O que você procura?

Quando o amor acaba? Você sabe dizer?

De repente, o dia já não é mais tão bonito, como era antes. Agora, aquela música que fazia o seu coração disparar, já nem está mais na sua playlist. Aquela vontade de se arrumar para ficar em casa, deu lugar a qualquer roupa. O café da manhã na cama se resume a um simples “bom dia” com aquele bafo matinal. Será que chegou o momento de dizer adeus e partir para uma nova vida?

É claro que, quando você entra em um relacionamento, você espera que ele dure para sempre. No começo, tudo é motivo para rir, se divertir e deixar a emoção a flor da pele. Aquele friozinho na barriga, que consome vocês, é maravilhoso. Com o passar da relação, a cumplicidade vai crescendo, aquela saudade começa a ficar cada vez mais forte e a vontade de estar juntinho é maior que tudo nessa vida.

Eis, então, que alguns problemas começam a surgir na vida de vocês. E, como a grande maioria prefere deixar que as coisas se resolvam sozinhas, aquela maçã bem vermelha que estava no alto daquela linda macieira, com o tempo, vai apodrecendo e cai. Como é de se esperar, existem algumas coisas que acontecem e que muitos casais nem percebem e que pode ter decretado o fim do relacionamento de vocês. É a vida mostrando que o amor acabou.

Algumas vezes, não adianta volta atrás. Insistir em ficar com alguém, talvez, não seja o melhor caminho para ser feliz. Encarar a situação é o melhor a ser feito.

Separamos alguns sinais que mostram quando o amor acaba, vocês só não perceberam. Ainda. Por mais triste que possa parecer, pior é continuar com alguém que se quer amamos. A vida é curta demais para se impedir e impedi-lo de ser feliz. Bora dar um basta nessa vida e decretar a felicidade para você e para ele! Bora lá!

Sinais que mostram quando o amor acaba

quando o amor acaba - 1

1. “Olha essa toalha na cama. É sempre assim!”

É um exemplo clássico. Algumas coisas que você relevava, hoje, já não releva mais. Você sabe que, na verdade, a toalha na cama nem deixa você tão irritada assim. Afinal de contas, foi só um pedaço da cama que ficou molhado. A irritação não é por causa da cama. A sua irritação tem um nome e também sobrenome: acabou o amor!

A toalha também pode ser

  • O modo dele se vestir: aquela roupa que você adorava 10 anos atrás, já não atraem mais você. E aquele penteado, cruzes!
  • O violão e sua canção: todo sábado ele tira a tarde para tocar violão. O que era lindo de sentar e ficar ouvindo, hoje, é só mais um idiota sonhador que nunca vai ter uma música de sucesso em nenhum lugar.
  • “Fofuxa”: ele passou o relacionamento todo chamando você de nomes carinhosos, e que agora só trazem lembranças que você quer tirar da sua cabeça e, simplesmente, não sabe como.

Enfim, seja a toalha, o modo de se vestir, o violão, o apelido carinhoso, nada disso faz mais sentido para você, tudo é motivo para você se irritar. E se você aproveita a TPM para dizer que está de saco cheio, então, talvez, você esteja mentindo para você mesma.

Se você está se irritando com coisas que antes eram um mar de rosas, muito provavelmente o relacionamento de vocês chegou ao fim.

2. “Hoje, não! Estou com dor de cabeça!”

Mais clássica ainda. A novidade é quando vem da parte dele. Pode acontecer. Quando o sexo vira uma obrigação e não há prazer, pode ter certeza que o amor foi embora e não mandou notícias. Se você se arruma toda e fica prontinha para arrasar esperando por ele e ele se quer percebe você, o amor já virou a esquina. O mesmo acontece com ele, se ele se arruma, prepara o jantar, arruma a casa e você, ao retornar para o lar, só quer cama, e para dormir. O amor de vocês foi passear e não volta mais.

Para piorar somente quando o sexo acontece por obrigação e vocês nem se queixam de que não houve um beijo na boca durante o ato sexual. Aliás, o beijo na boca é a coisa mais incomum entre vocês. Selinho só quando é o momento de alguma comemoração.

Se na rotina, vocês mal se falam, e só trocam algumas palavras para resolver alguns problemas do apartamento ou da casa onde moram, e já tem até aquela sensação de estar com seu irmão, porque até no momento de tomar banho vocês se “respeitam”, então, o amor realmente foi viajar para bem longe. Para onde foi? Ninguém sabe, ninguém viu!

3. “Será que meu ex faria isso comigo?”

Você volta a se lembrar daquele momento maravilhoso que foi apagar todos os contatos do seu ex, um tremendo galinha, para ficar com o, até então, grande amor da sua vida. Só que agora, você se pergunta, “Será que aquele cafajeste faria a mesma coisa que o meu atual está fazendo comigo?” Você volta a se lembrar do passado e começa a se arrepender de ter terminado com aquele galinha, só porque você está ficando sozinha, mais uma vez.

Não somente do seu ex, você começa a repassar em sua cabeça todos os seus relacionamentos, e se pergunta com qual deles daria certo. E não para por aí. Começa a imaginar os possíveis pretendentes e como será o relacionamento de vocês. Em menos de 15 minutos, você já conseguiu imaginar mais de 20 novos relacionamentos, e adivinha? Todos esses relacionamentos são melhores que com o seu atual.

Aliás, até se nenhum de seus ex quisessem voltar com você, se nem esses futuros “pretendentes” quisessem ficar com você, você se vê muito melhor sozinha do que com o atual. É. Chegou a hora de você parar de tapar o Sol com a peneira e tomar a atitude que vai fazer você feliz de verdade. Bora?

4. “Tanto fiz que agora tanto faz!”

Você se importou durante anos com o seu amor. Você se dedicou, deu atenção, cuidou, deu carinho, só que agora, nada disso mais importa. Vocês já não olham na mesma direção. Cada um olha para um lado e veem que a grama do vizinho é mais verde que a de vocês. Você deu presentes, gastou o seu 13º para reanimar a chama entre vocês e nada. Você fez tudo aquilo que você julga possível e plausível para que o relacionamento de vocês funcionasse. Acontece. Aceitar que o relacionamento é de dois e não somente de um, é uma forma de encarar. Da mesma forma que “quando um não quer, dois não brigam”, quando um não quer, dois não ficam.

Não queira estar com pessoas que não querem estar você. Prefira vive sozinha a viver com alguém pelo medo de ficar só. “Antes só que mal acompanhada”. Vale lembrar que a mal companhia não se trata de alguém ruim, mas de alguém que não ama você como você deve ser amada. Digo o mesmo caso você não ame mais essa pessoa. Deixar as pessoas livres para que possam encontrar outras que as amam e queiram estar junto delas, também é uma forma de mostrar respeito pelo que viveram.

5. “Não faz isso comigo! Não, por favor”

A pior forma de perceber que o amor chegou ao fim é a falta de respeito entre vocês. E não fala de traição, quando se engana com o corpo. Também não falo do fim da lealdade, quando se engana com o coração, com ações que muitas pessoas se quer pensam durante uma relação. Também não falo de violência, algo que deve ser denunciado. Sempre! Trago esse ponto para reforçar o anterior e para mostrar que, às vezes, fazemos coisas durante um relacionamento sem pensar na pessoa com a qual compartilhamos os nossos dias. Uma conversa displicente, uma expressão facial provocativa no sentido pejorativo, um olhar de reprovação, gestos que denunciam a sua falta de amor, ou dele. São pequenos detalhes de seu dia a dia que mostram que isso não importa mais para você.

Para piorar, o fim do respeito é visível quando pequenas discussões viram picuinhas, motivos de piada e depreciação do parceiro na frente de familiares, amigos, conhecidos e até quem não conhece o casal.

quando o amor acaba - 2

Não se engane. Não viva um amor pela metade. Nem queria que a pessoa com quem você compartilha sua vida, viva um amor pela metade.

A vida é muito curta para viver um amor meia-boca. Quando o amor acaba é hora de dizer adeus!

Permita-se viver o amor e sua felicidade em sua plenitude. Não se prenda a ninguém pelo medo da solidão, pelo medo de não ser amada, ou por qualquer medo. O relacionamento deve vir para transbordar a sua vida, não para completar ou fazer você feliz. Essa não é obrigação de ninguém. O amor deve ser sentido e vivido da forma mais pura e mais linda possível.

Se você está com dificuldades em seu relacionamento, quero que saiba que existe um grupo no Facebook, o Bora Conversar, onde ajudo você a ser uma mulher segura e a tomar decisões acertadas para que possa viver feliz no relacionamento, sem medo de ficar sozinha. Todas às terças, temos um encontro online e conversamos diariamente. Clique aqui para se inscrever e receber, totalmente grátis, o Ebook “5 passos para ser uma Mulher Segura”.

Se ainda assim, você quiser participar do Programa Bora Ser Feliz, de forma individual e diretamente comigo, pode dar uma olhada nele aqui e marcar o seu primeiro módulo, A Sessão Sentimental. Para leitoras Superela, o primeiro módulo é um presente meu para você.

Clique aqui para conhecer o Programa Bora Ser Feliz e agendar sua Sessão Sentimental.

Ficarei aguardando você. Seja feliz agora. Amanhã, pode ser tarde demais.

Bora Ser Feliz! 😉

Imagem: Pexels


Agora que você sabe quando o amor acaba, que tal responder a pergunta abaixo no Clube?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual tema você gostaria de ver aqui?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)