Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Todo conto de fadas começa com magia e encantamento, e aqui não é diferente. A diferença se dará no “Felizes para sempre” que, na nossa história, só pode acontecer no singular quando você se der conta de que o teu príncipe nunca foi príncipe, mas sim um verdadeiro carrasco da torre.

As fases de um relacionamento abusivo são bem parecidas para as mulheres que vivenciam esse drama, mais para Hitchcock do que para Walt Disney.

Fases de um relacionamento abusivo: do príncipe ao carrasco

1. O Encantamento

príncipe

Veja se você se identifica ou conhece alguém que está passando por isso. A gente conhece um cara com um jeito um pouco tímido ao lidar e falar conosco, sempre muito atencioso. Parece até que gosta mais de ouvir do que falar. Ele se mostra apaixonado, parece gostar de tudo que nós gostamos e faz questão rapidamente de te mostrar isso.

Como esse comportamento é diferente do de outros caras, a gente logo se encanta…afinal, foi justamente isso que buscamos a vida inteira: um cara apaixonado que não tem medo de demonstrar seus sentimentos. Um homem tão sincero e apaixonado merece uma chance, não é?! E assim, nos deixamos envolver…acreditamos, finalmente, termos encontrado O cara certo!

2. Êxtase

E em meio a esta fase de encantamento e no auge da paixão, estamos em êxtase! Não percebemos e, mais ainda, relevamos todo e qualquer comportamento “suspeito” de nosso príncipe. Ele não quer que você saia com aquele vestido coladinho? Ah, tudo bem…é só ciuminho bobo, que lindo, ele está mesmo apaixonado! Ele não quer que você abrace seus amigos? Tudo bem…é um direito dele, que é muito respeitador!

Ele disse que a sua melhor amiga anda olhando esquisito pra ele…Puxa, ela não é quem você achava que fosse, né? Que maravilha ter um cara tão fiel e honesto ao seu lado, a ponto de te mostrar quem são verdadeiramente as pessoas que você chamou de “amigos” a vida inteira…

No êxtase tudo é lindo!

3. A negação

príncipe

Mas só VOCÊ está vivendo no êxtase! Teu príncipe é calculista e manipulador, não se deixa levar facilmente pelas emoções…

Aos poucos, teus – até então – amigos, começam a vir querer conversar…dizendo que você se afastou depois que começou a se relacionar com ele. Te dizem que ele não está deixando você ter amizades. E você? NEGA! Fica com raiva, briga com o mundo inteiro e acredita que ninguém mais é capaz de te compreender como ELE é.

Ele, por sua vez, te apoia…diz que inveja é um troço muito ruim, mas que você não precisa se preocupar por ter se afastado dessas pessoas do mal. Afinal…você tem a ele!! E o amor de vocês basta!

4. A depressão

Aos poucos, AQUELA menina alegre, comunicativa, bem disposta, produzida e bonita sumiu. Você não se reconhece mais. Não sabe o que está havendo consigo mesma.Se afastou dos teus melhores amigos e até brigou com seus familiares que tentaram te alertar sobre o comportamento dominador do teu amor.

Você agora está cada vez mais sozinha e isolada das pessoas. Já não tem muita vontade de sair e de socializar com ninguém… Teu “príncipe” continua na vida dele…e cada vez mais “preocupado” (leia-se DOMINADOR) com você. Te diz para não usar tanta maquiagem, porque você já é linda e não precisa disso. Te impede e te chantageia quando você diz que precisa sair, que precisa retomar o contato com as pessoas. Ele se faz de VÍTIMA todas as vezes que você TENTA sair do fundo do poço o qual ele te jogou.

E quanto mais depressiva e feia e afastada das pessoas você fica, mais feliz ele vive. É nesse ponto, então, que ele se torna violento, pois você começa a se debater, querendo voltar pra VIDA, querendo sair da depressão, querendo sua independência de volta e ele não aceita! Ele te agride, te ofende, te coloca pra baixo. Literalmente arrasa com a tua autoestima.

5. A dúvida e a culpa 

Depois de cada ataque e explosão dele, ele volta implorando perdão. Dizendo que vai mudar…e dando 1023847 justificativas para esse comportamento ATÍPICO que ele teve.

“SERÁ”? Você se pergunta. E mesmo com o mundo te dizendo, seu coração implora por mais uma chance. “Dessa vez vai ser diferente”. E vai mesmo.

Vai ser PIOR. Pois ele sabe que pode fazer o que quiser que você continuará implorando e perdoando. E cada vez mais vai piorando. E então, finalmente, vem a culpa. Ah…como ela é pesada! A culpa é monstra.

COMO VOCÊ NÃO ENXERGOU ISSO TUDO ANTES?!
COMO VOCÊ FOI IDIOTA! COMO VOCÊ ACREDITOU NELE?!

Gata…você fez tudo que fez por AMOR. O errado, o louco, o desequilibrado, é ELE. Que não faz a mínima ideia do que seja amor. O máximo que ele é capaz de sentir por alguém nessa vida é posse e dependência.

SIM! Abusivos são dependentes. Precisam de alguém sempre junto para se escorarem, para jogarem as culpas do mundo, para maltratarem e se sobressaírem.

Você deu as chances todas porque você tem coração. Fé. E bondade. Porque você acredita no ser humano. E eu te peço, por favor, que não deixe de ser assim! Não deixe um merda qualquer levar tudo o que há de melhor dentro de você. É normal você se sentir culpada. Culpada por todas as agressões e humilhações; culpada por ter perdido tanto tempo; por ter brigado com as pessoas que mais te amavam. Mas você esteve padecendo de um mal. Sua alma e mente estiveram doentes. Drenadas por um vampiro psíquico. As pessoas que realmente te amam entendem isso e perdoam.

VOCÊ é cercada de amor.

Os dignos de pena, são eles.

príncipe

Não é fácil enxergar um relacionamento abusivo. Não é fácil abandonar um relacionamento abusivo quando se está apaixonada. É dolorido. Penoso. Como um câncer que se alastra por todo o nosso corpo.

Eu já passei por isso e vivi todas as etapas da nossa historinha aí de cima. E eu não percebi que estava num relacionamento abusivo ATÉ SAIR DELE!

Somente quando eu me livrei das garras do meu carrasco é que percebi que aquilo não era normal, não era sadio, não era amor.

Até então, eu achava que éramos “apenas um casal difícil.”. Eu achava que éramos “apenas diferentes” e com “gênios fortes” e que por isso brigávamos demais.

Por isso estou aqui te dizendo:

CIÚME excessivo NÃO É PROVA DE AMOR.

SUBMISSÃO NÃO É COMPLACÊNCIA.

POSSE NÃO É CUIDADO.

AGRESSÃO NUNCA É “DE CABEÇA QUENTE”.

AGRESSÃO É SEMPRE DE CASO PENSADO.

EXISTEM VÁRIOS TIPOS DE AGRESSÃO.

A gente vai à lona. A vida desanda e tudo fica uma bagunça. Mas o lado bom é que a gente renasce. E renasce muito mais forte e esperta.

A gente aprende! E não cai mais em qualquer conversa barata… A gente aprende a reconhecer o AMOR legítimo e, então, nunca mais aceita genéricos.

Se você conhece alguém que está passando por isso, compartilhe esse texto com ela. Não se retire. Ela está precisando de ajuda. E se você se identificou com a nossa mocinha, saia fora o quanto antes. Dê uma chance a VOCÊ ao invés de priorizar sempre os outros. Você merece muito mais!

E siga acreditando no amor! Isso tudo foi apenas uma pedra no teu caminho. Levante e siga enfrente. O amor nos espera quando menos esperamos por ele!

#keepbelieving

Imagem: Reprodução/Reign


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)
Recomendado para você...