O que você procura?

Começar uma dieta é quase ter vontade de desistir todos os dias. Quando você sai à noite e decide manter o foco, te acham chata. Se você decide se dar uma folga, perguntam que tipo de dieta é essa que permite álcool e fritura. Aí você passa metade do dia pensando no resultado final, e a outra metade refletindo se todo esse esforço vai valer a pena. Nunca está bom. A pressão pelo corpo perfeito nos cerca o tempo todo, não importa o quão magra, gorda ou desconstruída você seja. Sempre vai ter alguém para fazer o comentário errado na hora errada, ou alguma questão sobre a qual você se sinta insegura.

As mulheres gordas sofrem uma pressão ainda maior. É horrível não se ver representada na mídia. A gente começa a achar que é “errado” ser daquele tamanho e que o corpo perfeito é o corpo magrosaradotrincado. Por um lado, a moda têm se esforçado para quebrar estereótipos. Aqui no Brasil, a maior referência de lançamento de tendências é o SPFW. A nossa equipe esteve por lá, para conferir o quanto os discursos de empoderamento estão sendo colocados em prática na indústria da moda. O desfile da LAB, marca dos irmãos Emicida e Fióti, é uma iniciativa forte para aumentar a diversidade no SPFW. Por outro, uma rápida passada no backstage mostra que as modelos dentro do padrão de beleza atual ainda predominam nas outras marcas. E sabe o que é mais louco? É que até essas mulheres em posição super privilegiada têm inseguranças em relação ao próprio corpo.

Babi Berger e Renata Kuerten falam sobre a “pressão pelo corpo perfeito”

Com a proximidade do verão, no SPFW N44 os estilistas investiram pesado em moda praia. Isso significa que é a edição na qual as modelos precisam estar preparadas em dobro, porque além da pressão natural de um desfile, as inseguranças se multiplicam pelo fato de usar um biquíni. Segundo as veteranas Babi Berger e Renata Kuerten, a preparação para o corpo perfeito nunca pára. E só piora quando chega na Fashion Week.

corpo perfeito

Imagem: Reprodução/ FFW

A Babi Berger é uma modelo gaúcha com muita experiência. Começou a carreira com 17 anos, mora em Nova York desde os 20, e tem no currículo editoriais e capas de revistas como Glamour, Vogue, Elle, além de campanhas para Armani, Ellus e Tommy Hilfiger. Além disso, ela e health coach, formada por um curso sobre lifestyle e alimentação saudável. Ela participou do desfile da Água de Coco, que encerrou o terceiro dia de eventos do SPFW n44. Minutos antes do grande momento, a gente conversou sobre a pressão de desfilar de biquíni. Para ela, o primeiro passo para não perder a cabeça é aceitar as mudanças do corpo durante o dia e fugir das comparações.

“Eu não posso simplesmente ficar chateada comigo mesma porque, sei lá, hoje eu menstruei e estou inchada. Ou eu acho que não malhei o suficiente. Sempre vai ter, qualquer mulher, a mulher mais perfeita vai ter uma coisa nela que ela vai se sentir insegura e não tem como, acho que é uma coisa meio da gente. Não adianta eu chegar e me comparar com a Renata Kuerten, por exemplo, que é sarada, o corpo dela é trincado, e se eu me comparar eu vou me colocar para baixo. Eu acho que nós mulheres fazemos errado às vezes, de olhar para a outra e querer o que ela tem. Procura o que você tem de melhor! Eu não tenho a bunda mais durinha, não sou a mais sarada, minha barriga não é trincada e eu fiz desfile lindamente de biquíni a vida inteira e os clientes não reclamam”, contou Babi para o Superela.

corpo perfeito

Imagem: Reprodução/ FFW

No dia anterior, a Renata estava super agitada por conta dos desfiles da Vix e Tryia, duas marcas de beach wear. Ela é conhecida como “musa da barriga trincada” e se divide entre as passarelas e o estúdio do programa Conexão Models, que apresenta na Rede TV! Nesta edição, a modelo iria desfalcar o casting porque as gravações do programa havia sido marcada para as datas do SPFW. A menos de uma semana do evento, ela recebeu uma ligação do agente confirmando os desfiles.  “Aí chego no backstage, quem tem? Quinze meninas. Dezesseis, dezesseis, dezesseis, todas com dezesseis anos. A trintona lá, tia chegou, é pressão na certa, né miga? É mais pressão do que antigamente. Nossa senhora, dá um ataque do coração, um desespero tudo junto” conta Renata.

Como diria Caetano Veloso: “cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”.

Imagem de capa: Reprodução/ FFW


Agora que você leu esse texto sobre corpo perfeito, que tal ajudar uma amiga no Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)