Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

O que é moda inclusiva pra você? É aquilo que estão vendendo ou um conceito abrangente? A palavra já diz tudo: inclusão. São cerca de 46 milhões de deficientes no Brasil e o mercado da moda, por aqui, não pensa sobre isso.

moda inclusiva

Imagem: Pinterest

Você consegue imaginar uma cadeirante na passarela? Ou uma amputada? Provavelmente não, já que poucos desfiles possuem essa categoria introduzida. Minha defesa de TCC (trabalho de conclusão de curso) foi sobre a moda como fator de empoderamento para mulheres cadeirantes, dando ênfase nas blogueiras portadoras dessa deficiência.

As pessoas ao meu redor perguntavam “mas nossa, elas existem?”, sim elas existem! E o número delas é grande e garanto que possuem uma qualidade incrível. A verdade é que fechamos os olhos para isso, gostamos do diferente agradável aos olhos e não daquilo que é comum (já existiam escravos com deficiência e índios também, vocês sabiam?) e que deve ser encarado com naturalidade e não como doença ou incapacidade (leia mais aqui).

Acordar e se vestir é uma forma de independência.

Uma das frases que levei comigo para refletir sobre o tema, dita pela Daniela Auler, idealizadora do projeto Moda Inclusiva, foi: “quando você acorda o que você faz? Você se veste. Imagina alguém que precisa ficar pedindo para fazerem isso? Essa pessoa fica dependente e acaba, muitas vezes, até mesmo entrando em depressão”.

moda inclusiva 3

Imagem: Pinterest

Pensar em uma moda inclusiva que abranja todos gêneros de pessoas não é algo fácil, mas pode ser possível de diferentes maneiras e eu vou listas algumas que encontrei durante minha pesquisa para o tema:

  1. Calças de material que não escorregam em bancos: pensando mais na questão dos deficientes, esse tópico é por conta de uma das minhas entrevistadas que reclamou que as calças legging normalmente escorregam na cadeira e que é difícil encontrar uma que fique boa. Sei que muitas vezes é mais cômodo usar essas calças porque elas são molinhas e fresquinhas, mas já pensou pra quem só pode ficar sentado?
  2. Pensar aberturas diferenciadas: eu não sei vocês, mas eu não suporto zíper na parte traseira do corpo, sempre tenho que pedir para alguém fechar pra mim. Dependendo do grau de deficiência, isso pode ajudar muito. Um zíper na lateral ou trocar por outros aviamentos facilitaria não apenas a vida deles, mas a nossa também.
  3. Não criar rótulos dentro das próprias lojas: aqui eu não falo apenas do feminino e masculino, mas também do plus size. Porque tudo que é diferente tem que ser colocado em um local específico e não pode ter em todas as fast-fashion? Ficar sempre determinando uma categoria para expor as peças é uma forma de deixar tudo ainda mais segregado.
  4. Campanhas mais inclusivas: quando eu vejo uma matéria falando “campanha de marca y é elogiada por ser inclusiva” eu já fico com o pé atrás. Motivo? Nunca há deficientes presentes! Sei que pareço a problematizadora chata que nunca está satisfeita, mas e se fosse você? E se você não tivesse representatividade? Se colocando no lugar do outro fica mais fácil de entender. Na minha opinião não deveria ser regra, mas ter mais inclusão de forma natural e não “olha, aqui encontramos uma campanha só para a pessoa com deficiência” seria melhor.
  5. Não pensar que moda inclusiva é classificatória: esse é o maior erro que tem! Estamos sempre em busca de podermos abraçar o mundo que nos vemos elogiando marcar e/ou campanhas que falam só de uma turma x ou y e não de um todo. Classificar a moda inclusiva como “a moda para deficientes”, “a moda para negros” só a torna mais segregativa. Vamos pensar num geral e antes de sair elogiando um desfile considerado diferente, vamos parar para refletir se aquilo realmente está abrangendo todas as classes como diz ou se é apenas mais um que classifica.

@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)