Receba nossos e-mails incríveis
NOVO App Clube Superela!! ♥
Pergunte e converse anonimamente
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto
Receba nossos e-mails incríveis

Leia temas do seu interesse:

/

Relacionamento virtual vale a pena?

Evana Ribeiro

Colunista Superela

Mais textos

Pode parecer uma coisa completamente nova para muita gente, mas os relacionamentos à distância existiam desde o tempo de nossas avós. Não raro, um casal precisava manter temporariamente um namoro via carta; ou mesmo se conheciam assim, trocando cartinhas graças a seção de correspondência de algumas revistas que circulavam antigamente, como a Sétimo céu (eita, que a gente foi longe buscar!).

Nos anos 80 e até os 90, o rádio era o Tinder da época: entre uma música romântica e uma tradução simultânea da letra de outra balada, era anunciado o nome e telefone de alguém querendo conhecer uma pessoa para relacionamento sério… ou não. Independentemente da época e do formato, a pergunta é a mesma: vale a pena manter um relacionamento amoroso assim, virtualmente?

E ainda hoje tem gente que torce o nariz quando escuta que fulaninha tá namorando um boy que conheceu na Internet, pode? Bem, pode sim. Ainda existe um temor com relação à forma como conhecemos nossos parceiros, e os motivos são bem óbvios: o temor de cair em um golpe, podendo perder desde grana até a própria vida; a possibilidade de se envolver involuntariamente em um relacionamento extraconjugal (porque sim, tem caras que arrumam namoradas online mesmo estando comprometidos!)…

Mas nós estamos aí, convivendo e compartilhando nas redes sociais – e aqui parece caber cada vez menos a divisão entre mundo virtual e mundo real. O que se vive nas redes é real, envolve sentimentos, não é algo que fique guardado na caixinha assim que a gente desconecta e vai dormir. Então a gente conhece gente, se diverte, se apaixona e sofre, como se tivesse conhecido o cara na fila da padaria.

O que a gente precisa ter em mente é que cada história é uma história. Existem casais que se conhecem em salas de bate-papo, apps de relacionamento e, independentemente de terem ficado juntos um, dois, cinco anos ou estarem juntos até hoje, conseguiram manter um relacionamento de qualidade. Existem aqueles que não deram a mesma sorte.

Quando a gente ouve uma história de sucesso de uma amiga que conheceu o marido num site de relacionamentos, a tendência natural para muitas meninas é correr para o mesmo site para tentar a sorte também. Pode funcionar, mas também pode dar redondamente errado, e tudo bem. A gente não pode achar que só porque não foi dessa vez, nunca mais será. Sua história certamente vai ser diferente das suas colegas, nem que seja por um ou dois detalhes.

Agora se você já conheceu uma pessoa nos apps da vida e está apaixonada de tudo, mas o cidadão mora em outro estado ou país, é bom botar os pés no chão e pesar os prós e contras de levar um namoro virtual.

A primeiríssima coisa a ser feita é responder a seguinte pergunta: existe prazo para encontro presencial? Esse é um ponto que precisa ser bem definido antes de decidir se vale a pena ter um namoro nesses termos. Há condições logísticas e financeiras de ambas as partes para encontros presenciais periódicos? Qual é a perspectiva para esse relacionamento depois de algum tempo? Se sim, já é um ponto positivo. Se não, é um grande complicador.

Dá pra ficar indefinidamente se vendo só por webcam, falando ao telefone, trocando mensagem no WhatsApp? Até quando vale a pena esperar? “Para sempre” não parece ser uma resposta válida nesse caso, nem mesmo nos livros de romance de banca de jornal… Tempo é um bem precioso demais.

E os cuidados para o primeiro encontro são aqueles que a gente já sabe: avise à família, aos amigos, marque em lugar público e se possível, leve alguém com você, nem que seja para ficar olhando de longe, alerta a qualquer problema que role. Segurança em primeiro lugar, ok?

Igualmente importante é tomar cuidado com os golpes! Se até de gente que conhecemos no modo presencial é possível tomar uma rasteira, imagina de alguém com quem só se tem contato à distância! Existem pessoas que se aproveitam disso para dar o golpe do scam, que é basicamente isso: o camarada chega, conta uma história bonita, diz que a mocinha é linda, bota ela lá em cima, propõe até casamento, aí quando a mocinha já tá arriada os quatro pneus e o estepe, ele conta a parte triste da história: precisa de dinheiro para (insira aqui qualquer coisa que ele deveria ter dinheiro para fazer, mas estranhamente não tem) e vai pedir justamente para a única pessoa (sim!) que poderia ajudá-lo, o seu grande amor…

Que também não tem dinheiro suficiente para ajudar o boy, mas dá um jeitinho e acaba se afundando em dívidas, além de descobrir que foi vítima de um golpe mais velho que a fome. Acreditem se puderem, mas ainda há mulheres de várias idades que caem nessa furada. Mantenha os dois olhos bem abertos, investigue todo e qualquer detalhe da história que o cara te conte – alô, Google! – e ao menor sinal de coisa errada, é melhor pegar seu banquinho e sair de mansinho, um sábio conselho que a gente aprende no programa do Raul Gil.

Já fez uma investigação básica e concluiu que não é um golpista de um país remoto dizendo que é um empresário que precisa de alguns milhares de reais para avançar com seus empreendimentos? Vão se encontrar em alguns meses? Beleza, agora a gente vai para o próximo ponto: confiança. Tanto você como ele têm amigos, têm família, têm passado e vão ter que conviver legal com isso. Licença ao Vinícius de Moraes, mas o ciúme não é o perfume do amor nem em relações presenciais, quanto mais nos RAD (Relacionamentos à Distância)! Se for pra ficar dando ou aturando chiliquinho quando vai sair com a turma ou quando ele faz o mesmo, nem comece. Sossego vale ouro.

Independentemente da forma como começa, é preciso ter a consciência de que um RAD é um relacionamento como outro qualquer: haverão dias bons, haverão dias não tão legais, dias em que a vontade de estar com ele vai apertar e doer.

a75eb9462241f27eaa6f4e5a4e79bc0f

Queria que fosse possível atravessar o computador e te abraçar.

Se você está nessa e confiante de que vai pra frente, aproveite o tempo enquanto o encontro presencial não vem e exercite o diálogo. Converse, converse muito: sobre a vida, sobre o lugar onde você vive, sobre sua cultura; aproveite para aprender sobre o modo de vida dele (se é uma pessoa de um país diferente do seu, é uma ótima oportunidade de aprender mais sobre um idioma e uma cultura nova, o que é muito legal!), sobre qualquer assunto. É fundamental para afinar as ideias e expectativas. Usem telefone, WhatsApp, e-mail, Skype, tudo o que puderem para promover alguma proximidade enquanto o encontro não vem. Tomando todos os cuidados necessários, é possível quebrar barreiras impostas pela distância e ter um relacionamento bacana, real; e uma história bonita para contar.

Imagem: Pexels


Terminou de ler este texto? Então responda nossa leitora abaixo:

Evana Ribeiro

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

/

Leia temas do seu interesse:

/

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Um email por semana só com o melhor conteúdo do Superela
Você vai adorar ❤
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Não perca mais nenhuma novidade!
PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vd3d3LmZhY2Vib29rLmNvbS9wbHVnaW5zL3BhZ2UucGhwP2hyZWY9aHR0cHMlM0ElMkYlMkZ3d3cuZmFjZWJvb2suY29tJTJGU3VwZXJlbGFPZmljaWFsJTJGJnRhYnMmd2lkdGg9NTIwJmhlaWdodD0yMjAmc21hbGxfaGVhZGVyPWZhbHNlJmFkYXB0X2NvbnRhaW5lcl93aWR0aD10cnVlJmhpZGVfY292ZXI9ZmFsc2Umc2hvd19mYWNlcGlsZT10cnVlJmFwcElkPTE3MTExNDI3NjM4MDkzNiIgd2lkdGg9IjUyMCIgaGVpZ2h0PSIyMjAiIHN0eWxlPSJib3JkZXI6bm9uZTtvdmVyZmxvdzpoaWRkZW4iIHNjcm9sbGluZz0ibm8iIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd1RyYW5zcGFyZW5jeT0idHJ1ZSI+PC9pZnJhbWU+
Curta o Superela no Facebook ❤
teste
teste
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Obrigada!

Seu nome e email foram enviados com sucesso.

Desejamos boa sorte!


Click aqui para voltar ao site.
Queremos te enviar OS MELHORES conteúdos do Superela.
Você vai adorar ❤
Vamos ser amigas? :)