Receba nossos e-mails incríveis
Amor Sexo Autoestima Corpo Vida Carreira & Finanças Beleza Estilo Vídeos
Escreva seu texto

Leia temas do seu interesse:

/

Nas suas resoluções de ano novo: fuja dos rótulos

Fabi Carmo

Colunista Superela

Mais textos

Ta aí uma coisa de que tenho preguiça: rótulos. Quando você tenta definir algo ou alguém, sempre dá ruim. Isso nos limita. Em um dos primeiros diálogos do filme The Spetacular Now, a personagem Aimee diz que gosta de pensar que “as pessoas são mais do que uma coisa só” depois de ouvir o seu futuro para romântico Sutter, rotular outros alunos do colégio como drogados e ricos-. Me identifico muito com o ponto de vista dela. Talvez por ser geminiana e naturalmente bipolar, talvez porque seja o mais correto.

Vivemos hoje numa sociedade que funciona tranquilamente sem definições – sejam elas de gênero, cor, credo. A gente tem liberdade de ser o que é e pronto. Que tal praticar mais disso no próximo ano?

As relações bem que podiam ser assim também, né? Afinal, qual a necessidade de estragar tudo insistindo para chamar de namorado aquele seu p.a lindo e cheiroso que não tem perfil pra relacionamento serio? Mulher, bom papo, álcool e sexo são sempre infalíveis pra alegrar a vida, principalmente quando isso não faz parte de uma rotina ou obrigação. Não tenha medo de ficar sozinha. Aproveite para ser sua melhor companhia!

Em suas resoluções de ano novo: fuja dos rótulos!

resoluções de ano novo 1

Estamos quebrando alguns padrões e estereótipos já há algum tempo. Hoje, ainda bem, a liberdade feminina é o carro chefe. Você não tem que ser mãe, nem namorada, nem esposa para ser mulher. Pode se impor, fazer o que quiser, quando bem entender com a segurança de quem sabe o poder que tem por ter aqueles dois cromossomos x.

Não se prenda a um relacionamento bosta só para não ser mais solteira. Não se contente com xaveco de internet só para ter alguém. Olho no olho é sempre melhor. Garanto.

Isso também vale pro seu empreguinho vagabundo que não vê a hora sair. A instabilidade também é boa, faz a gente crescer. Aliás, estar no mesmo lugar só pra aparentar ser bem sucedida e evitar mudanças também é péssimo. Tem um mundo repleto de experiências a dois passos de distância.

Não deixe de transar com o dono daquele sorriso que fode qualquer psicológico e um perfume de enlouquecer porque tem medo de ser piranha. A opinião dos outros não deve definir sua felicidade. Seja senhora do seu destino.

Não se prenda a pessoas negativas só pra ter amigos. Não dedique sua fé a algo que não acredita só se apoiar na religião. Não viva de aparência só pra se encaixar nos padrões.

O importante é saber quem está do seu lado, quem é sua família de sangue ou não. A quem recorrer na madrugada de bad. Quais são seus objetivos de vida e persegui-los. E que as pessoas vão e vem, mas o que vale é a intensidade do que se viveu.

Afinal, as melhores coisas da vida são impossíveis de se definir: amor, felicidade, sucesso lealdade,  fé, amizade, beleza, liberdade vão muito além dos verbetes  do melhor dos dicionários.

Não existe nada melhor que a liberdade de se sentir inteira dentro da sua verdade. Não vamos dar nome ao que temos para que seja bom, para que seja pleno e passe longe de estereótipos. Vamos atualizar as definições de 2017 para que seja um ano sem limites e rótulos.

Imagem: Pinterest

Fabi Carmo

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

/

Leia temas do seu interesse:

/

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!