Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Selfies, selfies e mais selfies. Esse lance com a fotografia ficou tão doentio que não só evoluiu para uma doença, como também já tem nome:

#SELFICÍDIO

Muito louco isso, não? Coisas da modernidade.

Mas, o que está por trás de tanto narcisismo? O ser humano como objeto. Um escravo da estética e da beleza. É ter a necessidade de aceitação do outro como forma de colocar fim às próprias carências. Geralmente, a quantidade de selfies é proporcional à insegurança de quem posta. São pessoas que não confiam na própria opinião. Elas precisam, diariamente, reforçar seu ego e pautar seu valor na opinião do outro.

Para isso, postam as fotos e, em questão de segundos estão lá, aguardando ansiosamente o número de likes – ou de aprovações – que receberam por aquele novo corte de cabelo, por aquela roupa, por aquela tatuagem e etc. E isso se torna um ciclo vicioso, pois quanto mais feedback a pessoa tem, mais forte fica essa objetificação. E mais SELFIES a pessoa vai postar!

O “selfvício”, e o SELFICÍDIO

selficídio

E se o lance é priorizar a questão estética em detrimento de qualquer outra qualidade que a pessoa venha a ter, aí vale tudo. As pessoas perdem horas do seu dia para fazer selfies “perfeitas”. Utilizam muita maquiagem antes dos cliques, fazem centenas de fotos iguais, na mesma pose, todas priorizando seu “melhor ângulo”. Quando finalmente acham uma da qual gostam, passam outras tantas horas dando o tratamento adequado para que fiquem de fato “perfeitas”. Utilizam aplicativos que permitem corrigir uma mancha aqui, fazer branqueamento de dentes ali, afinar um rosto, um braço e uma cintura acolá… e voilá! A foto está pronta para ser postada! Entretanto, mesmo depois de tantos retoques, a pessoa ainda não está satisfeita. Que frustração, não é mesmo?!

A doença da modernidade

Além desse comportamento afastar as pessoas do convívio social, uma vez que passam horas na companhia do celular e às voltas com sua aparência, o que pode fazer com a pessoa seja vista como fútil, egocêntrica e desinteressante, o que poucas pessoas sabem é que esse tipo de prática (selficídio) pode levar a pessoa a um TRANSTORNO DISMÓRFICO CORPORAL. Whaaaaat?!

Calma, calma, minhas lindas! Já vou explicar: significa que a pessoa se olha no espelho e se vê de forma diferente do que a imagem reflete. Ela não se enxerga de maneira real, e isso pode gerar uma série de problemas, inclusive anorexia e bulimia, que são transtornos alimentares tão comuns nos dias de hoje devido à essa enorme pressão diária que sofremos em prol de um padrão estético que enaltece de forma exacerbada a beleza, a magreza e os corpos musculosos como sinal de saúde.

Mas, vamos discorrer sobre isso em um outro post, ok?! Por hoje, vamos só começar a olhar as Selfies com novos olhos! O mais importante é não deixar que o culto ao belo transforme uma geração inteira em pessoas de corpos e rostos perfeitos, mas de mentes insignificantes. Afinal de contas, que tipo de pessoas queremos para o mundo?

Diga não ao selficídio!

Imagem: Pexels


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?


@ load more
E-mails especiais
Faça parte da comunidade de mulheres mais empoderadas do mundo!
Escolha os temas que mais gosta
Quero!
Obrigada, agora falta pouco...
Por favor, fique de olho em sua caixa de entrada (às vezes, pode acontecer do email estar no SPAM ou na aba Promoção caso use GMail). Quando receber nosso email é só clicar no link de confirmação ;)
Enviaremos nos próximos minutos um email para você confirmar o recebimento de nossos conteúdos.
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Qual conteúdo você gostaria de ver no Superela?
A gente escreve sobre o que você quiser e ainda manda no seu email :)
Obrigada!
Recebemos sua sugestão.

Hey, você já conhece o Clube Superela? Lá você pode perguntar o que tem vontade anonimamente :)