O que você procura?

Eu não quero ter filhos. Acho importante começar o texto por aí. Porém, eu tenho amigas que querem ser mães, e penso como, neste momento da história do mundo, é importante uma criança ser criada muito mais livre do que no passado. Por isso, acredito também que existem coisas que todos precisamos ensinar, seja para os nossos filhos ou não, para criarmos um mundo mais igualitário e justo – uma forma de não reproduzir o machismo para as crianças.

O primeiro passo para isso é ser o exemplo. Nós estamos o tempo inteiro ensinando o que aprendemos ao longo da vida, e para ensinar uma criança qualquer coisa, a gente precisa viver primeiro. Ou seja, se você quer que o seu filho ou filha entenda que homens e mulheres são igualmente importantes no mundo, então você precisa viver isso dentro de casa. Só assim o aprendizado vai ser efetivo.

Na verdade, isso é o mais importante de tudo: você precisa viver o que quer ensinar. A partir daí é só acertar as arestas e definir os pontos que precisam ser trabalhados quando você estiver cuidado do seu filho. Assim, a gente quebra o ciclo de reproduzir machismo para as crianças e elas começam a crescer cada vez mais livres. Se você não sabe por onde começar, a gente ajuda:

1.Menino pode brincar de boneca

Sabe essa coisa de brinquedo de menino e de menina? Então. Isso não existe. Brinquedo é brinquedo, sem diferenciação entre os gêneros. Se um menino quer brincar de boneca e uma menina de carrinho, eles podem. Isso não influencia em quem eles são de verdade. Dizer que existem brinquedos para gêneros diferentes só ressalta essa diferença e coloca na cabeça da criança uma ideia de existe algo ‘bom’ e ‘ruim’ (por exemplo: carrinho é bom e boneca é ruim).

2.Menino pode usar rosa

Uma cor de roupa é apenas uma cor de roupa. Um menino usar rosa não significa que ele é ‘gay’ ou que ele vai se tornar homossexual um dia. Isso é simplesmente absurdo. Deixe os meninos usarem rosa se eles quiserem e as meninas usarem preto ou azul marinho. Não tem nada errado em usar cores. É uma questão de liberdade: a coisa só se torna ‘errada’ quando damos esse significado para ela. Se uma criança aprende que é legal usar rosa e todas as outras coisas, para ela será algo natural.

3.Meninas podem jogar futebol

Aqui, vemos mais ou menos a mesma coisa que os brinquedos de ‘menino ou menina’. Jogar futebol é uma atividade física. Por que não seria uma ‘coisa de menina’? Os meninos são criados para acreditar que o futebol é como um deus masculino – se você não gosta, tem alguma coisa errada com você. E para as meninas, é o contrário: se elas gostam, então elas são estranhas ou estão apenas tentando chamar atenção dos homens. Não. Meninas podem sim gostar e jogar futebol se elas quiserem. É preciso dar a opção para a criança. Confie que ela vai saber o que gosta e não gosta – e que isso não terá qualquer influência na sua preferência sexual.

4.Meninos podem chorar

Um ponto altamente machista da criação de crianças é que meninos não podem chorar. Os homens são ensinados, desde pequenos, a reprimirem os seus sentimentos, e vem aí toda aquela ideia de que homem sensível é gay. Homens e mulheres são serem humanos e todos têm sentimentos e sentem tristezas e alegrias. Todos têm direito de chorar, se essa for a sua vontade. Então, deixe os meninos chorarem livremente, deixe que eles desabafem o que sentem e que sejam acolhidos por isso. Não rejeite o choro de ninguém.

5.Meninas não precisam ser perfeitas

Ao contrário, as mulheres são ensinadas desde sempre que precisam ser perfeitas. Bonequinhas, de vestido e sapatinho, sempre bonitas e impecáveis. Não, esse é mais um ideal machista, que coloca a mulher em uma redoma de vidro, como se ela fosse frágil e tivesse apenas uma função no mundo: ser um objeto perfeito de admiração. Mulher trabalha duro, suja as mãos quando precisa, é forte e corajosa. Ensine a coragem e não a perfeição.

6.Meninos lavam louça e cuidam da casa

Criar um ambiente e uma cultura de igualdade implica em acabar com a ideia de que os meninos e homens não têm lugar nas tarefas domésticas. Todos dentro de casa precisam de uma tarefa, sem diferenças. Um dia os meninos lavam a louça e passam aspirador de pó enquanto as meninas arrumam a cama e lavam a roupa. As tarefas precisam ser compartilhadas por todos, sem diferenciação.

7.Menino não ‘empurra ou morde’ a amiguinha porque gosta dela

A gente ensina às meninas que quando um menino empurra, briga ou implica com ela, ele gosta dela. Isso abre um precedente para aceitarmos comportamentos violentos como se fossem um sinal de amor. Querendo ou não, ou empurrão ou uma mordida são um tipo de violência, portanto, corte isso pela raiz. Pessoas que se gostam se tratam com carinho, repeito e admiração – nada de empurrão no pátio ou mordida no parquinho.

8.Menino não é pegador e menina não é santinha

Uma das primeiras coisas que perguntamos para meninos pequenos é ‘e as namoradinhas?’. Isso ensina que eles precisam sempre estarem focados em encontrarem uma mulher, em pegar muito, em transar com todas e assim por diante. Ao contrário, as meninas precisam se resguardar, não podem namorar muito, devem ser boazinhas e obedientes. O que nós precisamos ensinar é que pessoas são pessoas e cada uma vai definir a forma que se sente mais confortável se relacionando com as outras. Nada de pressão nem de cobrança. Deixe que a criança cresça e descubra por ela mesma o que ela gosta e como ela gosta de se relacionar com alguém.

Imagem: Pexels


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤