O que você procura?

Kim Kardashian passou por momentos de muita tensão no último final de semana. Ela, que está em Paris para a semana de moda local, foi feita refém no seu quarto de hotel durante um assalto a mão armada. Porém, por ser famosa – e, acima de tudo, rica – muitas pessoas nas redes sociais acharam que podiam fazer pouco caso do sofrimento alheio.

Segundo o E! Online, dois homens renderam a socialite no seu quarto de hotel na noite de domingo, dia 2, a amarraram e amordaçaram e levaram mais de US$9 milhões em joias, de acordo com estimativas. Fontes explicam que Kim tinha certeza que ia morrer e pediu pela sua vida porque tinha crianças esperando por ela em casa.

Assim como aconteceu com Gigi Hadid, foi comum encontrar no Twitter e no Facebook pessoas comentando que a socialite não tinha porque ficar triste – ou ser motivo da pena alheia – por ter perdido milhões de dólares em joias que foram roubadas. Isso porque, como ela é uma celebridade milionária, ela poderia facilmente comprar outras. E, mais do que isso, ela, no papel de celebridade, está sujeita a passar por esse tipo de situação.

No mundo existe uma cultura chamada de cultura do estupro, que determina que as mulheres podem ser consideradas culpadas por coisas que não estão sob o seu controle e nos quais elas são, na verdade, vítimas. Além disso, implica que uma mulher pode ser criticada pelo seu comportamento a todo momento, e que ela pode – e deve – ser motivo de análise constante pela mídia.

Quando o assunto são as celebridades, existe uma noção de que elas são obrigadas a lidar com certas coisas e não podem se sentir mal ou tristes com certos acontecimentos porque tem muito dinheiro. Como se o salário milionário justificasse uma felicidade constante. Ou seja, falta empatia e uma certa noção de quem é culpado ou vítima em um caso como esse.

Chrissy Teigen usou a sua página no Twitter justamente para defender essa ideia e sair em defesa de Kim Kardashian que, no mundo online, já tem a fama de ser uma celebridade ‘bagaceira’ e ‘brega’ e, por isso, tem inúmeros memes a seu respeito rodando a web.

“A fama é interessante. Nós temos que amar vocês [os fãs] ao mesmo tempo que sabemos que vocês vão fazer um meme com os nossos corpos mortos para conseguir retuítes”, escreveu. “Por favor, não pensem que eu acho que as celebridades são flocos de neve especiais, mas eu só sinto falta da empatia, no geral, para todo mundo”.

Até mesmo Chrissy, que tentava olhar para a situação de uma maneira diferente, precisou sofrer com os trolls, um dos quais disse que ela deveria se preocupar em ‘dar prazer ao seu marido’ ao invés de problematizar uma questão como essa – mais um exemplo claro dessa cultura que domina a nossa sociedade.

Não existe no mundo qualquer piada que justifique a violência contra a outra pessoa. Como muitos falaram na internet, Kim Kardashian é mãe, irmã, esposa e amiga de muitos e uma experiência como essa, independentemente do valor que a pessoa tem na conta bancária, não é justificada de forma alguma. Ou seja, é hora de lembrarmos a importância da empatia e porque ela é tão importante, mesmo com aquelas pessoas que não estão próximas de nós.

Imagem: Instagram


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)