O que você procura?

O mundo nem sempre foi fácil para as mulheres. Hoje, nós ainda estamos numa busca por igualdade, mas já conquistamos alguns direitos muito importantes que nos deram mais liberdade. Por exemplo, é comum ver mulheres que não querem ter filhos, ou que planejam quantos filhos querem ter na vida. Para isso, a gente precisa conhecer quais são os métodos contraceptivos, e como eles evitam a gravidez indesejada ou infecções sexualmente transmissíveis.

Provavelmente você já deve conhecer a pílula e a camisinha. Você deve ter ouvido inclusive, que a melhor maneira de se proteger é combinando estes dois métodos. Isso tudo está certo. Porém, ainda existem muitas dúvidas sobre quais métodos contraceptivos são os mais indicados. Toda mulher e adolescente tem o direito de decidir qual o melhor método para si mesma, desde que busque informação correta.

Por isso, é importante que você tenha o auxílio e orientação de uma ginecologista que oriente o que funciona melhor para o seu corpo. Os mais modernos são classificados entre métodos de barreira e métodos hormonais. Veja abaixo os métodos contraceptivos mais populares e qual é o mais indicado para você:

Tudo o que você sempre quis saber sobre métodos contraceptivos mas tinha vergonha de perguntar

Métodos de barreira

Os métodos contraceptivos de barreira evitam a entrada do esperma no útero. Eles são removíveis e não possuem a influência de hormônios. Estes métodos são indicados às mulheres que não podem ou não querem um tratamento hormonal.

Camisinha masculina

Apesar deste tipo de camisinha ser voltada para o gênero masculino, não deixa de ser um contraceptivo importante para as mulheres. É sempre bom deixar uma ou duas na carteira (veja mais coisas que você não pode esquecer aqui) para não ser pega desprevenida. Este método serve para recolher o esperma e impedir que ele entre no corpo da mulher. A camisinha é feita de látex e deve ser jogada fora após o uso. Além de prevenir gravidez indesejada, previne contra doenças sexualmente transmissíveis.

Camisinha feminina

Menos comum que a versão masculina, a camisinha feminina é inserida na vagina antes da penetração para impedir que o esperma entre no útero. É um método menos usado porque provoca um certo desconforto, por isso o preservativo já é pré-lubrificado com silicone. Se você quiser, pode usar lubrificantes à base de água ou óleo para melhorar o uso. Assim como a camisinha masculina, impede a gravidez e o risco de transmissão de DSTs.

Diafragma

O diafragma é um dos métodos contraceptivos menos conhecidos. É feito de silicone, em forma de cúpula, ao redor de um anel flexível. Assim como a camisinha feminina, deve ser inserido na vagina antes da relação sexual. Para aumentar a lubrificação é indicado o uso de um creme ou geleia espermicida, que também servem para aumentar a prevenção. A diferença do diafragma para as camisinhas é que ele não previne contra infeções sexualmente transmissíveis e deve permanecer no lugar de seis a oito horas após a relação.

DIU

O dispositivo intrauterino, mais popularmente conhecido como DIU, é um método anticoncepcional de longa duração. O corpo reage ao DIU como se fosse um corpo estranho, provocando uma inflamação no útero que impede que os espermatozoides se fixem. Geralmente, ele costuma prevenir a gravidez por até 10 anos. É composto por um pequeno aparelho flexível, que deve ser inserido na mulher. O DIU também é conhecido por ser reversível, ou seja, é possível engravidar logo após retirar o dispositivo. Pode ser usado por quase todas as mulheres, desde adolescentes à mulheres mais velhas. A escolha do modelo ideal e o procedimento devem ser feitos por um profissional de saúde.

Métodos contraceptivos hormonais

Os métodos contraceptivos hormonais servem para controlar ou interromper a ovulação, evitando a gravidez, através da influência de hormônios para o corpo. Como não previnem contra as doenças sexualmente transmissíveis, precisam ser combinados com um método de barreira como as camisinhas feminina ou masculina.

Pílula anticoncepcional

A pílula anticoncepcional, ou simplesmente pílula, com certeza é o método contraceptivo mais conhecido, mas não deve ser considerado como uma primeira opção. Pode ser usada desde a primeira menstruação, mas por ser um meio hormonal, não é a melhor escolha para todas as mulheres. Geralmente, toma-se um comprimido por dia por um número determinado de dias (entre 21 e 28) e depois inicia-se uma nova cartela. O melhor tipo de pílula para cada paciente deve ser indicado por um ginecologista. Este medicamento é tão popular porque muita gente começa a tomar pílula antes mesmo de começar uma vida sexual. O Ministério da Saúde alerta que esta medicação só deve ser usada como regulador menstrual e de espinhas com avaliação criteriosa de um profissional.

Contraceptivo injetável

O contraceptivo injetável funciona quase da mesma maneira, mas é aplicado mensalmente ou uma vez a cada três meses, dependendo do tipo de medicação. É um método bastante eficaz para evitar a gravidez. Pode ser usada desde a primeira menstruação, embora seja recomendada para o uso a partir dos 16 anos. A aplicação deve ser sempre feita por um profissional de saúde.

Anel vaginal

Este método contraceptivo consiste em um anel fino e flexível, que deve ser inserido na vagina durante três semanas. Na quarta semana, o anel deve ser removido. Ao fim de sete dias de pausa, um novo anel deve ser reinserido. Assim como os outros métodos contraceptivos hormonais, ele libera hormônios que impedem a ovulação. A indicação e uso deve ser feitas com o acompanhamento de um ginecologista.

Mirena

O Mirena é um aparelho similar ao DIU, mas a diferença é que ele libera uma pequena quantidade de hormônios, impedindo que ocorra uma gravidez. Ele evita que a mulher ovule, e em cerca de 50% dos ciclos também dificulta a passagem dos espermatozoides. Por ter essas duas funções combinadas, é considerado um dos métodos contraceptivos de maior eficácia. O Mirena deve ser colocado por um profissional de saúde, e pode permanecer dentro do útero pro até cinco anos.


Agora que você já leu esse texto, que tal ajudar uma amiga no Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤