O que você procura?

– Gorda. Balofa! – obviamente xinguei de algo que no momento não consigo relembrar.

– Leãozinho, Lion! – xinguei também, eu sou de áries bebê, isso não ia ficar barato né?!

Falando palavrão? Você é uma menina. Senta direito. Filha, você é uma menina, vai ficar ouvindo essas coisas?  Você é uma menina Thamires, não vai ficar falando essas gírias.  Princesa da mamãe!

Repense o Elogio

Estava assistindo ao documentário da AVON, Repense o Elogio, e automaticamente conforme as cenas iam passando, me recordei das palavras que ouvia quando criança. Alguns elogios e outras coisas que me magoavam na época. Em meio a essa discussão sobre o peso do elogio “princesa”. Eu comecei a perceber algo que às vezes as pessoas ignoram. Precisamos falar. Tudo o que você diz a uma criança tem um peso enorme. É algo que ela vai carregar consigo.

Se você diz a uma menina que ela é princesa, tudo bem, não há nada de errado nisso.

Mas diga também o quanto ela é corajosa. Diga o quanto ela é inteligente. Deixa ela saber que também pode ser bombeira, policial, pedreira, o que ela quiser ser. Deixa as meninas saberem o quão incríveis elas são além do espelho. Deixem as meninas saberem que elas são maravilhosas, mas não porque são lindas, mas porque são fortes. São incrivelmente fortes, são inteligentes, são espertas, rápidas, ágeis.

Repense o Elogio

Esse lance de princesa, é teoricamente bonito. O que não falam é que, na vida real, no mundo lá fora da segunda-feira preto e branco, é preciso ser mais que princesa. Ninguém diz, mas jogar as tranças não vai salvar sua pele na selva de pedra. Sabe o que acontece, não se trata de destituir a função da mulher enquanto princesa linda, que vai crescer, ter filhos e cuidar do lar. Se trata de devolver à mulher um espaço que sempre foi seu de direito. O espaço de poder ser princesa com seus cabelos, com suas roupas, com seu jeito. Ser princesa à sua identidade e não conforme aquilo que julgam. Criam elas as chamando de princesas, mas quando elas crescem, são mais do que isso. São heroínas. Verdadeiras heroínas que dão conta de milhares de tarefas por dia.

Estamos falando de poder ser princesa em um salto 15, de batom vermelho em um tubinho preto. Ou ainda ser princesa de tênis e calça jeans sem maquiagem alguma. Ser princesa, pilotando não o fogão, mas a própria vida.

Sabe porque há uma necessidade de falarmos disso?

Aquilo que você diz a uma garota, pode parecer bobagem, ou só um mero elogio, mas vai influenciar nitidamente a sua vida. Eu cresci, aliás, passei grande parte dos meus últimos anos tentando não ser “a gorda”. Porque cresci ouvindo que eu era “a gorda”. E aquilo determinou, durante anos, como eu iria me comportar, como ir atrás do que eu queria. Determinou meu olhar sobre o mundo, sobre as pessoas. Sem contar no clássico: “– Você é menina filha, não pode falar essas coisas. Vai sair assim? Olha o tamanho desse short. Não vai sair assim!“. Pois é!

Ouvir que eu era menina e gorda determinou dentro de mim o que eu precisava ser e adivinha só? Era exatamente tudo aquilo que eu não era. A menina delicada, recatada, comportada. A menina magra, bonita e magra, linda e magra, isso era o que eu precisava ser. Mas eu sempre fui a garota inteligente, mas gorda. A garota esperta, mas gorda.

Pois é, se você vai dizer a uma garota que ela é uma princesa, espero que consiga definir bem para ela o que é ser uma princesa.

Deixe claro pra ela que a princesa não precisa esperar pelo príncipe. A princesa do século XXI não precisa de vestidos longos e nem um elixir do amor para conseguir vencer. Deixe claro para ela que, além de beijos e carinhos, ela vai receber uma espada e vai salvar a si mesma, sem problema algum, ok?!

Repense o Elogio

Porque a magia não está em dizer que elas são perfeitas, mas sim em deixar claro que elas não são perfeitas e o perfeito é isso. O perfeito é ser princesa cada uma a seu jeito, a sua maneira. Um monte de princesas, com cores diferentes, e todas com as rédeas em suas mãos.

Enfim, repense o elogio. Deixe as meninas crescerem sendo mais que princesas. Deixe elas crescerem sabendo que podem ser além de princesas, heroínas. Deixe elas saberem que são mais que bonitas. Elas são maravilhosas por tudo quanto podem e fazem. Não é a beleza externa, mas a beleza que carregam em suas mãos. O dom de poder e conquistar tudo quanto quiserem.

Eu não teria me desesperado tanto, durante tanto tempo, se o discurso em minha infância tivesse sido diferente.

“A gorda’’ sempre vai existir na minha cabeça, mas já não determina atrás do que vou e muito menos o meu olhar sobre as pessoas até mim ou ao meu redor. Por tanto, seja consciente, seja sóbria. É injusto demais machucar ou determinar à uma criança que ela precisa seguir exatamente o roteiro que você criou na sua cabeça.

O mundo só precisa entender que a princesa do século XXI não chora esperando pelo lenço. Ela tem dado o lenço. A princesa do século XXI tem salvado outras princesas e, diferente de outras épocas, ela é dona do próprio baile. E adivinha só? Não vai voltar para casa ao soar das badalas da meia noite. Ela tem gosto, vontades e tem as rédeas! Aceite, sociedade!

Imagem: Reprodução


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)