente: ninguém sofre porque quer, mas porque ainda não está totalmente consciente do que está fazendo.

A nossa verdadeira vocação é o afeto, a amorosidade. Essa afirmação pode parecer insana diante do quadro atual da humanidade, mas sinta comigo. Tudo o que o ser humano procura é aceitação. Nós somos seres gregários, precisamos nos relacionar uns com os outros. Precisamos de relacionamentos saudáveis. E quando não exercemos a nossa verdadeira vocação, adoecemos, desenvolvemos compulsões, vícios e consumimos coisas que não precisamos. Tudo na tentativa de tapar o buraco que o afeto não cobriu. Exercer essa vocação requer prática e persistência, nem sempre acontece da noite para o dia.

Afinal, foram anos acreditando que você não era digna de ser amada

Sabendo que é só se amando que se é amada(o), e que as nossas crenças moldam nossos atos diante da realidade, como é que eu posso me curar de coisas que não preciso mais?

Bem, existem inúmeras práticas e tratamentos que podem te auxiliar no reconhecimento e na cura desses padrões. A respiração consciente, a meditação, a yoga, a EFT (Emotional Freedom Techinique), o ThetaHealing, os florais de Bach, a PNL (Programação Neurolinguística) e a constelação familiar são algumas das ferramentas que te levam diretamente à raiz da questão. Mas lembre-se: elas são ferramentas. Quem faz o trabalho é você!

relacionamentos saudáveis

Entendo que a afirmação “ninguém está aqui para sofrer” pode parecer simplista num primeiro momento, mas se você chegou a esse texto é porque algo aí dentro já sabe disso. Muitas vezes fechamos com a ideia de que não há pessoas para se ter relacionamentos saudáveis devido aos nossos padrões relacionais do passado. Só que se você está lendo isso é porque lá no fundo já reconhece que pode elevar esse padrão de consciência não só nos relacionamentos, mas em qualquer área da vida.

Como diz o coach relacional Arly Cravo, “a doença é a saúde pedindo passagem”. Você pode se curar e curar as suas relações 🙂

Pra fechar com chave de ouro, deixo de presente pra você um ebook exclusivo que preparei com carinho para que você já possa ter acesso a algumas dessas ferramentas mencionadas no texto. Para acessá-lo, basta clicar aqui!

Se você gostou deste texto, clique em curtir e compartilhe com aqueles que podem se beneficiar dele 🙂

Imagem: Pexels


E o que você responderia a essa pergunta aqui embaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)