Receba nossos e-mails incríveis
NOVO App Clube Superela!! ♥
Pergunte e converse anonimamente
Relacionamento Sexo Autoestima Corpo Trabalho&Dinheiro Beleza Estilo Entretenimento Girl Power!
Escreva seu texto
Receba nossos e-mails incríveis

Leia temas do seu interesse:

/

Saudade e outras drogas

Marcela Oliveira

Colunista Superela

Mais textos

Um término de relacionamento às vezes acontece a despeito da nossa vontade. Às vezes, as circunstâncias, de um modo meio sacana, simplesmente cortam uma situação sem dó nem piedade. E então dói. E como dói! Quase um corte sem anestesia. E por mais que a gente se esforce dia após dia, minuto após minuto, num momento de descuido essa sensação vem com tudo. Um misto de agonia, dor em um local não identificado, vontade de sair correndo, tristeza, e a tal da saudade. Essa droga de saudade!

Então hoje ela deu as caras e fez minhas teorias irem por água abaixo. Eu tento, juro que tento lembrar dos mil e um motivos que eu tenho pra não sofrer por ele. Porque ele me deu cada um desses motivos e os confirmou. A questão nem seria eu criar vergonha na cara, sabe. Vergonha eu tenho. Tanto que tomei a decisão de não o procurar mais. Eu posso ter perdido tudo. Mas ainda tenho meu orgulho.

No entanto, eu não consigo não pensar nele. E quando eu me refiro ao fato da saudade ser uma droga, digo isso porque se há saudade, é porque foi bom. E eu gostaria que não tivesse sido bom. Gostaria de conseguir sentir arrependimento. Porque a saudade tem dessas. Ignora os motivos do fim e te faz relembrar de cada sentimento com vontade de poder revivê-lo. Romantiza os fatos. Te faz lamentar não ter dado certo.

Saudade e outras drogas 1

Mas, embora a saudade tenha batido na minha porta hoje sem o menor pudor, chega uma hora em que a gente precisa tomar uma decisão. Uma decisão consciente baseada unicamente na razão. Enumerar aqueles motivos pra não se lamentar mais simplesmente porque acabou. Simplesmente porque as coisas terminam quando precisam terminar e nos cabe então procurar o aprendizado nisso.

Obviamente é mais fácil falar, mas tem que haver um esforço consciente pra funcionar. Não existe uma magia que acelere o processo. Não existe atalho. Nem fórmulas mágicas. O que existe é a ação do tempo somada a atitudes de cuidado consigo mesma. Cuidados diários. Nós precisamos aprender a sermos melhores amigas de nós mesmas antes de querermos ser amigas de alguém. Eu sei que costumo repetir muito isso, mas, de fato, a gente precisa se priorizar. Cuidar de nós mesmas como nós gostaríamos que os outros cuidassem.

Às vezes, em momentos como esses, nos sentimos quase em luto. Ficamos frágeis. Eu passo por momentos assim ainda. Mas somos humanas. Então realmente devemos redobrar os cuidados com nós mesmas. Porque todas nós, sem exceção, passamos algum dia por momentos assim. Isso é perfeitamente normal. O que não pode ser normal é se render à tristeza. Ela bate na nossa porta quando sofremos pelo fim de um relacionamento e devemos viver esse momento. Deixar que doa. Porque assim que estivermos prontas as coisas vão voltar a fazer sentido. Você vai voltar a rir de novo, acredite em mim. Você vai ter vontade de conhecer outras pessoas.

Saudade e outras drogas

Estou bem!

Então, meninas, se estiver doendo, deixe que doa de modo que esgote o sofrimento, de um modo que não restem pendências nessa situação. Porque esse é o único meio da gente conseguir seguir em frente depois. Sem ficar remoendo o passado, sem ficar imaginando “e se”. E quando menos se espera, estamos fortes pra seguir o rumo que quisermos – porque nesse mundão de meu Deus, o que não falta pra cada uma de nós é possibilidades.

Possibilidades novinhas em folha esperando a gente se abrir pro novo de novo e, assim, iniciarmos uma nova aventura porque a vida é isso: inícios e finais de ciclos e cabe a gente fazer o melhor proveito de cada uma dessas histórias, seja como uma lembrança boa, seja como um aprendizado. Então siga, siga certa de que independentemente do que aconteceu ontem, sempre vale a pena um próximo passo em direção ao novo. Um viva aos recomeços!

Imagem: Pexels

Marcela Oliveira

Colunista Superela

Mais textos

Leia temas do seu interesse:

/

Leia temas do seu interesse:

/

E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada!

Recebemos seu pedido de cadastro e enviamos a você um email com o link para você confirmar o recebimento dos nossos emails.

Por favor, acesse seu email e click no link de confirmação.


Click aqui para voltar ao site.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
OS MELHORES conteúdos do Superela
uma vez por semana no seu email!
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)